PUBLICIDADE

Leo Vieira: “Amizades” Literárias

“Eu quero apenas olhar os campos
Eu quero apenas cantar meu canto
Eu só não quero cantar sozinho
Eu quero um coro de passarinhos

Eu quero apenas um vento forte
Levar meu barco no rumo norte
E no caminho o que eu pescar
Quero dividir quando lá chegar

Eu quero crer na paz do futuro
Eu quero ter um quintal sem muro
Quero meu filho pisando firme
Cantando alto, sorrindo livre

Eu quero amor decidindo a vida
Sentir a força da mão amiga
O meu irmão com um sorriso aberto
Se ele chorar quero estar por perto

Quero levar o meu canto amigo
A qualquer amigo que precisar
Eu quero ter um milhão de amigos e bem mais forte poder cantar”
(Eu Quero Apenas- LP Roberto Carlos- Gravadora CBS [1974])

Esta letra composta pela dupla de amigos mais famosa da MPB (Roberto Carlos e Erasmo Carlos) nos dá um exemplo muito bonito do que realmente significa uma das maiores virtudes do ser humano, que é a amizade.
Para que alguém vai querer “ter um milhão de amigos?”
Pra cada um te dar R$1 real? Ou então pra cada um votar em você?
Cultive os poucos amigos que tem e eles valerão mais do que dinheiro, status, devaneio ou qualquer outro surto megalomaníaco.

É muito fácil ter um batalhão de amigos para ir na sua festa badalada. Mas são muito poucos os que te acompanhariam em um momento de tristeza e enfermidade.

Amizade se oferece; ninguém pode querer ter um bom amigo sem antes se tornar esse bom amigo.
Amizade se cultiva; através de conselhos sinceros (leia Provérbios 27:9), sendo um bom
companheiro (leia Eclesiastes 4:9-10) e estimando a amizade nos momentos bons e ruins (leia
(Provérbios 17:17).

Felizmente, amizade também se recicla; aquelas “amizades-lixo” que não servem mais pra nada. São repugnantes e incômodas. Precisam ser descartadas e enterradas, para talvez fazer algo melhor brotar, no futuro.

Eu digo isso porque tenho visto nesse meio literário muitas amizades falsas. Vi também muita
gente legal se decepcionando com pessoas sem caráter. Vi sociopatas querendo manipular, puxar tapete e se destacar às custas dos outros. Pessoas interesseiras que fingem amizade e que depois que conseguem o que querem, desaparecem sem o mínimo de gratidão. Isso quando não desfaz a amizade.
Depois querem falar que há desunião? Eu prefiro dizer que há hipocrisia!
Abomino e repudio essa atitude medíocre, mesquinha e imatura.
Dispenso amizades falsas e não dou segunda chance para quem apronta comigo.
E vocês (blogueiros e escritores), fiquem mais espertos quando um parceiro efusivo ficar cheio
de gentilezas para o seu lado. Não é porque somos legais que vamos deixar sermos feitos de
trouxa.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leo Vieira

Sou ESCRITOR (romances, contos, crônicas, composições musicais e roteiros [com filiações e reconhecimentos acadêmicos]), ATOR (teatro e dublagem [tenho DRT]), ILUSTRADOR (personagens próprios, quadrinhos independentes e desenho animado) e PRODUTOR CULTURAL (feiras literárias). Minha formação é teológica; atualmente estou estudando Letras, Jornalismo, Cinema e Marketing.

46 Comentários em “Leo Vieira: “Amizades” Literárias

  • Oi Leo!
    Infelizmente nesse nosso meio é muito difícil encontrar verdadeiros amigos, há muito mais competição do que companheirismo. Mas acredite em mim, já foi bem pior. Quando comecei levei cada rasteira que nem gosto de lembrar, hoje está mais tranquilo. Só não sei se foi o meio que mudou ou se fui eu, que aprendi a ser mais esperta.
    Bjs!

    • Oi, Nina. Olha, se eu fosse te contar sobre o papel de trouxa que eu fiz no ano passado por causa de “amigos”… Daria uma trilogia.
      Mas, bola pra frente. Coisas boas estão por vir.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Olá Leo

    Eu sempre fui de poucos amigos, porém bons amigos e acho que amizade verdadeira são com poucos mesmo, não é com todo mundo que nos identificamos e nem todos nos entendem ou tentam nos entender.
    Que bom que trouxe essa musica
    Ela é linda e precisamos ouvi- la sempre
    Beijuh

    • Oi, Renata. Vá peneirando mesmo. Eu descobri que sou amigo de um batalhão, mas amigos mesmo eu tenho muito poucos. E assim que tem que ser.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Déborah Araújo
    8 meses ago

    Leo, infelizmente, é muito difícil descobrir um amigo verdadeiro.
    Ainda mais nesse meio literário.
    Acabamos nos decepcionando muito, mas vez ou outra encontramos alguém bacana.
    Só assim para não perdermos a fé na humanidade.

    • Oi, Déborah. As amizades verdadeiras se revelam nas horas incertas. O importante é conservar. Não dê a qualquer um o privilégio de ter a sua amizade.
      Beijos,
      Leo Vieira.

  • Adorei o post!
    Ter amigos é uma maravilha, mas sim quando a amizade é sincera e verdadeira. Agora aquelas pessoas que se fazem de amigos por puro interesse, eu quero é distancia, e infelizmente esse tipo de gente é o que mais existe. Beijos :*
    By Amanda Santos | Facebook | Instagram

  • Ótima reflexão!!!
    Sou do grupo da qualidade do que quantidade.
    Tenho pouquíssimos amigos, porém verdadedeiros.
    Parabéns pelo post!
    Abraços Sandra Paim @casanovaorganizada

  • Oi Leo, adorei o texto! Relata perfeitamente o tipo de amizade que a gente não quer ter…para que um milhão se nem ao menos um é seu amigo de verdade…podemos ter muito colegas, mas amigo creio que são bem poucos os verdadeiros.

    Abraços

    • Oi, Quel. Eu nem me importaria por ter um monte de “colegas”. É praticamente impossível me envolver e fazer parte da vida de todo mundo que me conhece. O que é estressante é saber que muitos só se aproximam tentando obter vantagem.
      Grande abraço,
      Leo Vieira

  • Olá!
    Muito bom o texto e o comentário e hoje em dia está muito difícil ter amizades sinceras, todos querem te passar pra trás, querem ser melhor que você! É que ditado né, querem te ver bem, mas nunca melhor que eles” Eu sou muito chata e as vezes isso me atrapalha na hora de fazer novos amigos, sou bem desconfiada e fechada,não sou de confiar muito e de ficar de muito papinho. Enfim..mas nem todos são assim, mas está difícil encontrar os bons!

    Beijos!

    • É verdade, Tahis. Eu já estou de saco cheio e prefiro só preservar os bons amigos que já estão por perto. Volta e meia aparece um forçando a amizade e quando menos espero, descubro que há uma sabotagem.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Como tudo na vida e em qualquer lugar, há sempre 2 lados da história. Mas é verdade sua colocação, a maioria chega demonstrando um carinho desmedido, sorrindo e cheia de graças, querendo alguma coisa, e depois nem um “obrigada” oferecem. Já vi de tudo, inclusive os tais amigos virando inimigos jurados de morte, desmerecendo publicamente, interferindo em parcerias com outras pessoas. Porém, aqui no meu coraçãozinho iludido ainda tenho uma certa fé na humanidade. Quem sabe…

    • Ótima colocação, Nuccia. Eu ainda não perdi a fé na humanidade, mas penso dezenas de vezes antes de levar adiante uma amizade que surge no cotidiano.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Primeiramente que letra mais linda, e concordo com tudo o que você escreveu, convivo com esses tipos de pessoas todos os dias :/

    • Essa música é linda mesmo. Nunca fui muito fã do Roberto Carlos, mas algumas músicas como essa, são geniais.
      Continue esperta com suas amizades.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Oii!

    Infelizmente o mundo está cheio de pessoas assim. E vira e mexe me deparo com várias, seja no mundo do blog, na faculdade… É complicado. Mas, felizmente, tenho aqueles que estão comigo em meus piores momentos.

    Beijos!

  • Infelizmente é isso mesmo. Bem complicado achar alguém que te de uma amizade verdadeira. Adorei o texto <3

  • Olá, adorei a reflexão trazida pela letra da música do Roberto e Erasmo. Eu que tenho muitos problemas com amigo da onça, sempre me identifico com algum ponto quando o assunto é amizade. Parabéns. Bjs

  • Texto muitíssimo realista. Hoje a maioria das relações são feitas de interesses, inclusive as amizades. Somos considerados amigos quando ainda úteis. Para a balada temos muitos amigos, mas na hora que aparece qualquer obstáculo que possa tirar esta conveniência os amigos desaparecem. O mundo hoje é composto em sua grande parte por hipocritas, egoístas, pessoas que não conseguem ver nada além do seu umbigo. Por isso sempre digo, prefiro ter poucos e verdadeiros amigos do que viver a vida rodeada de amigos de ocasião. 😘 @blogbyvivicoitinho

  • Oie
    Que texto lindo!!
    Tudo o que você disse é verdade, eu tive a chance de criar grandes amizades, não muitas… mas muito importantes sem a menor dúvida.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

  • Olá 😀
    Em primeiro lugar, que letra mais linda, acho que ainda não ouvi essa música. E concordo com seu texto. Tenho poucos amigos de infância, com muitos falo pouco. E, hoje em dia, convivo mais com as amigas da faculdade, que pensam parecido comigo. Acho bem difícil encontrar amigos verdadeiros, infelizmente 🙁
    Beijos <3

    • Oi, Roberta. O primeiro passo é se tornar a amiga, filtrando os interesseiros e os falsos. Depois vá observando os que ficaram. O verdadeiro amigo está por perto nos momentos mais difíceis.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Ótima reflexão, Leo. Nada mais valioso que uma verdadeira amizade em sua essência. Infelizmente, uma relação tão rara, já que não se compra na esquina ou, mesmo, pode ser feito por encomenda. Sempre presente em todas as horas, quem tem a sorte de ter bons amigos, sabe realmente seu significado. É aquele que, nem sempre, diz o que queremos ouvir, mas que, muitas vezes, fala o que precisamos escutar. Valorizem os bons amigos, são como almas gêmeas.

    Instagram*☆*<a href="

  • Oi Leo!!!

    Que texto reflexivo, realmente creio que o mundo virtual copie a vida real. Realmente já vi muito blogueiro tentando utilizar de índoles errôneas para se promover e prejudicar o amigo, mas acredito em justiça e mais cedo ou tarde o castigo vêm. Parabéns pela escrita e por enxergar valores.

    Beijos!!

  • Oi, tudo bem?
    Adorei o seu texto e concordo com os pontos que você levantou nele. Imagina só um milhão de amigos é impossível ter tempo para dedicar a tantos “amigos”. Os amigos de verdade, aqueles que se aproximam sem ser por interesse, realmente são poucos e merecem ser valorizados. Infelizmente a maior parte das pessoas que passam pela nossa vida são movidas por um interesse do momento, por isso é importante prestar bastante atenção para não sermos enganados.
    Beijos

  • Olá adoreiii seu texto uma belíssima interpretação!
    De fato amigos são poucos, vivenciamos muito isso hoje com redes sociais abarrotadas de contatos… e algumas pessoas dizem de boca cheia tenho mais de mil amigos no face… mais mil no insta… ops, mais será que são de fato amigos¿!
    Adorei!
    Beijokas!

  • Morgana Brunner
    9 meses ago

    Oii, tudo bem?
    Que coisa mais linda <3 realmente eu tive a chance de fazer tantas amizades que você nem imagina, é com o tempo que nós criamos amizades e criamos tal carinho.
    Beijinhos

  • Oi Léo! Tudo bem?
    Adorei seu texto! Não tenho um milhão de amigos, na verdade tenho bem poucos, mas tenho muitos colegas. Amigos mesmo são aqueles que estão presentes nas nossa vida em todos os momentos e amigo assim é raro!
    Parabéns pelo texto e sucesso!
    Bj

  • Oi Leo.
    Amei o texto, o pior desses “amigos” é que são tão sedutores que acabamos caindo na deles novamente. Temos que estar vigilantes. Essa vigilância serve como proteção para nos mantermos saudável mentalmente e espiritualmente também.
    Bjs

    • Oi, Marcia. Seja esperta e não se deixe levar por essas sorrateiras armadilhas em forma de amizade de conveniência.
      Atualmente estou bem chato com isso e me orgulho de manter poucos e bons amigos, como você.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Edna Guedes
    9 meses ago

    Concordo com absolutamente tudo o que você escreveu. Ultimamente tenho encontrado pessoas assim no meu caminho. Fingindo bondade, amizade, ter caráter, mas o que eu percebo é que são suas ações são frágeis, inconsistentes e dissimuladas. Descartam você como se sua pessoa não valesse nada, você é apenas mais um. Esquecem o que você fez por ela, o quanto se doou e o quanto foi sincera em tudo. Mas esperar o que dos dissimulados e hipócritas, e que para piorar se vitimizam?

    • Oi, Edna. A sociopatia existe em qualquer lugar, seja no trabalho, na faculdade, na igreja…
      Um problema grave tem sido essas pessoas que estão sofrendo caladas com medo de criar inimizades somente pelo fato de dizer NÃO a uma amizade falsa.
      Está na hora de passar um pente fino mesmo.
      Beijos,
      Leo Vieira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: