quarta-feira, outubro 03, 2018

[Resenha] A Mulher Silenciosa - Susan Harrison

Sinopse

Jodi e Todd estão juntos há 20 anos e, aparentemente, levam uma vida invejável. Todd é um empreiteiro bem-sucedido que pode bancar alguns luxos, como o enorme apartamento com uma vista deslumbrante para o lago, um Porsche (dele) e um Audi (dela) na garagem, e o estilo de vida de Jodi. Psicoterapeuta, ela atende em casa apenas dois clientes por dia, e tem tempo de sobra para as sessões de pilates, as aulas de arranjos florais, os passeios com Freud, o golden retriever do casal, e o preparo das refeições gourmet de que tanto gosta 
Jodi ainda fica ansiosa ao ouvir a chave do marido abrindo a porta. Todd diz que nunca encontrará uma mulher igual a ela. Essa fachada perfeita, porém, está prestes a ruir. 
Todd é um adúltero incurável, e Jodi sabe disso. Ela é a esposa silenciosa, preparada para tolerar as traições do marido com o intuito de manter as aparências. Até que Todd sai de casa - para viver com uma mulher com metade da idade dela, filha de seu melhor amigo. 
Magoada, humilhada e, por fim, financeiramente abalada, Jodi começa a contemplar o assassinato como uma opção razoável. 
Contado alternadamente nas perspectivas dele e dela, 'A mulher silenciosa' é um livro sobre um casamento à beira do fim, um casal na direção da catástrofe, concessões que não podem ser feitas e promessas que não serão cumpridas. Um thriller psicológico sofisticado, que seduz o leitor desde a primeira página.
Olá, pessoal! 
Eu comecei a ler A Mulher Silenciosa pelos comentários, o livro foi comparado diversas vezes com A Garota exemplar que não li mas vi o filme e não vi semelhança alguma e minha opinião é que A Mulher Silenciosa é bem melhor. 

A sinopse já conta tudo, aliás no primeiro capítulo você já sabe que Jodi vai assassinar alguém e no decorrer das páginas tem a certeza que é Todd o marido que vai ser morto. 
Porém, o que você não sabe é porquê e como isso acontecerá e vai ter uma grata satisfação com o desfecho. 

A leitura tem uma carga emocional muito forte, a autora soube esmiuçar a personalidade de Jodi e Todd desde a infância até a maturidade chegando a esse relacionamento que era perfeito para ambos. 

Confesso que senti um certo desprezo por Jodi que parecia ser mais uma espectadora de sua própria vida e em alguns momentos confiante demais, o silêncio um jeito de se defender talvez ou de atacar e também me fez pensar que ela lidava com seu relacionamento da mesma forma que lidava com seus pacientes. Mas em nenhum momento senti pena dela, ela não era o tipo de pessoa que se mostrava estar por baixo e a conhecendo profundamente não tem como não admirá-la. 

Todd tem uma personalidade narcisista, egocêntrica ele o tipo de homem que consegue fazer com que suas virtudes sejam elementos para atitudes extremas da parte dele, é um homem fadado ao vitimismo e digno de compreensão. Nossa! Quanta raiva tive dele. Não só porque ele traiu (todo ser humano é passível de erro) foi mais pela forma que ele agiu não se importando a quem prejudicou, suas justificativas tão sem sentido e desprovido de empatia. 

Bem, ao contrário de outros livros do gênero, que a narrativa sempre traz certa adrenalina na qual você não vê a hora de chegar à outra página, neste a narrativa em alguns momentos chega a ser cansativa. No entanto para mim o desfecho fez valer a pena ter continuado a leitura.

Comprar agora!

48 anos até novembro, paulistana, louca por livros de terror, Thriller psicológico, policial, jurídico... Mas não dispensa outros gêneros. Também apaixonada por filmes e séries.

5 comentários :

  1. Não conhecia esse livro, mas só de saber que você achou melhor do que Garota Exemplar, ele já ganhou minha atenção! kkkkkkkkk Sério, não sou muito fã Gillian Flynn...
    Acho que entendo as pessoas compararem esses dois livros por causa das personalidades de suas personagens centrais, contudo, acredito ser essa uma prática de análise bem superficial por parte dos leitores...
    Adorei a dica e espero poder acrescentar A Mulher Silenciosa em minha lista de leitura do ano que vem =)

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Tenho esse livro na minha estante faz uns dois anos, mas nunca surgiu a vontade de tirá-lo para realizar a leitura, talvez faça isso agora. Ainda não li Garota Exemplar, então não tem como comparar ambos os casos quando ler, mas ainda pretendo ler o da Gillian.
    Uma pena que em alguns momentos a leitura seja cansativa, isso é um ponto que me faz repensar se vale a pena investir na leitura. Mas, acho que lerei, pois quero conhecer esse desfecho que tanto lhe agradou. Bela resenha!

    beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi! Nossa, eu nem sabia que esse livro era sobre isso! Vi ele por ai ha algum tempo, mas não sabia que era um suspense assim, virado por psicológico.. Amo suspenses, e tenho gostado bastante dessa maneira que os autores estão escrevendo as histórias, com casamento em pano de fundo.. Obrigada pela resenha!

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  4. Que pena que a narrativa é de certa forma cansativa. Este tipo de livro não há espaço para isso
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  5. Oi, Marcia, tudo bem!?
    Eu não conhecia esse livro, mas sempre gosto de livros que nos dão o que vai acontecer logo no comecinho e depois vão mostrando o por quê de ter acontecido realmente.
    Acho normal que, em alguns livrod do gênero, o autor nem sempre consiga dar adrenalina do começo ao fim, acho que até já acostumei, então não será um livro que irá me incomodar nas partes mais arrastadas. Adoro as suas dicas!
    Beijos!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!. ♥♥
Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
Comentários ofensivos serão apagados!

Títulos que talvez seja do seu interesse!