PUBLICIDADE

Leo Vieira: ANALISANDO O ORÇAMENTO DE EDITORAS E GRÁFICAS

Você terminou de escrever, revisar e registrar sua obra na Biblioteca Nacional e agora está pesquisando o orçamento nas editoras por demanda. Muitas responderão prontamente, oferecendo um bom serviço de diagramação, capa, ISBN, código de barras, ficha catalográfica, exposição e venda no site, porém, quando for pesquisar o orçamento, nunca deixe de comparar quanto ficará o valor do preço de custo do livro para você e para a editora. Existem editoras por demanda que oferecem um ótimo preço para produção, porém um livro com menos de 100 páginas fica à venda por R$ 30,00. O barato acabou saindo caro para você e o leitor.
Uma boa dica é já se programar sobre o valor médio de um serviço gráfico: cada página 14×21 (papel Pólen Bold 90 gramas) impressa custa no máximo R$0,7 (sete centavos) e a capa com contracapa (papel cartão supremo 250 gr/m2, plastificada) com orelhas e envernizada fica em torno de, no máximo, R$ 3 (três reais). O valor cai quando o lote vai aumentando a cada cento de exemplares.
Vamos desenhar os dois tipos de serviços: Se você já revisou, diagramou e fez arte da capa (com orelhas) da sua obra (de 100 páginas) e levar para uma gráfica, já organizado em PDF, 100 exemplares ficarão em torno de R$ 900 a R$ 1 mil (já incluindo o serviço de ISBN, ficha catalográfica e código de barras, que as gráficas também podem fazer para o cliente). Se você vender cada livro por R$20 (o que seria um valor justo para você e o leitor), a metade do lote já devolverá o seu investimento. O resto é lucro, ou capital de giro para os seus próximos lotes e lançamentos.
Agora, através de uma editora dessas, 50 livros (de 100 páginas) vendidos por um valor acima da média (R$ 30), lhe dará um retorno de apenas R$ 150 (elas pagam 10% de royalties).
A maior frustração comercial de um escritor é tentar explorar um mercado sem ter a mínima noção do que se está fazendo. Quanto mais ele terceirizar, mais caro o serviço ficará para todos.
A dica é: aprenda a fazer o que as editoras querem que você acredite que não pode e nem saberá aprender.
Você é melhor do que imagina ser.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leo Vieira

Sou ESCRITOR (romances, contos, crônicas, composições musicais e roteiros [com filiações e reconhecimentos acadêmicos]), ATOR (teatro e dublagem [tenho DRT]), ILUSTRADOR (personagens próprios, quadrinhos independentes e desenho animado) e PRODUTOR CULTURAL (feiras literárias). Minha formação é teológica; atualmente estou estudando Letras, Jornalismo, Cinema e Marketing.

39 Comentários em “Leo Vieira: ANALISANDO O ORÇAMENTO DE EDITORAS E GRÁFICAS

  • Oi Leo ^^
    O seu post foi-me extremamente esclarecedor! Tinha muita dúvida com relação a publicação. Sempre me perguntei se os autores conseguiam ganhar alguma coisa pelas editoras e vejo que é pouco, infelizmente.
    Já salvei nos favoritos esse post para futuramente voltar a ver e quem sabe publicar alguma obra minha de forma independente.
    Muito obrigado por esclarecer minha mente!
    Parabéns e continue mostrando como funciona esse mercado editorial brasileiro! Os leitores agradecem.
    Abraços.

    • Oi, Bruno! Fico muito feliz em saber que fui útil.
      O mercado literário é legal de explorar. O maior problema do escritor iniciante é o EGO!
      Quem está começando precisa saber que há espaço para todos e o mais importante é ser conhecido e aí sim os leitores ão começar a te procurar.
      Escreva em blogs, tenha colunas, seja participativo, tenha bom entrosamento com blogueiros e outros escritores e não tente ser competitivo. Há espaço para todos.
      As editoras não são crueis. Por uma questão mercadológica e comercial, elas vão investir em escritores mais conhecidos e com mais potencial de vendas. Então vamos arregaçar as mangas e ficar popular no mercado.
      Boa sorte e grande abraço,
      Leo Vieira

  • O post é bem bacana e instrutivo pra quem pretende lançar um livro, poucos sabem dessas informações

  • Oi. Como autora já tive muitos problemas com editoras, essas dicas para quem está começando e não sabe do mercado editoral são valiosas.

  • Oi Leo.
    Que postagem super maneira e informativa. Gostei muito.
    Abraço.

    • Obrigado, Gregory. Existe uma editora com o seu nome cuja dona acompanha as postagens. Desejo que você também se torne seu próprio editor.
      Abraços,
      Leo Vieira

  • Oi, Léo. Td bem?
    Postagem muito útil. Tenho um manuscrito pronto e penso muito em publicá-lo, mas nunca sei o que e como fazer, sua postagem abri um pouco minha mente.
    Beijos e obrigada <3

    • Que ótimo, Roberta. Espero que você consiga simplificar ao máximo as tramitações editoriais.
      Beijos e boa sorte,
      Leo Vieira

  • Gostei das dicas. Além de muito útil para quem deseja se inserir neste meio é uma coisa que eu nunca imaginei que seria neste valor.

    Parabéns!!

    http://madminds.weebly.com/

  • Oi, Leo!

    Caramba, eu não sabia desses dados, não.
    Amei o seu post e achei super informativo!
    É impressionante como as editoras encarecem tudo mesmo, né?
    Parabéns pelo texto! 🙂

    Beijos!

  • Oi! Tudo bem?

    Que post interessante, nunca tinha visto nada igual. Achei a postagem com um teor informativo muito grande. Eu mesma não tinha noção dos detalhes citados. E realmente… Por vezes o barato sai caro para o autor e para o leitor. Não escrevo nada além de minhas resenhas, mas tenho amigos escritores e vou indicar esse post a eles. Tenho certeza que será muito útil!

  • Oie
    é uma pena que custe tão caro ser publicado para muito e é um sonho que quero muito realizar, muito legal seu post

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    • Oi, Catharina. Obrigado pelo comentário. Continue acompanhando que muitas ideias podem aparecer para você se aproximar do seu sonho literário.
      Beijos,
      Leo Vieira.

  • Ótima ideia de post, bem original e muito instrutivo para quem quer mergulhar nesse universo que e maravilhoso mas custa caro as vezes e muito competitivo também, mas no final das contas o que importa e você não e mesmo se vai ou não conseguir publicar a obra e se vai ou não gostar da história escrita. ???

    Beijos

  • Olá!
    Que post ótimo! Tenho uma amiga que está terminando de escrever o livro dela, então vou enviar o link do seu post para ela dar uma olhada e mais tarde não cair nessa cilada da produção, porque o barato realmente acaba saindo caro…
    Matou minha curiosidade e ajudou a galera que pretende se lançar! Obrigada!
    Beijos!

  • Parabéns pela postagem! É muito bom conhecer os detalhes para ver que não é preciso se entregar de corpo e alma e ser explorado por qualquer Editora por demanda. É preciso sempre pesquisar os preços, avaliar o orçamento e os objetivos para decidir o melhor caminho pra cada um. Um pouquinho de trabalho muitas vezes vai tornar o sonho de muitos escritores possível, que é o de ter o livro físico nas mãos.

    http://www.atraentemente.com.br

  • Olá,

    Gostei muito das dicas, pois sempre tive essa curiosidade a respeito da publicação dos livros e dos custos. Mandei o link para um amigo escritor e achei o post muito proveitoso.

    Abraços
    oblogcaentrenos.blogspot.com.br

  • curti a postagem. É sempre bom ficar por dentro desse tipo de coisa, principalmente autores, pra que o valor investido dê retorno positivo e não prejuízo… e que caiba no bolso do leitor o resultado final, ne? 😀
    bjs…

  • Que postagem bacana! Acabei criando um laço de amizade com alguns escritores parceiros do meu blog e comecei a entender melhor a dificuldade que é publicar um livro, seja por conta própria ou atendendo as “necessidades” de uma editora. Não é fácil…

    • Oi, Rodrigo. Nunca foi tão fácil publicar um livro hoje em dia. O sonho está cada vez mais ao alcance de todos. Sonhar é preciso, porém temos que escrever com conteúdo e publicar com qualidade.
      Abraços,
      Leo Vieira

  • Morgana Brunner
    10 meses ago

    Oiii, como vai?
    Infelizmente a nossa realidade, o valor é absurdo e quem sofre com isso são os autores, de certa maneira isso ate nos desmotiva a escrever livros, mas desejo e espero que um dia isso mudo e a venda de livros aumente.
    Beijinhos

    • Oi, Morgana. Infelizmente esses serviços têm os seus custos, que não são baratos, na medida que vão se acrescentando mais profissionais, como revisores, diagramadores, capistas, impressores, etc.
      Mas quanto mais aprendemos, mais nos desenvolvemos e descobrimos alternativas para economizar.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Ola!

    Eu realmente essa precisando saber dessas coisas. Muitos autores arriscam sem saber como é esse mundo (acha que sabe, porém não sabe). Adorei tudo o que você falou, vou anotar tudo. Quem sabe futuramente eu possa ser a nova escritora brasileira hahahahahahah

    Oxente, Leitora!

    • Oi, Kátia. Fico satisfeito por ter gostado.
      Olha, o que tem de pseudo-especialista que se sente o maioral e na hora entra pelo cano bonito…
      São muitos desses que esbravejam aos quatro ventos que todas as editoras são golpistas e que o mercado literário é ruim porque não valorizam o autor nacional.
      No que precisar, pode me consultar.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Olá|!
    Gostei muito desse post, é tão complicado saber como cobrar.
    As vezes temos que ver o que fica bom tanto para o leitor como para o nós.
    Enfim, esse post ajudou muito.
    beijos.

    meumundosecreto

  • Um ótimo post com dicas interessantes para quem pretende se lançar. Realmente se propor a fazer o que a editora cobra um absurdo, é o melhor. Tenho o seguinte pensamento… Ninguém nasce sabendo, então todos temos a capacidade de aprender ou desenvolver algo, basta se esforçar.
    Bjim!
    Tammy

    • Obrigado pelo comentário, Tammy! Espero que você também coloque em prática os ideais da produção autoral independente.
      Beijos,
      Leo Vieira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: