PUBLICIDADE

Entrevista com o escritor Leonardo Midas

Olá pessoal faz tempo que não atualizo esse quadro do blog e hoje trago para vocês o autor de Redes Sensuais.
Eu li Redes Sensuais e gostei muito, mesmo não sendo fã de livros no gênero hot, Redes Sensuais tem um diferencial, além de ser escrito sob o olhar masculino, está dentro do que é real, as cenas de sexo não são fantasiosas . o linguajar  é moderado e ainda traz um enredo instigante envolto em conspiração virtual e mistério. Este ano, o autor está lançando Redes Sensuais Livre Arbítrio.
Para ler a resenha clique AQUI
Mundo Literário: Eu li Redes Sensuais e realmente gostei muito, o livro vai bem mais além de um simples hot… Fale pra gente de Redes Sensuais Livre Arbítrio. É uma continuação ou uma coleção, cujo o tema é sobre sexo e a internet, principalmente redes sociais?

Leonardo Midas: Redes Sensuais- Livre Arbítrio é um livro completamente novo que pode ser visto de duas formas: Para aqueles que já conhecem Redes Sensuais será a continuação da historia; já para quem ainda não leu o “original” será uma trama nova e independente. Eles apenas não terão o “histórico” dos personagens por assim dizer. Talvez fiquem uns 10% perdidos a mais (risos) mas conseguirão seguir e gostar.

Mundo Literário: Quando pretende publicar Redes Sensuais “dois” impresso e onde podemos lê-lo agora?

Leonardo Midas: Redes Sensuais- Livre Arbítrio, ainda não tem previsão de lançamento em formato físico, mas no momento ele está sendo publicado na plataforma virtual de leitura- o Wattpad- onde os leitores podem ler gratuitamente, deixar seu comentário e votar nos capítulos. AQUI

Mundo Literário: Quando e como surgiu a ideia de escrevê-los, é baseado em fatos reais?

Leonardo Midas: A história sempre existiu em minha mente, mas as peças não formavam uma história coerente, e após assistir uma palestra do sueco Micael Dahlén sobre o conceito de “Nextopia”, o livro meio que surgiu na sua integralidade.
Bem, sobre ser baseado em fatos reais posso dizer que sim e não. Sim porque utilizei cenários reais aos quais sou familiarizado, pois cria um grau de intimidade e proporciona ao leitor um maior envolvimento com a história, e não porque é uma ficção, mas para todos que leem o livro ficam muito impressionados e não acreditam ser uma história inventada. Sem bem que talvez exista um ou outro “baseado em fatos reais” ali e acolá…

Mundo Literário: Voltando a Redes Sensuais “Original” ele foi publicado pela Editora Geração e é vendido na Saraiva. Qual foi o maior obstáculo que encontrou desde começar a escrever até à publicação?

Leonardo Midas: O processo de escrita foi relativamente fácil, o livro escrevi em menos de 1 mês, agora o caminho para chegar até os leitores foi algo extremamente árduo. A indústria literária no Brasil é extremamente complicada, inclusive fui até vítima de um golpe. E o que já era difícil agora ficou praticamente impossível na atual conjuntura econômica. Minha impressão é que a grande maioria as editoras brasileiras estão basicamente quebradas, já que elas dependem das compras governamentais e dos livros de literatura infanto-juvenis (adotados por escolas).

Mundo Literário: Você já viajou bastante e mora fora do Brasil. Tentou publicar seu lá fora?

Leonardo Midas: Sim, eu viajo muito o que me dá material para meus livros “realistas”. Agora mesmo estou respondendo seu questionário de Barcelona, Espanha. Olha, editar um livro é um negócio. Consiste no sujeito gostar da sua ideia, o seu modo de se expressar. Então o editor te diz: “Eu vou investir $$$ em você e imprimir um tanto de livros tudo por minha conta. Depois eu vou vendê-los e te dar um percentual”.
Por esta perspectiva, é literalmente impossível vender seu livro no exterior se você não tem um agente muito influente ou se seu livro não foi um Best-Sellers na listagem de Veja. Pois além do sujeito não ter condições de “analisar” seu livro, ele ainda vai ter a despesa de traduzir para somente depois “entender” se seu livro é bom. Ou pagar alguém para fazer esta análise. Ok, aí vai alguém e diz: “Mas fulano lançou o livro dele no exterior…” Existe lançar e lançar. Estou falando de editoras comerciais. Claro, eu posso amanhã pagar uma gráfica e imprimir Redes Sensuais na Suécia. Mas e daí? Vou ficar com minha casa abarrotada de livros, o que talvez não seja de todo mal para abastecer a lareira no inverno….

Mundo Literário: Na mesma época que foi publicado seu livro, foi lançado 50 Tons de Cinza, embora as cenas picantes e enredo de Redes sensuais sejam mais realistas e sob perspectiva masculina, como isso respingou em você, foi sorte ou azar?

Leonardo Midas: Posso dizer que foi um pouco de ambos, Azar porque o sucesso do “50” ofuscou o “Redes Sensuais”, deixando claro que é muito difícil competir com o poder do marketing que foi utilizado no lançamento de “50 Tons”. Já sorte porque o sucesso desse “novo” gênero liberou homens e principalmente mulheres para lerem livros eróticos de forma mais natural, eliminando assim o receio que eu tinha de uma recepção muito negativa apenas por ser uma obra mais explícita.
Na verdade, Redes Sensuais é anterior a 50 Tons (posso provar pela data de registro do livro), mas como disse, da escrita a prateleira foi um período de dois anos. Aliás, no Redes falo sobre a “Teoria das Ideias”. As ideias nascem sua, mas saem vagando por aí. Este é um ótimo exemplo. A tia do 50 Tons captou a mesma ideia…

Mundo Literário: Além de entreter, o que deseja que o leitor aprenda com seus escritos, Existe um compromisso?

Leonardo Midas: Meu estilo de narrativa e linguagem é bem peculiar, algo bem característico, quando comecei a escrever o livro não queria um romance “água-com-açúcar”, queria instigar as pessoas e dizer o que penso “na lata” sem muito pudor e sem ser politicamente correto. No fundo pretendia isso, que os leitores se identificassem e pudessem ler algo mais “real” e menos “romantizado”.
A ideia básica é entreter, mas acredite em mim, existem muitos temas interessantes que são discutidos. Assuntos sobre a fidelidade, o poder da internet em unir pessoas distantes e dividir pessoas próximas, aspectos da tecnologia em si que pessoas leigas não sabem utilizar, etc. Sem contar que, uma coisa que todos notam, é que “viajam” na leitura. Elas “seguem” os personagens como se estivessem ao lado deles, e portanto, viajam pela Suécia, Estados Unidos e Grécia. No Brasil, quem não conhece Belo Horizonte vai passar a conhecer.

Mundo Literário: Quais são seus projetos literários atuais e futuros, pretende continuar com hots ou se enveredar por outros temas?

Leonardo Midas: Atualmente estou dando os arremates finais no livro Redes Sensuais- Livre Arbítrio, o qual também possui uma trama “realista” e o fato de ser hot é meio que iminente escrever nesse tema, visto que sexo é uma parte presente na vida de todas as pessoas, então é meio que natural para mim escrever nessa vertente. Notem que, ao contrário dos demais HOTs, o sexo não é “A”trama. É quase um personagem.
Após este livro, tenho algumas ideias na cabeça mas ainda não me decidi sobre uma. Vamos ver…

Mundo Literário: Muito obrigada pela atenção e gentileza, desejo sucesso na carreira. Fique a vontade pra deixar uma mensagem aos leitores.

Leonardo Midas: Primeiro gostaria de agradecer ao carinho dos leitores que conhecem meu trabalho e convidar os que ainda não conhecem. É no mínimo uma leitura bem peculiar, diferente de tudo que já leu.

Mundo Literário:Você escreve com pseudônimo pra não estressar seus pais que já são idosos, mas uma curiosidade, as fotos na internet são fakes? Se não, nunca foi reconhecido?

Leonardo Midas: A questão do pseudônimo é realmente essa que você mencionou, visto que meu sobrenome pode ser facilmente identificável na lista telefônica.  Mas como as fotos são realmente minhas, conforme você já imaginou, me identificar não é uma tarefa impossível. Mas o pseudônimo cumpre seu papel de criar pelo menos um pequeno obstáculo.

Para conhecer sobre os livros, confira a página no Facebook com literalmente centenas de comentários de leitoras: Redes Sensuais 
Contato com o autor: Leonardo Midas perfil do Facebook.
Livro Redes Sensuais – Livre Arbítrio no Wattpad
O Livro Redes Sensuais – original – está à venda em formato físico e em ebook em todas as grandes livrarias do Brasil: Saraiva, Cultura,  (físicas e virtuais).Na net, ainda é comercializado nas CasaBahia.com, Americanas.com, PontoFrio.com, Extra.com, Submarino, Estante Virtual
Sinopse

REDES SENSUAIS – LIVRE ARBÍTRIO : A alucinante continuação, imperdível para os fãs… OU o início de uma nova e independente trama para aqueles que ainda não conhecem a série REDES SENSUAIS.

Mantendo a mesma narrativa acelerada que caracteriza o desfecho do livro inicial, REDES SENSUAIS
– LIVRE ARBÍTRIO faz o protagonista Marcos duvidar das verdadeiras intenções de Daniel quando um novo vídeo aparece, desta vez em poder da polícia. Até que ponto um pode confiar no outro? E quem é Amanda, a mulher-bomba que ameaça implodir todo o lucrativo esquema?

Novamente, o leitor é convidado a tentar desvendar, numa nova teia ainda mais apimentada e misteriosa, as conexões que ligam todos os personagens e suas motivações. Em REDES SENSUAIS – LIVRE ARBÍTRIO, as apostas são mais altas, os riscos maiores e o sexo ainda mais quente!

Embarque já na arrebatadora trama de REDES SENSUAIS.

Por agora é só pessoal espero que tenham gostado, eu amei.
Vocês perceberam que tem várias opções de compras. Então Compare e Compre e boa leitura!
Deixem comentários dando sua opinião.
Bjs.

Marcia Lopes

Paulistana, bookaholic. Louca por livros de terror,Thriller psicológico, policial, jurídico... Mas não dispensa um bom romance. Também apaixonada por filmes e séries.

6 Comentários em “Entrevista com o escritor Leonardo Midas

  • Não pensei que ele estivesse ofendendo. :0

  • Olá!

    O autor foi bem simpático. Também nunca fui fã de hot, então não sei se leria (pode ser que eu goste, né haha). Vai saber.

    Abraços,
    ser-escritora.blogspot.com.br/

    • Sim Juliana, eu sempre fico com receio qto aoa hots, na verdade só li três em toda minha vida, 50 tons só li o primeiro e não segui com a trilogia, O Terceiro travesseiro, que livro doido rs e Redes Sensuais eu gostei porque tem um enredo de suspense e as cenas de sexo não são tão fantasiosas e não tem mi mi rs

  • Adorei a entrevista. Eu só queria entender melhor o que ele quis dizer com "a tia do 50 tons captou a mesma ideia.".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: