sexta-feira, março 16, 2018

[Resenha] A Lenda do Vampiro de Amsterdã - Jeferson Salles




SINOPSE: As lendas sobre vampiros sempre fizeram o imaginário das pessoas navegar por esse mundo a ponto de querer fazer mais. A possibilidade de ser imortal faz com que o interesse nos vampiros seja admirado, ao invés de temido. Seus poderes sobrenaturais encantam e provocam o fascínio, ou mesmo a vontade de ser igual. Por muitos anos, a Historiadora ngela Marques pesquisou as lendas existentes sobre essas criaturas da noite, os seres que ela pensava não serem reais.

Aos doze anos de idade ngela sonhou, ou pensou que sonhou, com um vampiro que lhe contara a história de sua vida, e desde desse dia passou a estudar a vida desses seres. Durante anos, ngela tentou reencontrar o vampiro com que sonhou.

Agora, ela chega a Amsterdã para concluir sua pesquisa. Mas antes que ela pudesse sequer pensar em vampiros, ngela é atacada por um. A noite começa quando Baltazar salva a moça e a conduz para um lugar seguro repletos de vampiros.

A partir daquela noite,  Ângela e Baltazar se tornam amigos, e ela passa a ser uma caçadora de vampiros. Cinco anos depois, quando ngela recebe a ordem de voltar a Amsterdã para se encontrar com o lendário vampiro, a verdadeira ameaça começa: na busca pela verdade, ela vai enfrentar Dário e Lilith, vampiros que querem matá-la para dominar o mundo e destruir o Grande Vampiro.

Nesta aventura pela noite,  Ângela descobrirá toda a verdade sobre o primeiro vampiro da terra, passando por batalhas entre vampiros e deuses.

Olá Pessoal!
A sinopse já resume bem o enredo do livro então vocês lerão aqui somente minha opinião. O que me chamou a atenção a ponto de solicitar o livro à editora foi a seguinte questão: o que Lilith e deuses fazem nas histórias de vampiros? Mesmo assim comecei a ler sem grandes expectativas, pois como fã de histórias vampirescas já passei pelos históricos, romances românticos, eróticos e as fantasias de teorias de como surgiu o primeiro vampiro e vale a pena aqui citar : Sonho Febril de G.R.R.MartinTerra Cruz de Leonardo Brum e O Historiador de Elizabeth Kostova (todos esses trazem uma teoria diferente e são bárbaros). E “A Lenda do Vampiro de Amsterdã” já entrou na minha lista dos favoritos em se tratando dessa teoria.

O que achei super bacana nesse livro é que ele nos leva a uma aventura no mundo das lendas, dos mitos, das especulações sobre o começo no mundo, brinca com a nossa imaginação, nos leva a questionar a existência dos seres. Será que se eu parar de acreditar em algo ele deixa de existir? O que me arremessou a Sócrates! ( haha) Eu realmente fiquei encantada com esse livro.

Começamos nossa viagem no tempo dos Faraós, Moisés… Vamos conhecer deus Anúbis, Osiris, Isis, Lilith e descobrir junto com Angela qual é o plano deste Vampiro, o porquê dela ter sido marcada desde o nascimento, que papel ela tem na história da vida desses deuses e vampiros.

Eu gostei muito da leitura, me envolveu tanto que li em um dia eu até queria que tivesse mais informações sobre os deuses, mas é claro que entendi que a história é de Angela e Hamisés, Samael, Ariel ou seja lá quantos outros nomes ele já teve.

Bem, eu terminei o livro bastante satisfeita e com certeza recomendo a leitura de “A Lenda do Vampiro de Amsterdã” principalmente àqueles que como eu são fascinados por esse ser e procura algo diferente das já lidas.

Contudo, infelizmente tenho que alertá-los sobre pequenos erros de revisão coisa que nunca tinha encontrado nos livros da Chiado, essa foi a primeira vez, não chega a anular o prazer da leitura, mas irrita. (risos)

Vocês conheciam o livro, Já leram? Gostam de histórias vampirescas de que gênero? (Romântico, terror…)
Deixe sua opinião nos comentários adoraria saber. Bjs

Sobre o autor



Jeferson Salles nasceu em Paracambi – Rio De Janeiro. Começou a escrever aos treze anos. Em 2005 começa a escrever “Tudo São flores – O Segredo da Felicidade” e em 2009 lança seu primeiro livro “O Suicídio de Cristo”. Formado em cinema pela Universidade Gama Filho – RJ, atua como ator e roteirista do Grupo de Teatro Comunicarte em Paracambi, além de atuar como diretor de alguns trabalhos. Em 2010 passa a morar em São Paulo, onde reside.



48 anos até novembro, paulistana, louca por livros de terror, Thriller psicológico, policial, jurídico... Mas não dispensa outros gêneros. Também apaixonada por filmes e séries.

7 comentários :

  1. Interessante saber sua opinião sobre o livro mas não é uma leitura que me atraia nem nada, então deixarei essa dica passar, quem sabe na próxima não é?

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem? Eu já tô bem cansada de vampiros, mas achei bom ter algo diferente, já que essa história me parece mais clássica. Fiquei feliz por haver uma protagonista mulher que exerce essa função tão atrelada aos homens, me lembrou Anjos da noite - eu era bem obcecada na adolescência, haha. Uma pena sobre os erros de revisão, para mim, é sempre um motivo para avaliar mal uma obra. Que bom que gostou da leitura (:

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. OMG!
    Para tudo que esse autor é da minha cidade e EU NÃO CONHECIA! Tô surtando e não é pouco? Estou neste momento me perguntando onde estive esse tempo todo que não conhecia. E AMO esse universo dos vampiros. Se pela sinopse eu já queria ler, depois de saber que o autor é meu conterrâneo eu quero ainda mais!

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Confesso que ando um pouco saturada de leituras com vampiros, então tenho mais lido mesmo os que tenho ainda que completar as séries. Não me senti muito atraída pela premissa, mas gostei de conhecer mais da sua experiência com essa leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  5. Fiz a mesma pergunta que você, afinal é Lilith. Não sou muito fã de vampiros, mas mo a mitologia em torno dos deuses e isso já me desperta interesse. Ainda mais com esse poder de brincar com a imaginação do leitor, bem inovador. Uma recomendação que anoto.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Também já li várias coisas sobre o começo do Vampiro e se fosse.comigo, também iria com poucas expectativas.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  7. Oi Márcia, tudo bem?
    Livro de editora com erros de revisão? É incomum, e para mim, quando isso acontece, cai a credibilidade da autora! Bem, não conhecia o livro, mas também não é o gênero que normalmente procuro em livrarias. Confesso que livros sobre vampiros, os únicos autores que realmente gostei foram Bram Stoker e Anne Rice. Outros que li achei sempre mais do mesmo com algumas variações ruins, diga-se de passagem. Então, dessa vez passo a dica.
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!. ♥♥
Comentários ofensivos serão apagados!