segunda-feira, julho 06, 2020

Leo Vieira: Consulte Dicionários e Escolha Palavras Comparadas


Para não correr o risco de usar sempre a mesma palavra em seus enredos, procure consultar o dicionário de sinônimos, que tem inclusive a versão on line. Isso ajuda você a achar uma melhor forma de se expressar e é maravilhoso para quem também compõe letras musicais. É difícil demais achar uma rima adequada, fazendo comprometer a estrofe inteira. A pressa é inimiga da perfeição, não é?. O seu texto precisa descansar, ser consultado, revisado e assim vai florescer e amadurecer no tempo certo e com a devida dedicação.
Leo Vieira



® Leo Vieira- Direitos Reservados

Continue Lendo
Nenhum comentário
Compartilhe:

segunda-feira, junho 29, 2020

Leo Vieira: Palavras Cruzadas e Caça-Palavras


Esses exercícios de memória são excelentes para desenvolver a mente do escritor. Procure relaxar com caça-palavras, as palavras cruzadas, além de xadrez e outros passatempos. A cabeça vai relaxando e desenvolvendo. Tenha o hábito de não ficar parado. Além da leitura que é essencial e sempre abre a
mente para outros aprendizados e rumos que você poderá dar aos seus projetos. Pratique sempre.
Leo Vieira



® Leo Vieira- Direitos Reservados

Continue Lendo
Nenhum comentário
Compartilhe:

segunda-feira, junho 22, 2020

Leo Vieira: Escrevendo a Mão


Falei recentemente sobre escrever a mão e foco novamente neste texto. É muito prático e rápido digitar a mão no teclado ou com os polegares no celular. Mas dificilmente a gente lembra do que escreveu. Os e-mails a gente não salva, mas uma carta escrita a mão a gente engaveta. A tecnologia aproxima quem esta longe e afasta quem esta perto. Coisas feitas a mão passa mais emoção também.
Procure praticar mais e quando for passar a limpo, use a tecnologia.
Leo Vieira

® Leo Vieira- Direitos Reservados

Continue Lendo
Nenhum comentário
Compartilhe:

segunda-feira, junho 15, 2020

Leo Vieira: Escreva Bilhetes e Cartas como Treino

O saudoso professor Pierluigi Piazzi revelou que o Brasil é um pais com muitos alunos mas com poucos estudantes. Nesta teoria, a população também pode ser usada como exemplo de que é um povo que muito digita, mas pouco escreve. Você pode puxar na memória e saber qual a última vez em que escreveu a mão uma carta? Ou ate mesmo um bilhete rápido para nota? A gente só se lembra do que digitou no teclado, no celular, o último e-mail, etc.
Temos que ter o hábito de manter como treino a escrita manual. Isso também ajuda muito nas construções textuais de seus livros. Texto escrito você salva na memória. Texto digitado você salva na memória do pc. Estudar é escrever. Então procure experimentar escrever mais para manter o cérebro turbinado.
Leo Vieira

® Leo Vieira- Direitos Reservados

Continue Lendo
Um comentário
Compartilhe:

segunda-feira, junho 08, 2020

Leo Vieira: Os Enredos Informais sem Linguagem Rebuscada


Eu li recentemente um livro de história que contava sobre os acontecimentos de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, muito antes da sua vida. A biografia focava nos pais, nos avós e toda a trajetória dos inconfidentes. A obra é tão bem construída que parece até  mesmo um romance. O livro foca muito no aspecto do Brasil da época, falando sobre a situação dos demais habitantes, os trabalhadores, os costumes da época... tudo sem diálogo. Isso acabou sendo um exemplo de bom exercício de construção literária. É um enredo informal, sem linguagem rebuscada, mas rico em informação. Por que não fazer uma história inteira sem diálogos? somente as teorias narrativas. Fica uma lição no ar.
Leo Vieira



® Leo Vieira- Direitos Reservados

Continue Lendo
Nenhum comentário
Compartilhe:

Títulos que talvez seja do seu interesse!