PUBLICIDADE

[Resenha] Apátrida – Ana Paula Bergamasco

Edição: 1
Editora: Todas as falas
ISBN: 9788599721148
Ano: 2010
Páginas: 338
Ganhador do Codex de Ouro 2011: Melhor drama. “Uma pequena vila na Polônia. Uma menina repleta de vida. Um encontro. Vidas Ceifadas. Sonhos Destruídos. Infâncias Roubadas. As recordações da personagem Irena amarram o leitor na História do Século XX. Baseado no estudo dos fatos que marcaram a época, o palco da narrativa é a conturbada Europa pós Primeira Guerra Mundial, culminando com a eclosão da Segunda Grande Guerra e a destruição que ela provocou na vida de milhões de pessoas. A narradora conduz a exposição em primeira pessoa, e remete o leitor a enxergar, através de seus olhos, o cotidiano a que ficou submetida. É um relato humano, sincero e envolvente que revela a passagem da vida infantil feliz da menina, para o tumulto da existência adulta, cheia de contradições.”

O primeiro do meu top 10 em 2011
Há livros que são para sempre, assim eu descrevo este livro.

O livro narra a história de Irena uma criança cheia de sonhos e perdas e mais tarde uma mulher forte e determinada.O romance e enriquecido em personagens marcantes e emocionantes.No começo da leitura fiquei um pouco confusa, pois a narrativa vai e volta do presente para o passado, porém logo você se acostuma.

O que mais me chamou a atenção nesse livro foi o fato da autora não só nos fazer relembrar dos horrores do nazismo e comunismo soviético, mas também nos colocar perante as diferenças religiosas e culturais e as violações dos direitos humanos e violência moral e psicológicas, e o que esses seres humanos submetidos a essas diferenças são capazes de fazer.Esses relatos são tão chocantes que parei por diversas vezes, para me refazere dos sentimentos causados por eles.E o ápice da emoção transborda quando Irena narra seus momentos no campo de concentração de Aushwitz,as lágrimas rolam.

Mas a história também tem paixões e um amor impossível e você vai se enternecer com eles!

Você vai torcer, chorar e sentir muita raiva de Irena também…

Este livro além de ser uma história sobre a segunda guerra mundial é uma lição de vida e serve como um alerta.

Marcia Lopes

Paulistana, bookaholic. Louca por livros de terror,Thriller psicológico, policial, jurídico... Mas não dispensa um bom romance. Também apaixonada por filmes e séries.

Um Comentário em “[Resenha] Apátrida – Ana Paula Bergamasco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga - me