sexta-feira, junho 22, 2018

[Resenha] As Lendas de Colina - Antologia - Rouxinol Editora


Opinião de quem leu 

Que eu sou um grande entusiasta dos autores nacionais todo mundo sabe. O que talvez nem todo mundo saiba é o quanto eu fico feliz em ver iniciativas como a antologia 'As Lendas de Colina' organizada pelo Marcelo Siqueira. Adorei o resultado dessa reunião de grandes nomes da literatura nacional contemporânea e, especialmente, a façanha de deixar todos os contos conectados com o mesmo cenário. Absolutamente imperdível!" Thiago Mlaker, editor da Verus Editora.

"A experiência de conhecer um novo universo criado por autores brasileiros tão maravilhosos foi única e incrível. Colina me encantou desde o primeiro segundo em que mergulhei na leitura. Um mundo fantástico cheio de conflitos e perspectivas, onde os animais se mostram tão próximos da nossa realidade, com certeza fará você sorrir, refletir e se apaixonar!" - Lúcia Robertti - Cabine Literária 

"As Lendas de Colina é uma antologia que possui todos os contos perfeitamente ligados. Às histórias permitem que os leitores entrem em um reino completamente novo e repleto de fantasia. Cada parte do livro é peça importante desta obra magnífica, que traz uma experiência que vai além da literatura. Leiam e espalhem as lendas de Colina." (Daniela Garcia Bezerra, jornalista, criadora do Bio-Livros e do Garbez Comunicação)

Minha opinião 

As Lendas de Colina encanta e emociona. Cada personagem são animaizinhos e   segundo sua espécie nos contam suas aventuras e conflitos nos dando informações sobre Colina, é através deles que sabemos a história desse lugar mágico, repleto de aventuras perigosas e empolgantes. 

 O livro é composto por 32 contos escritos por diversos autores, são eles: Pedro Almada , Renan Carvalho, P. J. Acácio, Nícolas Eroles, David Hatter, Flávia Duduch, Marcos Diniz, Dáfne Freitas, Bruna Schiavini, Priscila Visacri, Pedro Garcia, Alan Soares, Wallas Alexandria, Alessandro Nascimento, Ana Charlotte, Nádia Lima, C. David, Renata Cathoud, Natalia Carmelo, D.A Potens, David Junior, Marciele Goetzke, Frank Felix, Sarah Hatz, Bianca Landim, Georgina Cavendish, Paula Muller Baldega, Renata Ventura, Yara Chan, Marcelo Siqueira (organizador dessa antologia).

 Cada conto conta a história de um animalzinho diferente, por autor diferente, os contos sozinhos são apenas um conto, no livro a maioria se interligam com personagens e histórias bem marcantes e reflexivas como nas fábulas. 


Dos autores citados eu conheço Cinthia David (foi através dela que conheci As Lendas de Colina e por ter lido outros contos da autora) Renata Ventura (por ter lido A Arma Escarlate) e Marcelo Siqueira ( pela trilogia O Príncipe Gato) e amei conhecer os outros autores.

 As Lendas de Colina é uma leitura fluída e muito prazerosa e que deve ser contada às crianças também.

 A edição está belíssima! Diagramação e ilustrações perfeitas. 

Compare e compre: Amazon, Livraria Rouxinol


Continue Lendo
Um comentário
Compartilhe:

quarta-feira, junho 20, 2018

Resenha - Não Conte para a Mamãe - Toni Maguire



Encontrei esse livro enquanto passeava pela internet e nem precisei ler a sinopse pra entender do que se tratava. Não foi uma leitura legal nem fácil e porque ler?
As vezes faz bem um choque de realidade principalmente porque não é uma realidade tão longe do nosso cotidiano e por isso mesmo foi bom ter lido para não deixar cair na banalidade. São tantas histórias que ouvimos ou que ficamos sabendo até em forma de boato e/ou fofoca que esquecemos da vítima por trás disso tudo.

SINOPSE: A frase que dá título ao livro de Toni Maguire, Não conte para a mamãe, poderia ser uma pacto ingênuo entre dois irmãos ou uma brincadeira entre crianças. Infelizmente, não é o caso. Na verdade, é a ameaça sofrida pela autora durante os quase dez anos em que foi violentada pelo próprio pai.
Quando aconteceu pela primeira vez, a pequena e inocente Antoniette tinha apenas seis anos. Apesar da tenra idade, tudo ficou gravado em sua memória, o tempo nada dissipou: os detalhes, os sentimentos, a dor. Foi a primeira de muitas, incontáveis vezes. Não conte para a mamãe, de Toni Maguire, desvela a comovente história de uma infância idílica que mascarava uma terrível verdade.


O livro foi escrito em 2008 e impresso pela Bertrand do Brasil em 2012, mas a história se passa nos anos 50 então nos deparamos aqui com o preconceito e machismo mais acentuado, mas que infelizmente ainda acontece nos dias de hoje. Então preparem -se para ficarem revoltados, indignados ! E vale lembrar que é um livro autobiográfico, Toni Maguire narra neste livro de forma visceral os dez anos que sofreu de abuso sexual cometido por seu próprio pai.

Era Antoniette e a mãe até os os seus seis anos de idade, a mãe a amava e ela sentia verdadeira adoração por ela, mas tudo mudou com a chegada do pai que antes servia o exército, com ele vieram as mudanças, no começo até parecia legal e que iam ser felizes na Irlanda morar perto dos avós paternos. Mas não foi assim que aconteceu.

A primeira vez que o pai a molestou ela tinha seis anos e pediu a ela que não contasse para mamãe , mas ela contou! Tinha certeza que a mãe a protegeria, mas a mãe tinha verdadeira adoração pelo pai não fez nada e até passou a tratá-la diferente e com desprezo.

Depois disso começaram os fins de semana com o papai onde as cenas de estupro acontecia. Até o dia que ela engravidou, o pai fora preso, mas se vocês pensam que a vida dela melhorou estão redondamente enganados ficou bem pior se é que possível!

Sintam o impacto dessa indagação:

- Antoinette, alguma vez sentiste prazer com as solicitações de seu pai?


pergunta constante em todas a sessões com o psiquiatra.  Querendo tirá-la da posição de vítima para a causadora do ato do pai.

Uma das coisas que fizeram ela surtar e parar em uma clínica psiquiátrica foi justamente perguntas como essa... Bem mais tarde ela reconstruiu sua vida escondendo lá no íntimo a pequena Antoniette dando lugar a uma nova pessoa. Toni.

E agora com sua mãe em estado terminal ela espera um pedido de perdão ou qualquer coisa que valha e na vigília dos últimos dias com a mãe enquanto espera em uma poltrona de hospital , Antoniette sai do seu cantinho e nos relata essa triste história.

Vocês conheciam esse livro?


Continue Lendo
23 comentários
Compartilhe:

segunda-feira, junho 18, 2018

Leo Vieira: O que Realmente Importa


Observo muita gente destrambelhando por altas conquistas. Mal percebem que essa vida agitada em prol de status profissional acaba colocando em custo a sua vida pessoal. Vão perdendo amigos, casamento, emprego, oportunidades, saúde, o tempo e até mesmo a vida.
           Acham que perdem tempo em não correr atrás, mas depois querem correr para recuperar o tempo perdido.
Compram coisas que logo ficam obsoletas, que não precisam. Aquela questão da obsolência programada.
Eu uso isso como tema de hoje porque também se aplica no meio literário. Querem viver um estilo ilusório. Pagam para ser o que não são. Gastam fortuna para viver um ofício literário exagerado e desnecessário. Exemplo: Encomenda um lote imenso de livros o qual não consegue vender. A frustração acaba sendo maior que a dívida.
Recentemente um colega escritor muito focado em suas atividades literárias teve o seu casamento por água abaixo. E o pior: ele acha que mantendo o foco nas atividades literárias o fará esquecer desses problemas.
Mantenham as amizades, o casamento, aprimore o seu ambiente de trabalho, cuide de sua saúde, valorize tempo e momentos.
Na verdade, a vida é feita de momentos. O que a gente compra fica velho e ultrapassado. O que a gente vive, fica pra sempre nos bons momentos.

Leo Vieira



® Leo Vieira- Direitos Reservados

Continue Lendo
10 comentários
Compartilhe:

sexta-feira, junho 15, 2018

[Resenha] Lado A e Lado B - César Costa

Comprar o livro
Sinopse

Roberto descobre a paixão de sua vida depois que Jennifer se muda para a casa do outro lado da rua. Uma inocente história de amor se desenrola, repleta de encontros, desencontros, alegrias e tristezas. Quando o destino parece finalmente conspirar a favor do casal, vemos que nem tudo é o que parece ser, que toda história tem mais de um lado.
Este livro de César Costa traz uma trama dramática, com reviravoltas inesperadas e desfecho surpreendente. Até que ponto um amor profundo, sem medidas, pode chegar?

Olá pessoal! Eu comecei a leitura de Lado A e Lado B - Retalhos de uma história de amor com a expectativa de ler um romance romântico, mesmo a sinopse dizer se tratar de um drama, o que não esperava é que fosse tão surpreendente, empolgante e realmente com reviravoltas inesperadas e interessantes. Na verdade a sinopse não revela o quanto o enredo é impactante. César Costa consegue nos surpreender de várias formas durante a leitura e principalmente nas páginas finais.
Lado A A história começa com Roberto nos contando sua infância e principalmente quando conheceu a menina ruivinha que passou a ser sua vizinha. Roberto então contava com onze anos quando conheceu Jennifer e passou a nutrir pela garota um amor sem medidas no decorrer dos anos.
Durante a narrativa de Roberto percebe-se que Jennifer não retribuía na mesma proporção esse amor e talvez o leitor tente justificar o ciúmes exagerado que ele sente por ela. ( eu fiz isso) e durante a narrativa cheguei a suspeitar de Roberto, sei lá… que ele pudesse causar algum tipo de mal e como protagonista ele as vezes não convencia, seu relacionamento com Jennifer embora trágico era perfeito demais.
No entanto a história segue e esse amor mostra superar o ciúmes, doença e a distância. Tudo caminha para um final feliz depois de tanta angúria. você chega ao final do Lado A imaginando um desfecho tragicamente comovente e já maravilhada com as surpresas que teve (afinal você está quase nas últimas páginas) mas eis, que tudo muda de “figura”! E damos início ao lado B…
Lado B O lado B é narrado na terceira pessoa onde Roberto conta sua história sob um novo ponto de vista dos acontecimentos, revelando fatos horripilantes e dando-nos uma visão sombria de um amor doentio. Posso dizer que o destino fora bastante irônico com Roberto e tenho um prazer imenso de saber de fatos que ele NUNCA irá saber. (Fiquem curiosos) rá!
Nesta parte do livro, perguntas que você se fez durante toda a narrativa de Roberto no Lado A, é respondida e mesmo assim o autor consegue te surpreender mais ainda do que o esperado revelando “peças” que serve para coser uma colcha de retalhos estabelecendo em nossa mente um Lado C. Efeito que me deixa a pensar constantemente no livro.
Contudo o final é bem fechado, não há margem para dúvidas ou insatisfação. Vocês tem que ler para entender do que estou falando, é claro que se eu explicar vai ser um tremendo Spoiler! Eu fiquei muito feliz com a leitura e espero muito que vocês leiam, pois é um livro bem bacana pra se trocar ideias. Lado A e Lado B - Retalhos de uma história de amor foi cedido ao Mundo Literário pela Editora Verlidelas.


Continue Lendo
4 comentários
Compartilhe:

quarta-feira, junho 13, 2018

[ Projeto] Contos de terror em parceria com o escritor Douglas Lobo - Darda Editora


Olá pessoal!

Hoje a publicação é especialmente pra quem escreve e tem o sonho de ver algo seu publicado por custo bem acessível, tenho certeza que o assunto agradará a muitos. Façam o download do edital (no final do post) e depois me contem o que acharam, tá bom!


Douglas Lobo autor de Terra Amaldiçoada (ver resenha AQUI) está organizando uma antologia de contos de terror para a editora Darda. 

A Darda Editora tem como um de seus interesses as coletâneas, razão pela qual sempre lança editais com diversos temas separados por gêneros, através do selo CDE - Coletâneas Darda Editora.


Todo autor precisa de um currículo que o identifique no universo literário. A Editora acredita piamente que as coletâneas são um excelente meio de divulgação, conhecimento, troca de ideias e atualização do seu perfil, sendo importantíssima a participação deste sempre que possível, quer seja autor(a) novo(a) ou já com experiência.

MEDO DO ESCURO – Uma Antologia de Terror - contos - Até 30/08/2018.
Desde o início dos tempos, nós, seres humanos, fugimos da escuridão. Primeiro, com fogueiras. Depois, com lampiões. Agora, com luzes elétricas. O motivo? Medo. Sim, não são apenas crianças que têm medo do escuro. Nós, adultos, também. A diferença é que aprendemos, com o tempo, a lidar com esse medo. E se, numa noite, todo o planeta sofresse um apagão? Como reagiríamos, sem a luz que nos orienta? Sem os dispositivos e serviços elétricos de que tanto precisamos? E se, devido à escuridão, medos e traumas que imaginávamos há muito soterrados de súbito despertassem em nós? Procuramos contos de terror inéditos, com extensão entre 8.000 a 10.000 caracteres (com espaço), e nos quais ocorra um apagão (blackout) durante a história. Por “terror”, entendam-se histórias que visam a perturbar o leitor. Não há obrigatoriedade de elementos sobrenaturais. Podem concorrer contos em todas as modalidades do gênero (gótico, distopia, cyberpunk etc.). Nos contos, o apagão pode durar o tempo que o autor achar necessário (inclusive segundos). Mas ele deve ser elemento central na trama. Serão priorizados na seleção os contos de tom literário, isto é, que mostrem alguma sutileza e preocupação com a forma. Pense em Edgar Allan Poe, Mary Shelley e H. P. Lovecraft.

Esta coletânea destina-se a autores brasileiros residentes no País e a maiores de 16 anos.
Os textos inscritos precisam ser inéditos, isto é, não podem ter sido publicados, em parte ou em sua totalidade, em suporte impresso ou eletrônico.
Serão selecionados até 28 contos.
Um autor pode enviar quantos contos quiser.



Para enviar seu conto  você tem  até dia  31/08/201 (passível de prorrogação por mais 30 dias)

Divulgação dos selecionados: 10/09/2018.


Publicação (previsão): dezembro/2018


Em caso de dúvidas, por favor, entre em contato: [email protected]

Mundo Literário fará resenha da antologia comentando cada conto.

Boa sorte aos participantes.

Edital: ⇓Download⇓

Ficha de inscrição⇓Download⇓

Por e-mail:   [email protected]  ou  [email protected]


Conheça a editora e outras coletâneas em andamento: Darda Editora

Continue Lendo
8 comentários
Compartilhe: