segunda-feira, dezembro 11, 2017

Leo Vieira : Esteróides Virtuais

"A natureza não dá saltos". Essa frase de Darwin explica que tudo na natureza tem o seu tempo e sabedoria.

Comida instantânea enche barriga sem alimentar, além de não ser saudável. Se você salta horário das refeições com lanches rápidos, pode comprometer a sua saúde ao longo do tempo.

Massa corrida cobre imperfeições, mas sem reformar as paredes.
A faceta embeleza o sorriso, mas por baixo, a arcada dentária continua torta e desigual. E se houver alguma cárie, o perigo é maior.

Eu estou usando esses exemplos para ilustrar a realidade das redes sociais de hoje, que está contaminada de "esteroides" virtuais.

Se vocês fizerem busca na internet, irão encontrar dezenas de sites com serviços "publicitários" (eu chamaria de "publiciOTÁRIOS") de venda de visitas, comentários, inscrições, visualizações de vídeos, curtidas e seguidas em Facebook, Twitter, Instagram, Youtube entre outros sites, blogs e redes sociais.

Isso é muito grave, porque a rede fica com aparência grandiosa, mas não tem conteúdo.

Isso é FALSO, ENGANOSO e DESONESTO.
Quem apela para tais serviços, antes de tudo está enganando a si mesmo. Por mais que tente acreditar em sua própria mentira, além de jogar dinheiro fora, o blogueiro que contrata está atrelando os seus leitores a uma MENTIRA e parceiros a um GOLPE.
Editoras e outras empresas parceiras irão procurar essas páginas e serão enganadas.

O serviço pago de visualizações ficou tão saturado que hoje está cada vez mais barato. Hoje é possível montar um site com 1 milhão de visualizações em um fim de semana pelo preço de um tablet. Outro motivo desta defasagem é que o próprio Google aumentou absolutamente os critérios para monetização de suas redes, inclusive reduzindo bastante os valores para pagamentos.

Ainda assim, muitos blogueiros malandros irão utilizar tais recursos para alegar o sucesso de suas páginas. E muitos ainda podem cair.
Quantidade continua NÃO sendo sinônimo de qualidade.

Alguns conselhos que eu deixo para quem está nessa caminhada ou para quem está começando agora é não terem pressa, conheça quem está te acompanhando, retribua os comentários e acessos. Isso sim que é socialização.

Firme parcerias para trocar divulgações e apresentar uns aos outros, mas NUNCA compre divulgações.
Leo Vieira



Continue Lendo
2 comentários
Compartilhe:

quinta-feira, dezembro 07, 2017

[Divulgação Cultural - Penalux] Diário da casa arruinada - Tiago Feijó

Romance de estreia de autor premiado trata da sutil ruína de uma vida.
Escritor paulista, cujos contos já venceram prêmios consagrados como o Ideal Clube de Literatura e o Sesc/DF, lança agora seu primeiro romance


Olá pessoal!
Hoje trago  novidade nacional da Editora Penalux. Se você curte um bom romance fica a dica. :)

Diário da casa arruinada”, primeiro romance do escritor paulista Tiago Feijó, engendra um forte cenário psicológico, tendo a casa como um local de derrocada e desmantelamento.

Em formato de diário – estruturado, portanto, de forma linear de tempo e espaço – o livro nos traz como personagem principal um escritor frustrado que, além de registrar dia a dia o desafio de largar o vício do cigarro, usa a escrita como instrumento de investigação para seus traumas e conflitos conjugais, conduzindo a trama num desenrolar de lembranças e vivências permeadas de linguagem poética e reflexões filosóficas.

Sobre o enredo, Feijó argumenta: “A linha que me guiou é de um homem que não quer ver o que está diante de si. O personagem precisa da escrita, pois essa vai lhe revelar coisas que não consegue ver sozinho. Ou não quer ver”.

E, de fato, Quim, o protagonista da história, confirma isso – em meio a uma crise matrimonial, que o abala tanto ou mais que a privação do cigarro, ele registra: “Quero crer que escrevo para mim a minha própria vida, mas não estarei eu escrevendo para os outros a vida de outra pessoa?”

Conforme a narrativa avança, o leitor vai encontrando na escrita de Tiago Feijó muitas referências literárias e intertextualidade com Machado de Assis, Manuel Bandeira, Drummond, Homero e outros grandes escritores.

A narrativa também traz pérolas como esta: “(...) descobri que o mundo é mesmo muito grande, mas que o homem é maior. E é tão grande o homem, que às vezes encontra dentro de si lugares que são só penumbras e perigos”.

A história fisga logo o leitor, que é guiado para um desfecho cujo teor horripilante contrasta com a brandura do caminho.

Os meandros da convivência, os silêncios da vida conjugal, os fotogramas da derrocada e a perda do romantismo são elementos de identificação e que fazem deste livro um bom percurso sobre a natureza dos casais.

Autor: Tiago Feijó
Publicação: 2017
168 páginas, 14x21 cm
Preço: R$ 38,00
Editora: Penalux

SOBRE O AUTOR


Tiago Feijó, 34 anos, nasceu em Fortaleza (CE) e cresceu em Guaratinguetá, no interior paulista. Formado em letras clássicas pela Unesp (Universidade Estadual Paulista), atua como professor na rede pública de ensino. O autor é apontado com uma grande promessa literária no cenário nacional. Já ganhou vários prêmios literários, entre eles o aclamado Prêmio Ideal Clube de Literatura, que lhe conferiu a publicação do livro Insolitudes em 2015, obra de estreia que reúne os contos premiados do autor. Em 2016 venceu o Prêmio Bunkyo “Livro do Ano”, e recentemente, em outubro, também ganhou o prêmio Sesc/DF de Contos “Machados de Assis”.


Compre agora!





Continue Lendo
4 comentários
Compartilhe:

sexta-feira, dezembro 01, 2017

[Resenha] Escrito nas estrelas - Sidney Sheldon

Olá pessoal!
Acho que Sidney Sheldon foi um dos melhores romancista da década de 80 ( pelo menos para mim) tenho todos! #apaixonada


SINOPSE: Lara Cameron é uma mulher moderna e visionária que, durante toda sua vida, trabalhou arduamente para erguer a Cameron Enterprises, um verdadeiro império no ramo imobiliário. Usando sua grande inteligência e capacidade de identificar as pessoas certas para ajudá-la a ultrapassar cada obstáculo, ela se tornou uma rainha em um universo tradicionalmente dominado por homens, conquistando assim fortuna e renome além de qualquer expectativa. Porém, um presente de glórias e sucesso oculta um passado sombrio e repleto de monstros que ameaçam retornar e destruir tudo que Lara construiu. Alguém planeja uma vingança que, se bem-sucedida, fará com que Lara perca não só sua reputação, como também o controle de seu império, ao qual ela dedicou toda a sua vida e muito de sua própria alma.


"As estrelas brilham e nos contemplam a viver nossas vidas insignificantes e choram por nós." 

Nesse livro Sidney Sheldon nos leva ao fascinante mundo dos "negócios" mas precisamente ao ramo imobiliário. 
Lara Cameron conhecida como a " Borboleta de Ferro" uma modelo para as mulheres e uma pedra no sapato para alguns homens do ramo. 
 Lara nasceu numa pequena cidade da Escócia, sua mãe morrera ao lhe dar a luz, enquanto seu pai se divertia bêbado num prostíbulo e quando viu que a única coisa que lhe sobrara fora uma filha e não um filho para sustentá - lo passou a beber mais ainda , pois a culpa era do destino... O destino não queria que ele fosse rico.

Ele era cobrador de aluguel e tomava conta de uma pensão do dono do único Banco da cidade, o que lhe garantia um teto na cabeça. Porém o "destino" mais uma vez estava contra ele , de tanto beber teve um AVC e foi assim que Lara teve o primeiro contato com o ramo imobiliário, ela passara a cobrar os impostos e a cuidar da Pensão.

 Amava demais o pai , mas também o odiava. Ela aprendeu muito sobre finanças e construções com alguns hóspedes que passavam pela pensão e com um em especial , que a ajudou a construir seu primeiro prédio.Depois disso ela não parou mais. Dominou Chicago e metade de Nova York, estava prestes a inaugurar o maior prédio do mundo e sentia insatisfeita , sabia que algo lhe faltava , até que conhece Philip e sabia que ia casar com ele. Fato.

Durante a construção de seu império Lara manteve um relacionamento com Paul Martin, um homem mais velho, casado e tinha ligações com a Máfia, louco por ela , não ia ficar quieto com a traição de Lara... Lara tinha alguns inimigos no mundo dos negócios e era odiada por muitos que chegaram a trabalhar com ela e os que sobreviveram a energia e arrogância dela, só tinham a certeza de que ninguém conhecia aquela mulher...

 Seu sócio a amava, faria qualquer coisa por ela. Agora tudo estava desmoronando, ela iria perder tudo , inclusive Philip o único homem a quem ela amava desde adolescente quando o viu em uma foto numa revista , talvez o pai dela tivesse razão: " Tudo está escrito no destino".

 Hoje é seu quadragésimo aniversário ela entraria no salão de cabeça erguida, enfrentaria a todos com um belo sorriso... Mas quando abre as portas , não havia ninguém a sua espera , nenhum dos 200 convidados e que todos os anos disputavam para estarem ali... Bem, quer saber o resto? Leia!

 Esse livro mesmo não sendo um dos meus favoritos do Sidney Sheldon é uma história que você não para de ler até que saiba o final, a heroína é sempre no estilo "a la Sheldon" rs São fascinantes em tudo , inclusive nas fraquezas e isso faz com que nos identificamos de imediato com o personagem. Muito Bom!

Continue Lendo
13 comentários
Compartilhe:

[Resenha ] A Menina de Vidro - Jodi Picoult


Comprar


Editora Verus
SBN: 9788576861379
FORM: 16 x 23 cm
PÁGS: 529
PREÇO: R$ 34,90

Sinopse:Até onde você iria para garantir o futuro de um filho? Quando Willow nasce com osteogênese imperfeita, uma doença grave que a faz ter ossos extremamente frágeis, seus pais, Charlotte e Sean, ficam arrasados - a menina vai sofrer centenas de fraturas ao longo de sua existência e ter uma vida de dor. Se ela casualmente tropeçar e cair, pode ter uma fratura exposta e passar os seis meses seguintes numa tala ortopédica que envolve metade de seu corpo e a impede de andar. Depois de anos de cuidados constantes com Willow, sua família está à beira da falência. Até que uma dupla de advogados oferece a Charlotte uma oportunidade de salvação: processar sua obstetra por nascimento indevido - ou seja, por não ter diagnosticado a doença de Willow cedo o bastante para que sua mãe pudesse optar por um aborto. A indenização pode assegurar a Willow um futuro tranquilo, mas para consegui-la Charlotte tem que processar a dra. Piper Reece, sua obstetra e melhor amiga - e afirmar perante o júri que gostaria que sua filha nunca tivesse nascido... Profundamente tocante, 'A Menina de Vidro' nos leva ao coração de uma família ligada pela tragédia, pela vontade desesperada de impedir que seus laços se rompam e, acima de tudo, pela imensa capacidade de amar. Com a graça e a sabedoria que a tornaram famosa, Jodi Picoult nos oferece neste livro uma história inesquecível sobre a fragilidade da vida e até onde estamos dispostos a ir para protegê-la.

Willow nasceu com OI (Osteogênese Imperfeita) a qualquer batida ou esfôrço físico seus ossos se quebram , no útero teve sete fraturas e ao nascer mais quatro que lhe perfurou o pulmão , quando massageada para que seu coração voltasse a bater. No entanto Willow é uma menina calma , meiga , sabe aquele ser humano perfeito em espírito? Assim é ela, o que não pôde se exercitar em músculos o fez com seu cérebro , aprendeu a ler com dois anos de idade e vive fazendo citações sobre tudo que lê na internet e nos livros.


Durante o crescimento de Willow seus pais entre altos e baixos financeiramente conseguiram suprir as necessidades da menina,mas sua mãe pensa mais a frente, sabe que ela sempre dependerá de alguém e precisa garantir-lhe o futuro, nem que para isso se torne a pior pessoa da espécie humana aos olhos de todos (e o pior ) aos olhos de sua melhor amiga, suas filhas e seu marido, quando decide dizer a todos no tribunal que sua filha não deveria ter nascido.


Charlotte uma mulher reservada, simpática e antes de saber do diagnóstico da doença durante a gravidez, trabalhava como confeiteira, extremamente talentosa e com futuro promissor na culinária , parou de trabalhar e sua vida é totalmente voltada para a filha e por vezes esquecendo da mais velha que teve quando solteira e que Sean seu marido adotou quando eles se casaram e a considera tanto quanto considera Willow. E não faz a menor ideia que ela também está precisando de ajuda, vivendo a sombra da irmã rouba objetos em lojas , se corta, come e vomita e graças a sua mãe não tem nenhum amigo.


Sean é policial respeitado e até o processo movido pela sua esposa se considerava um bom marido e bom pai, será que estava errado ? Como Charlotte tem coragem de dizer que abortaria se tivesse sido diagnosticado antes! Mesmo a amando não consegue a entender e as coisas só vão se complicando cada vez mais e as emoções sufocando todos os envolvidos. 


E nesse enredo de conflitos que é narrado com os personagens descrevendo os fatos desde o nascimento até o julgamento diretamente para Willow e só vamos saber o que ela pensa no último capítulo o que dá um clima de leve suspense. A cada capítulo uma receita culinária expressando a emoção do momento.


O livro é de tirar o fôlego ,ao mesmo tempo comove e inquieta, de leitura fácil, boa diagramação e final surpreendente.


Todas as vezes que leio uma obra de Jodi Picout fico sem saber o que pensar, ela consegue expor aquele sentimentos que "escondemos" até mesmo de Deus. Em todos seus livros tem um assunto polêmico , quem já leu sabe do que estou falando.De seus livros já li O Pacto, Piedade e A Guardiã da Minha Irmã que deu origem ao filme Uma Prova de Amor , Picoult sempre põe o amor em prova até seu máximo limite e ao contrário dos poetas que "morrem" por amor , ela os "mata" por amor. Vale a pena ler!


Continue Lendo
5 comentários
Compartilhe:

quarta-feira, novembro 29, 2017

Recomeço

Olá pessoal!

Ainda bastante triste que faço esse post, mas entendi que é vida (blog) que segue.
Eu perdi todos meus arquivos do blog, alguns estou tentando recuperar, mas o jeito mesmo é começar do zero. Tenho recebido ajuda da querida blogueira Lu Martinho , que desenvolveu o layout  e tem me ajudado no que pode.
O processo por si só já e demorado e agora no final do ano está quase impossível conciliar o trabalho com a arrumação do blog, por isso resolvi por no ar e aos poucos vamos deixar tudo perfeito.
Então, mãos a obra e sexta- feira já terá post novo!
Conto com a compreensão de autores parceiros, principalmente Joe de Lima que já me enviou  Ativista, Nathalia Alvitos (Cidade Perdida) e C. David ( As Lendas de Colina e Os animais também vão para o céu) esses livros terão prioridade em janeiro e peço desculpas por não poder seguir o cronograma antes estabelecido.

É isso gente! Quem seguia o blog se puder seguir novamente ficarei muito grata! Bjs






Continue Lendo
25 comentários
Compartilhe:

terça-feira, novembro 21, 2017

[Resenha] A descoberta das bruxas (Trilogia das Almas Livro 1) -Deborah Harkness



Olá Pessoal!

Não sei bem o que pensar sobre a leitura desse livro. Dizer que amei é MENTIRA, mas ele me manteve cativa mesmo com ânsia de abandoná-lo.
Achei se tratar de um livro que fosse me trazer mais informações sobre bruxas e vampiros ou que elas fossem novas, mas, na verdade, a autora fez “um balaio de gato” como dizia minha vó. (risos).

Pensei que por ser historiadora a escritora a história tomasse um rumo menos enfadonho e com mais consistência histórica. Para iniciantes, penso que para quem nunca leu algo parecido, o livro será bem interessante. (já estou na masmorra) Risos

SINOPSE
Livro de estreia de Deborah Harkness, A descoberta das bruxas alcançou, já na semana de lançamento nos Estados Unidos, o segundo lugar na concorrida lista dos mais vendidos do The New York Times, e permanece no prestigioso ranking há oito semanas.
A respeitada pesquisadora Diana Bishop passou a vida tentando negar a sua verdadeira identidade. Filha única de pais bruxos, ela se torna órfã aos sete anos e passa a rejeitar as suas habilidades mágicas, determinada a se parecer o máximo possível com os humanos. Quando descobre acidentalmente um misterioso manuscrito de alquimia intitulado Ashmale 782, Diana traz à tona um mundo sobrenatural aterrador, com uma horda de demônios, vampiros e bruxas. A partir daí, a aventura de Diana por 1.500 anos de histórias está apenas começando.
Um dos interessados na obra do alquimista é Matthew Clairmont, um geneticista com paixão por Darwin. Charmoso e misterioso, apesar da aparência jovem, Matthew vaga pela Terra há mais de 1.500 anos. O vampiro se aproxima de Diana, despertando nela uma forte desconfiança de que, por trás de todo o seu galanteio, se esconda apenas o interesse em obter o livro. Os motivos de sua busca pelo exemplar não são revelados, mas o afeto dele pela poderosa bruxa não demora muito a ficar claro. Diana, relutante em assumir sua natureza de bruxa, também resiste a admitir seus sentimentos pelo vampiro. O casal, no entanto, não demora a se formar.
Juntos, Diana e Matthew devem lutar para que o livro não caia em mãos erradas, muitas delas pertencentes à misteriosa Congregação. Enquanto procuram decifrar os segredos do Ashmole 782, que guarda pistas do passado e flashes de fatos do futuro, o amor do casal também provoca conflitos na frágil aliança entre bruxos e vampiros. Mas Diana não deve desistir: afinal, é o sentimento que ela tem por Matthew que a impulsionará a assumir seu legado mágico e seu lugar como a bruxa mais poderosa de todos os tempos.


Nessa história Diana nossa protagonista sabe que é bruxa e não usa seus poderes por conta de um trauma de infância depois que seus pais foram mortos. (Mas isso é o que ela pensa) Há uma longa história sobre isso.

Hoje Diana é uma importante historiadora e do nada lhe cai um livro no qual ela consegue abrir o encanto, coisa que nem um outro bruxo havia conseguido. e agora seres como demônios, bruxos e vampiros estão em seu encalço e sua vida passa a correr perigo e ela não faz a menor ideia do porquê.

Matthew é um vampiro que também deseja esse manuscrito tanto ele como todo mundo do sobrenatural.
Só que os dois acabam se apaixonando e ele acaba virando seu protetor. e digamos de passagem muito chato essa parte,
Diana se torna muito submissa ao vampiro mesmo depois de saber que é uma bruxa das mais poderosas que já existiu. Ai! Como essa parte me irritou.

O enredo é bacaninha, mesmo com tantas descrições desnecessárias, mas, ao mesmo tempo, também por demais fantasioso. Ora saibam vocês que além de acharem os humanos estúpidos, os grandes gênios foram demônios, inclusive Darwin, Einstein e outros… E agora até viagem no tempo vai ser explorado, além de uma gravidez!

Eu achei o livro uma mistura de Crepúsculo, Instrumentos Mortais e Harry Potter

Vou tentar explicar de livros que vocês vão lembrar, fora que ainda o romance entre Diana e Matthew é daqueles de época (nada contra) se não estivéssemos  no presente e eles fossem humanos.

Uma Casa que tem vida própria que lembra (Hogwarts) a vida deles se resume a não se mostrarem a submundos (os humanos são fantoches, estúpidos) Odiei essa parte.
E um vampiro de mais 1500 anos que não transa com a bruxa (mesmo depois de casados) porque não é assim que cavalheiros fazem, mas a masturba de buenas, isso pode! (risos)
Eu só não sei como explicar direito essa viagem no tempo e nem sei se vou querer ler o segundo volume para saber

No entanto, se você quiser ler um romance sem nenhum compromisso, ele é bem bacaninha, mas mesmo assim tô fora da trilogia.
Esse primeiro volume não me trouxe nada de inovador.
E já sei que vão me crucificar, pois, só li comentários positivos a respeito da série.
Sinto muito!

Sobre o Autor

Deborah Harkness é professora universitária e escritora especializada em história da ciência e da medicina. Ela é detentora de diversos prêmios, entre os quais o Fullbright, o Guggenheim e a bolsa do National Humanities Center. Atualmente, ocupa o cargo de professora de história na University of Southern California. A descoberta das bruxas é a sua primeira obra literária.

Continue Lendo
12 comentários
Compartilhe: