PUBLICIDADE

Leo Vieira : Obras na Internet precisam de registro?

(Leo Vieira- publicado na Revista Sinestesia de Fevereiro de 2017)

Antes de tudo, vou listar a importância do registro de qualquer trabalho autoral:
– preserva a autenticidade de sua obra;
– impede que sua obra seja plagiada;
– impede que sua obra seja distorcida com acréscimos e/ou remoção de itens que
descaracterizem seu trabalho;
– impede que pessoas registrem o seu próprio trabalho e impeçam você de publicar a sua
própria criação;
– passa profissionalismo aos clientes, ao manter suas produções devidamente registradas,
organizadas e acessíveis;
Frases, composições musicais, partituras, textos, roteiros, contos, crônicas, poesias,
livros, logotipos, ilustrações, histórias em quadrinhos, personagens, etc. Tudo isso precisa
de registro antes e ser exposto na internet. Mas será que tudo que você publica ou pensa em
publicar precisa de registro? Isso é relativo.
Tenha o hábito de reunir e organizar suas criações e também o hábito de ir regularmente à
Biblioteca Nacional periodicamente. Nesse intervalo, vá reunindo o trabalho e assim leve o
material com a ficha de inscrição, as cópias dos documentos e o registro de depósito do
pagamento.

Para quem trabalha com ilustrações e quadrinhos:

O registro de desenhos, personagens e histórias em quadrinhos são distintos e
necessários.
Registro de desenho: é quando você desenhou uma paisagem ou personagem qualquer de sua autoria ou alheio. O que está registrado é apenas a ilustração.
Registro de personagem: é quando você registra o seu personagem em quatro ângulos (frente,
verso, perfil e semi-perfil), o chamado “model sheet”, junto com o nome, características de
personalidade e cores. O personagem e suas características estão protegidas e seus direitos
autorais reservados.
Registro de história em quadrinhos: é quando você registra a história apenas. O roteiro
não está garantido e nem mesmo os personagens utilizados. A história está protegida de ser
plagiada e exposta sem autorização do autor.
Se você registra uma história em quadrinhos achando que os personagens já estão protegidos,
você corre o risco e ser sabotado num registro alheio e ainda por cima, o oportunista pode te
impedir de usar a história que consta o personagem registrado antes por ele.

Para mais informações, acesse o site a Biblioteca Nacional:


Leo Vieira

Sou ESCRITOR (romances, contos, crônicas, composições musicais e roteiros [com filiações e reconhecimentos acadêmicos]), ATOR (teatro e dublagem [tenho DRT]), ILUSTRADOR (personagens próprios, quadrinhos independentes e desenho animado) e PRODUTOR CULTURAL (feiras literárias). Minha formação é teológica; atualmente estou estudando Letras, Jornalismo, Cinema e Marketing.

26 Comentários em “Leo Vieira : Obras na Internet precisam de registro?

  • Oiii!!
    Gostei muito do post, não fazia ideia dessas diferenças e possibilidades de registro. Com certeza no dia que eu decidir deixar público qualquer história que escrever, vou fazer o registro com certeza.
    Beijos

  • Olá, tudo bem?

    É realmente algo muito importante, e também é muito legal conhecer mais sobre esse assunto.

    Beijo.

  • Olá Leo,
    Sua postagem é muito útil para todos que fazem arte.
    Trabalho com registro e proteção de Direito Autoral e fazer o registro é essencial para que ninguém usurpe seu direito de autor.
    Beijos ♥

  • Rayanni A.
    1 semana ago

    Olá, tudo bem?
    Nossa que post mais explicativo, achei muito válido você trazer o assunto e o debate do mesmo aqui.
    Um beijo.

  • Olá! Muito interessante o post. É importante o registro sim, infelizmente há pessoas que gostam de se aproveitar do trabalho alheio, o registro é a forma de manter seguro seu trabalho, gostei bastante das informações, abraços

    • Obrigado, Suzana. É e imensa importância dedicar seu tempo na manutenção dos registros da mesma forma que a manutenção das obras escritas.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Kamila Villarreal
    2 semanas ago

    Olá!

    Realmente suas informações foram úteis, pena que a BN fica no RJ e eu sou de SP, só mesmo os correios para me permitir levar minhas obras até lá…

  • Olá!
    Muito útil seu post! Ótimo principalmente para novos autores que têm dúvidas se fazer ou não o registro.
    Já vi várias reclamações a cerca de plágios. Suas informações irão ajudar bastante!
    Parabéns!
    beijos!

  • Rua Pr. Samuel de Campos Chiminazzo, Nº261,

  • novamente você passando informações muito uteis e completas, obrigado por compartilhar este post conosco, você buscou saebber safundo sobre o tema, o que levanta que é uma ótima pesquisadoras. pois tudo bate corretamente, (tenho um manural sobre estes registros.

  • Oii,

    Muito bacana esse post. Estava curiosa para saber sobre esses registros e esse post matou toda a minha curiosidade viu..haha. É ótimo para quem está começando agora, tanto a escrever como a criar histórias em quadrinhos.

    Beijos

  • Kelly Alves
    2 semanas ago

    Oi Léo!
    Como sempre passando informações super bacanas e importantes no dia a dia de escritores e até mesmo aqueles que pretendem se tornar um dia.. É sempre bom ter um lugar onde encontramos informações tão boas e é tão confiável!

    Beijokas

  • A gente precisa tomar cuidado com tudo na internet, principalmente pessoas que publicam seus trabalhos aqui. As pessoas veem a internet como terra de ninguém, onde não existem leis e pode-se plagiar a vontade, mas não é bem assim, né?
    Acho que os autores deveriam mesmo registrar seus trabalhos e fazer tudo que puderem antes de publicá-los no wattpad ou algo assim.

  • No começo também achei complicado distinguir se todos os textos deveriam ir para registro ou não. Se em caso de plágio, uma publicação em um blog poderia ser considerado um registro prévio e tal. Nossa! Confuso, né? Atualmente, livros eu só publico na internet (seja blogs ou plataformas de leitura) após o registro. Já os contos estão na internet apenas os que foram registrados pela editora original da antologia em que participei. Contos que não saíram em antologias, estou juntando para uma coletânea. Prevenir nunca é demais!

    • Oi, Nuccia. Você faz muito bem. Muita gente ainda pensa que blog, site, HD do computador, etc, valem como comprovante de autenticidade de obras. Isso não significa e não garante nada.
      Também é ingenuidade achar que registrando todo o repertório de letras de músicas num mesmo arquivo também tem a mesma
      validade se fosse individual. Daí um compositor malandro faz uma das letras quase idêntica, registra e se for processado, diz que apenas se inspirou (porque uma das letras representa 10% do arquivo e vai contar como “inspiração”).
      Se o registro do personagem for muito vago, com poucas informações e características, um desenhista oportunista pode
      fazer um registro de averbação de um personagem mais antigo
      (mantendo a mesma data) e alegar que o seu personagem que é
      plágio do dele. Até um bom advogado de defesa fazer um
      levantamento minucioso, é muita dor de cabeça e honorários
      rolando, correndo o risco de perder o processo e o personagem.
      Enfim, o conselho é sempre ler e estudar muito sobre registro e proteção da originalidade de suas criações e produções.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Oi.

    Esse assunto sempre traz dores de cabeça para o artista e para quem pega algo da internet. Ainda estou aprendendo sobre isso. Como faço Produção Editorial, vejo muito isso durante as aulas. É sempre bom saber sobre esse assunto, suas dicas forma bem legais e me esclareceu muitas coisas.

    • Obrigado. Eu também estou estudando sobre direito autoral e licenciamentos. Cada vez mais eu entendo porque muitas empresas e estúdios fazem tantos contratos esmiuçados. Atualmente, do meu tempo para arte e escrita, metade dele é só para ler e fazer tramitações de registros.
      Se precisar de algum material de estudo e auxilio, é só me mandar um e-mail então, que te envio os PDFs: leovieirasilva@gmail.com

      Abraços,
      Leo Vieira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: