PUBLICIDADE

Leo Vieira: Existe Concorrência no Meio Cultural?

Existe Concorrência no Meio Cultural?

Como sempre gosto de ressaltar, o maior vilão do escritor é o ego. O ofício literário deve ser conduzido com humildade e modéstia. Esse negócio de ficar se gabando, esperando elogios e aplausos não dá certo. E tentar boicotar e difamar o “vizinho” é muito feio e mesquinho.
Não seja ingênuo; todos perceberão quando você sutilmente quer ser o centro das atenções.
Há espaço para todos nós apresentarmos nossa arte, seja ela escrita, ilustrada ou musicalizada. Quando compartilhamos espaço e respeitamos a arte alheia, ganhamos mais público e admiração. Não tenha medo dos outros artistas. Não existe concorrência. Cada trabalho é único. Vamos manter a cordialidade e classe acima de qualquer diferença.

Leo Vieira

Sou ESCRITOR (romances, contos, crônicas, composições musicais e roteiros [com filiações e reconhecimentos acadêmicos]), ATOR (teatro e dublagem [tenho DRT]), ILUSTRADOR (personagens próprios, quadrinhos independentes e desenho animado) e PRODUTOR CULTURAL (feiras literárias). Minha formação é teológica; atualmente estou estudando Letras, Jornalismo, Cinema e Marketing.

35 Comentários em “Leo Vieira: Existe Concorrência no Meio Cultural?

  • Raquel Nascimento
    4 meses ago

    Isso ae acima de tudo tem que haver o respeito … tem espaço para todo mundo 🌎 então cada um se expressa da maneira que acha correto é cada um lógico respeitando o espaço do outro.

  • Oi Leo, tudo bem?
    Infelizmente essa é uma prática que existe em qualquer profissão. Mas confesso que desde que iniciei no universo dos livros, me choquei um pouco. Pois pensei que encontraria um ambiente saudável, mágico, e nem sempre é assim. Uma pena mesmo que alguns prefiram fazer esse tipo de escolha na vida. Eu gosto de debater sobre assuntos, traga outros.
    beijinhos.
    cila.

  • Cara, que opinião!!
    Eu sou muito a favor do fim dessa concorrência que fazem… tem espaço (e tem mesmo que haver) pra todos os escritores/artistas do meio cultural! Se acirrar essa concorrência, quem vai sofrer somos todos… quem produz e quem recebe…
    O objetivo tem que ser expandir sempre….
    bjss

  • Oi, Léo.
    Concordo com você. Existe lugar para todo mundo. Todos nós somos indivíduos com personalidades e experiencias diferentes que temos a possibilidade de usar a criatividade para criar e compartilhar estórias e histórias fantásticas!

  • OOi, Léo!
    Muitas verdades em seu texto. Com tanto espaço, tantos profissionais, tantos trabalhos… deveria ter mais união, isso sim. 🙂

  • Oi, Leo, tudo bem?
    Adorei seu texto! Uma delícia de ler e cheio de verdades.
    Acho que em qualquer área, tentar passar por cima do outro não é legal. Sem contar que a gente colhe tudo o que planta, então não adianta a pessoa passar a perna no vizinho e achar que só vai se dar bem porque um dia o jogo vira.
    Sobre o mundo literário: tem espaço pra todos e, se ao invés das pessoas brigarem elas se unirem, todo mundo sai ganhando.
    Abraços!

    • Oi, Natalie.
      Eu já vi muita gente cair do cavalo por causa dessas picuinhas. Querer criar “projetos” para dar um nó nos companheiros e sair por cima, abusando da vontade alheia.
      Eu sou colaborador em diversos blogs (como este) e fico bastante entusiasmado com a participação e divulgação. Há espaço para todos e ninguém sai perdendo quando cada um faz a sua parte.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Olá amore,
    Adoreiiii seu post muito coerente.
    De fato concordo contigo, há espaço pra todos.

    Beijokas!

  • Adorei o texto! Concordo que tem espaço para todos.

  • Renata Mendes
    5 meses ago

    Gostei muito do texto, e concordo! Mas infelizmente a concorrência exagerada toma conta de todas (ou quase todas) as áreas de nossas vidas! Tbm acho que exista espaço e gostos para todos!
    Bjs

    • Oi, Renata. Obrigado pelo comentário. Nesses casos, a gente vai aprendendo a lidar com quem quer a gente bem e por perto. E assim a vida vai valendo a pena.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Vitória Luiza
    5 meses ago

    Chega da gosto ler um texto assim!
    Isso mesmo Leo! Cada um tem seu espaço, cada estrela brilha quando tem que brilhar.

  • Olá!!

    Super concordo com você!!! Tem espaço para todos no mundo literário, como você disse cada obra é unica e só basta atingir o seu público, pois não são todas as histórias que vão agradar a todos os leitores, mas com certeza terá seu espaço e será amada por aqueles que apreciam o gênero. Então não adianta tentar prejudicar o outro basta ajudar e quem agradece é o leitor que vai conhecer diversas histórias incríveis. Beijos

  • Também acho que a espaço para todos, quanto mais melhor =)

  • TOdo trabalho é unico! Mesmo wue haja concorrencia.. se sobresai o melhor!

  • Olá Leo, tudo bem?
    Acho que o que atrapalha muito o meio é exatamente os autores que querem aparecer mais que suas próprias artes, e quando o mesmo recebe uma crítica então…
    Mas os verdadeiros autores, aqueles que escrevem por amor, são esses que perduram ao tempo e as adversidades dessa profissão que às vezes é tão ingrata.
    Beijos.

    • Oi, Giu. Quando a gente reconhece que tem muito o que aprender, a nossa arte também passa a ser mais compreendida.
      Todo mundo sabe que eu não sei desenhar. Porém, nas minhas tiras a intenção é mais mostrar a linguagem dos desenhos e historinhas do que a qualidade do traço. O resto é consequência.
      E na escrita, o que me importa mais é ser lido, como agora. A interação com leitores é muito gratificante.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Bem sucinto e real. Eu acompanho alguns autores nas redes sociais e percebo claramente quando algo do tipo acontece. É triste, deveriam ser mais unidos, ainda mais em um país como o nosso que já não valoriza muito a leitura…

    Beijos,
    Kemmy – Duas Leitoras

    • Oi, Kemy. Eu fui organizador adjunto em muitos projetos culturais literários por mais de 10 anos e com o passar dos eventos o arrependimento era cada vez maior.
      Eu espero que a geração nova possa levar em prática alguns desses conselhos.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • “Todo trabalho é único.” lindo demais seu texto, parabéns!

  • Olá, tudo bem?
    Realmente, concordo com tudo o que você disse. Hoje em dia existem autores que mal se lançaram no mercado e já tem o nariz em pé, de forma que não aceita ajuda de ninguém. Acho que todos temos que ser humildes e nos ajudar, para que o crescimento seja mútuo.

    beijinhos.

    • Oi, Camila. Um camarada (arrogante) havia me pedido conselhos sobre o investimento que ele pretendia fazer com o seu livro. Ele ignorou todas as dicas e resolveu se deixar levar pelo ego e queimou quase 18 mil reais (eu montaria uma mini gráfica com essa grana) com uma editora por demanda.
      O cara foi lesado, recebeu apenas uma pequena parte do lote, a promessa de levar o livro para o exterior ficou na espera, entre outras promessas furadas.
      Hoje o sujeito é amargurado, mau humorado, prepotente, pessimista e vive xingando aos quatro ventos que o mercado
      literário nacional é péssimo. E o pior de tudo é que ele não aceita nenhum tipo de conselho e tão pouco críticas.
      Eu penso que o conhecimento liberta. A partir do momento que procuramos entender porque as coisas não dão certo, o negócio começa a melhorar e tomar um novo rumo.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Ana Caroline
    5 meses ago

    Olá ,Léo.
    Adorei esse seu texto. Com certeza existe muitos autores que gostam de se gabar pelo aquilo que tem “melhor” do que outras pessoas, acho isso o cúmulo!

    Beijo,
    http://pactoliterario.blogspot.com.br/

    • Oi, Carol. Com essa turma eu nem perco tempo. A vida em si acaba se tornando um castigo para eles.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Nicolli de Sousa
    5 meses ago

    Concordo plenamente! É muito mais bonito fazer a sua arte com amor e se destacar por aquilo do que tentar puxar o tapete dos outros para ganhar mais atenção. Belas palavras, beijo!

  • Aline Belloni
    5 meses ago

    Concordo com suas palavras.
    O meio literário – e acredito que qualquer área -, cresce de maneira tão fácil e bela se todos se ajudam.

    Como você disse, vamos manter a cordialidade.

    • Oi, Aline. Em qualquer área de trabalho, seja ele acadêmico ou artístico, o profissional precisa estudar. Pesquisas, consultas, comparações, tudo é muito válido para não ter prejuízo ou ser lesado por alguém.
      Enquanto o profissional não se enxergar nem se portar como um, ele dificilmente será respeitado.
      Beijos,
      Leo Vieira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: