quarta-feira, julho 18, 2018

[Resenha] Um Rosto Na Janela - Dennis McFarland

Sinopse

Do renomado autor de ´The Music Room´ e ´School for the Blind´ este livro traz uma insinuante história de fantasmas perdas e da constância do amor. Após enviar a filha única para um internato Cookson Selway e a esposa Ellen viajam a Londres para fugir de sua casa vazia e cheia de ecos. Mas no tranquilo hotel há outros hóspedes além dos registrados e as férias cujo objetivo seria fazer com que esquecessem a ausência da filha tornam-se uma assustadora confrontação com o passado.

Olá, pessoal!

Eu ouvi várias críticas negativas sobre Um Rosto na Janela. Eu na verdade gostei demais da história, porém, o que me incomodou um pouquinho é que a narrativa tem uma linguagem bem rebuscada ( o que para mim tornou a leitura um pouco maçante ) e o personagem interrompe tantas vezes a narrativa  para se analisar o que tornou  a leitura bem lenta, quase parando.  Sem essas ressalvas a história é muito boa e vale a pena! 

Cookson Selway após mandar a filha para o internato começa a fazer uma “viagem”  ao seu passado, trazendo muitas cenas indigestas e muito sofrimento para ele.
Cook (como gosta de ser chamado) é filho caçula que nasceu de sexo errado e para fetiche de sua mãe o vestia como mulher, uma lunática. Enquanto seus irmãos aprendiam a jogar bola, dirigir, ajudar no trabalho da fazenda, ele tocava piano, brincava de bonecas e de casinha com sua mãe e irmãs. O pai era um assassino.
Cook passou sua juventude e metade da vida adulta nas drogas, bebidas e orgias. A mudança de atitude só veio mesmo quando Jordie sua filhinha nasceu.

E agora que Jordie crescera e vai para um internato, Ellen sua esposa que é escritora de mistérios propôs uma viagem a Londres , já que sua personagem tem cenas que se passam lá. Mas a verdade é que ambos e principalmente Cook se sente perdido sem a filha naquela casa que de repente ficou enorme.

Mas no Hotel as atitudes de Cook começaram a preocupar Ellen,  pois Cook depois de comportamentos estranhos   se trancou no quarto, não falava com ninguém , não tomava banho e  além de seus fantasmas só conversava com o porteiro que se tornara seu amigo acreditando  nas coisa que ela via e tenta ajudá-lo.

Tudo começou quando só ele ouvia uma música de piano no terceiro andar do Hotel, onde ainda não havia hóspedes , pois estava em reforma. Depois passou a conversar com uma garota  que mais tarde descobriu que ela tinha dupla personalidade, vivia fugindo de um homem bêbado. É claro que ele investigou a história do passado do Hotel, mas nas histórias contadas não havia algum menino que ele via frequentemente no quarto de hóspede. A menina realmente vivera ali quando o terreno era um hospício, mas o garoto acredito que pegou o bonde andando e ainda veio na janelinha.

Embora tudo leva a crer que há fantasmas ali, eu acredito que o fato tenha sido exagerado pelo personagem que faz alusão do que está acontecendo com ele mesmo. (terror psicológico) Mas não se preocupe aos medrosos  a história não mete medo.
Se não fosse pelo final eu diria que tudo seria pura imaginação de um homem atormentado, mas fiquei encantada com o discernimento dele de se auto-analisar.
Apesar das ressalvas, eu recomendo a leitura de Um Rosto na Janela de Dennis McFarland.

Compre na Amazon


48 anos até novembro, paulistana, louca por livros de terror, Thriller psicológico, policial, jurídico... Mas não dispensa outros gêneros. Também apaixonada por filmes e séries.

6 comentários :

  1. Olá!
    Não costumo ler livros do gênero terror psicológico, e nunca li nenhum que envolvem fantasmas, mas para quem gosta acredito que Um Rosto na Janela seja um grande achado. Quanto a linguagem rebuscada eu eu gosto, desde que não seja exagerada, a não ser que eu esteja lendo um livro clássico que não tem como evitar.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Oii!
    Não me interessei pelo enredo e o gênero não é um dos que costumo ler!
    Mas que bom que curtiu a leitura! Com certeza a narrativa mais rebuscada também iria me incomodar bastante :)

    bjs
    https://blogperdidanasnuvens.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Achei interessante a premissa do livro, mesmo não fazendo meu gênero, mas quero algum dia ler algo parecido, contudo me desanimou ao saber que leitura foi um pouco lenta, por ser um gênero novo não sei se seria o melhor para começar a ler.

    Bjus** http://imagine-livros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Nunca li terror,ainda não tive coragem de ler o gênero. RS
    Alguns de terror estão na minha lista de desejados,esse livro ainda não conhecia..
    Achei a premissa bem interessada,vou anotar sua dica para ver se crio coragem. RS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá!! :)

    Eu confesso que não conhecia este livro, mas ainda bem que gostaste! Gostei de ler a resenha!

    E intertessante essa parte de poder tratar-se apenas de um terror psicológico, quase por efeito de "imaginação"! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  6. Ola, tudo bem?
    Ainda não conhecia o livro, mas saber que tem terror psicologico, me fez querer ler! Vou anotar aqui!
    Parabens pela resenha
    Beijus

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!. ♥♥
Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
Comentários ofensivos serão apagados!

Títulos que talvez seja do seu interesse!