sexta-feira, julho 20, 2018

[Vídeo Resenha] O Caso Dos Dez Negrinhos- Agatha Christie


Esse foi um dos melhores livros que li da autora, achei o máximo como ela arquitetou todas as mortes. Eu que gosto de prever ou pelo menos chegar perto do suspeito, me vi perdida e no final bem surpreendida.

Sinopse

Dez pessoas são convidadas pelo misterioso U.N. Owen para passar alguns dias numa ilha perto de uma aldeia pouco movimentada. Os convidados aceitam o convite e de igual maneira embarcam num barco local para a ilha. Na primeira noite, quando todos já se conheciam razoavelmente bem e conviviam animadamente na sala, ouve-se uma voz vinda das paredes da sala, acusando cada um dos dez presentes de ter cometido um crime, crime esse que apesar de ser despropositado ou inevitável, levou à morte de outras pessoas. O pânico instala-se e mortes inexplicáveis se sucedem, tendo por única pista uma trova infantil.


Dados do livro


Título: O Caso Dos Dez Negrinhos
Autor: Agatha Christie
Idioma: português
Editora: Circulo do Livro
Número de páginas: 256
Encadernação: capa dura

Poema Infantil ? Parece não!!!! rs


"Dez negrinhos vão jantar enquanto não chove;
Um deles se engasgou e então ficaram nove.
Nove negrinhos sem dormir: não é biscoito!
Um deles cai no sono, e então ficaram oito.
Oito negrinhos vão a Devon de charrete;
Um não quis mais voltar, e então ficaram sete.
Sete negrinhos vão rachar lenha, mas eis
Que um deles se corta, e então ficaram seis.
Seis negrinhos de uma colmeia fazem brinco;
A um pica uma abelha, e então ficaram cinco.
Cinco negrinhos no foro, a tomar os ares;
Um ali foi julgado, e então ficaram dois pares.
Quatro negrinhos no mar; a um tragou de vez
O arenque defumado, e então ficaram três.
Três negrinhos passeando no Zoo.
E depois? O urso abraçou um, e então ficaram dois.
Dois negrinhos brincando ao sol, sem medo algum;
Um deles se queimou, e então ficou só um.
Um negrinho aqui está a sós, apenas um;
Ele então se enforcou, e não ficou nenhum.”

Leiam o que diz o blog Agatha Christie Obra e autora  Neste blog você vai encontrar e entender as modificações  feita sobre o título por conta do racismo, mas lembrando que o livro foi escrito 1939, (não justificando) embora o conteúdo do livro não tem nada a ver com o assunto.

Sobre a autora:




Considerada a "Rainha do Crime", Agatha Christie aliou uma imaginação brilhante à sua grande habilidade como narradora, para conquistar gerações de público para suas histórias de mistério e suspense. Seus livros já venderam mais de 2 bilhões de exemplares.

Nascida Agatha May Clarissa Miller, ela se casou em 1914, com o Coronel Archibald Christie, um aviador da Força Aérea britânica. Com ele, teve sua única filha, Rosalind. Durante a Primeira Guerra, Agatha trabalhou como farmacêutica, o que lhe proporcionou, segundo consta, grandes conhecimentos sobre poções e veneno, que seriam mais tarde empregados em suas obras.

Deu-se em 1920 a publicação o seu livro de estréia, "O Misterioso Caso de Styles", protagonizado pelo detetive belga Hercule Poirot, que se tornaria um dos mais famosos personagens de toda a história da literatura. Poirot seria protagonista de mais 33 romances e dezenas de contos.

Em 1926, Christie desapareceu por onze dias, fato que causou comoção na imprensa e toda sorte de especulações. Agatha foi encontrada num hotel e até hoje não se sabe ao certo o motivo do desaparecimento: supõe-se que ela estivesse deprimida por descobrir um caso adúltero do marido. Nesse ano, ela escreveu uma de suas obras-primas "O Assassinato de Roger Ackroyd".

Dois anos mais tarde, Agatha Christie divorciou-se de seu primeiro marido. Em 1930, publicou o primeiro romance com a sagaz personagem Miss Marple, "O Assassinato na Casa do Pastor". Marple, uma simpática velhinha que se arvora a detetive e é uma espécie de alter-ego da autora, foi protagonista de doze romances de Agatha Christie.

Ainda em 1930 Agatha casou-se pela segunda vez, com Max Mallowan, um arqueólogo que havia conhecido numa viagem à Mesopotâmia. Com Mallowan a autora realizou uma série de expedições arqueológicas, que lhe renderam inspiração para novas histórias, como "Morte no Nilo".

Em 1934, foi lançado o célebre romance "Assassinato no Expresso do Oriente", depois transformado num filme de grande sucesso. Na década de 1930, a abundante produção literária de Agatha Christie se consolidou junto ao público, transformando a autora num perene "best-seller". Christie escreveu mais de vinte títulos de ficção, entre eles o famoso "O Caso dos Dez Negrinhos".

Em 1952, estreou em Londres sua peça "A Ratoeira" - a peça que ficou mais tempo em cartaz na história do teatro. Numa carreira de mais de meio século, Agatha Christie escreveu 79 romances e livros de contos, além de doze peças de teatro. Além das peças, contos e romances de mistério, Agatha publicou seis romances românticos, com o pseudônimo de Mary Westmacott.

A escritora recebeu a mais alta condecoração do Reino Unido em 1971, tornando-se "Dame Agatha Christie".


Compre na AMAZON

48 anos até novembro, paulistana, louca por livros de terror, Thriller psicológico, policial, jurídico... Mas não dispensa outros gêneros. Também apaixonada por filmes e séries.

6 comentários :

  1. Oi Marcia, tudo bem?

    Li a obra este ano para um projeto de ler 1 clássico por mês e assim como você fui completamente surpreendida pelo desfecho, não passei nem perto do assassino. É uma leitura bem rápida e fluída mesmo, você não consegue largar até desvendar tudo e os motivos por trás. Adorei a sua vídeo resenha, ficou muito boa e você fez um ótimo resumo da história.
    Também adorei que você trouxe um pouco da biografia da autora, vários fatos não conhecia ainda. Adorei!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oiii

    Esse foi o meu primeiro livro que li da Agatha e se tornou meu favorito dela também, eu adoro as reviravoltas e como me surpreendeu no final porque eu nem imaginava o culpado. Os personagens eram todos tão diferentes entre si, e muito imperfeitos, foi um suspense perfeito pra mim. Fico feliz em saber que vc tb gostou.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  3. Adorei sua resenha e vou anotar sua dica..
    Infelizmente,estou lendo uma obra da Agatha e não estou gostando. Está uma leitura arrastada.. O livro é Um corpo na biblioteca..
    Algumas pessoas me deram a dica de ler livros com o detetive Poirot,e Um corpo na biblioteca é da Miss Marple
    Espero que os próximos que eu ler dela sejam melhores..
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Se eu não me engano, esse livro mudou de título. Mas sempre foi apontado como um clássico da autora.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  5. Oi amore,

    Nossa tenho uma tia que apaixonada pela Agatha e lembro que quando ia na casa dela ela tinha coleção completa, eu curiosa ás vezes pegava um ou outro pra ler.
    Até hoje não sei o final dessa história, que foi um dos que comecei a ler.
    Adorei conhecer um pouco mais dessa mulher que escreve de olhos fechados até rsrs!
    Beijokas

    ResponderExcluir
  6. Ola, tudo bem?
    Acredita que nunca li nada da autora?? Sei que falam muito bem dos livros dela, e claro, tenho muita vontade de ler!! Adorei a resenha!
    Beijus

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!. ♥♥
Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
Comentários ofensivos serão apagados!

Títulos que talvez seja do seu interesse!