PUBLICIDADE

Leo Vieira: Sobre a Onda de Escritores do Youtube

“Todo ser humano deve plantar uma árvore, ter um filho e escrever um livro”.
Isso significa que todos nós temos vocação. Talento é outra questão. Todos nós também podemos escrever livros. Funkeiros, gamers, youtubers, entre outras celebridades virtuais, todos têm
esse direito.
Não iremos esquecer de que as editoras e livrarias precisam faturar e elas irão dar mais preferência com o produto que tem mais expectativa de venda.
Vejo escritores e blogueiros se comportando como se existisse um “Conselho Regional de Escritores” para proibir que tal artista publique um livro.
Vamos ter bom senso e mais amabilidade com essas pessoas e com o seu público.

Clique nas imagens para vê-las em tamanho real.

Leo Vieira

Sou ESCRITOR (romances, contos, crônicas, composições musicais e roteiros [com filiações e reconhecimentos acadêmicos]), ATOR (teatro e dublagem [tenho DRT]), ILUSTRADOR (personagens próprios, quadrinhos independentes e desenho animado) e PRODUTOR CULTURAL (feiras literárias). Minha formação é teológica; atualmente estou estudando Letras, Jornalismo, Cinema e Marketing.

45 Comentários em “Leo Vieira: Sobre a Onda de Escritores do Youtube

  • OI Leo,
    Não quero julgar os livros de youtuber’s, mesmo porque não me dei ao trabalho de ler nenhum. Acho meio ruim essa onda pois tem muitos escritores bons e desconhecidos que as editoras “batem a porta na cara” enquanto os youtuber’s, muitas vezes movidos pela fama, não pelo talento, ganham milhões juntamente om as editoras para lançar seus livros. =[

    • Oi, Jéssica. O motivo da “porta na cara” infelizmente é comercial. O autor não é conhecido, não tem público em potencial, não trás expectativa de venda, então não é um bom negócio pra eles. As fábricas de brinquedos dão mais preferência em lançar bonecas das princesas Disney do que da Mônica Jovem porque a expectativa de venda da Disney é muito maior. Nesse ponto o dinheiro fala mais alto que o sonho.

  • Carolina Ramires
    7 meses ago

    Olá!
    Eu acho que cada um lê e escreve o que quer. Acho ridículo esse preconceito literário que as pessoas têm, nunca leva a nada.
    Beijos.

  • Olá Léo, tudo bem?

    Concordo contigo, acredito que boa parte dos livros ou todos possuem publico. Eu particularmente passo longe de livros que não são do meu gênero literário.

  • Olá Leo, tem público para tudo hoje em dia, principalmente para os YT, que não tenho qualquer afinidade, simplesmente passo longe de livros que não agregam conteúdo. Porém achei interessante o livro da Pam que é uma Booktuber e se saiu bem. Bjs

    • Que bom, Danielle. Eu ainda não tive oportunidade e motivação pra isso. Um os motivos para eu não entrar no mérito da crítica.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Olá !!! Acredito que todos podem conseguir seu espaço e há sempre pessoas que vão se identificar com um tema, outros não. Todos são livres para escolher o que fazer, realmente não há porque condenar youtubers ou blogueiros de publicarem seus livros. bjoo

    http://blogaventuraliteraria.blogspot.com.br/

  • Oi Leo! Tudo bem?
    Não acompanho nenhum canal no YouTube e quanto aos livros, também não tenho interesse. Mas como tem gostos para tudo, que seja feliz quem gosta! Bj

  • Confesso que livros assim não faz o meu gênero, não é nem por preconceito, e sim por não ter a curiosidade em conhecer sobre os bastidores e algo do gênero. Mas com certeza há público, tanto que geralmente quando estão em catálogos, fazem ótimas vendas. Simplesmente esse tipo de livro não funciona comigo, mas para quem curte com certeza tem algo para acrescentar, a leitura sabre faz essas coisas.
    Bjim!
    Tammy

    • É verdade, Tammy. Eu dificilmente irei ler e muito menos assistir os vídeos dessa turma. Os poucos que eu vi da Kéfera me fez passar longe desse pessoal. Mas os livros deles são bem-vindos. Estamos numa sociedade democrática.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • eu acho bacana como incentivo pro publico deles mas sinceramente não vejo muito em como isso pode ser produtivo sabe? não consigo achar muitooo bacana..

    • Oi, Paac. Comercialmente é produtivo sim, porque os dois lados (editora e escritor) estão ganhando. Biograficamente é outra questão. Eu já assisti alguns vídeos da Kéfera e me deu vergonha alheia. Uma mulher tão bonita se portando feito criança, falando palavrões e fazendo caretas tentando ser engraçada. Não sei até onde isso vai dar, mas deixa ela trabalhar e lançar seus vídeos e livros.
      Se o público dela está começando a gostar de ler, melhor pra gente.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Digitando com os pés, porque estou aplaudindo a melhor reflexão sobre essa questão que vem gerando muita polêmica ultimamente…
    Eu, particularmente, gosto muito dos livros escritos por youtubers, tenho 5 aqui em casa e não vejo nenhum problema com isso, o problema das pessoas é criticar demais e agir de menos, acaba criticando alguém que está dando certo na vida e acaba deixando de agir para se tornar alguém na vida…

    • Obrigado, Lucas. Eu vejo tudo isso com uma ótica positiva. A Talita Rebouças começou pesquisando o gosto das adolescentes ouvindo as conversas delas na praia. O segredo não é imitar esses escritores e sim descobrir como cair no gosto desses leitores.
      Abraços,
      Leo Vieira

  • Digitando com os pés, porque estou aplaudindo a melhor reflexão sobre essa questão que vem gerando muita polêmica ultimamente…
    Eu, particularmente, gosto muito dos livros escritos por booktubers, tenho 5 aqui em casa e não vejo nenhum problema com isso, o problema das pessoas é criticar demais e agir de menos, acaba criticando alguém que está dando certo na vida e acaba deixando de agir para se tornar alguém na vida…

  • Oi Leo, concordo com você, acho que tem espaço para todos e isso deve ser respeitado. Vejo por um outro lado também, com esta onda de livros youtubers, uma galera grande, que nunca abriu um livro, está tendo a chance de ver que livro não é tudo igual e chato. Encaro que seja uma forma de atrair novos leitores, que inclusive poderão se interessar em ler outras coisas.
    Bjs!

    • É verdade. Existem leitores que começaram com “Harry Potter” e foram rapidamente para “O Senhor dos Anéis”. E também os que leram “Crepúsculo” e foram conhecer o Drácula de Bram Stoker. Uma leitura puxa outra e ganhamos oportunidade para conquistar esses novos leitores também.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Vale a pena lembrar também que, independente do conteúdo dos livros dos youtubers, eles estão inserindo muitos jovens no mundo da leitura, o que é muito mais do que válido. 😀
    Gostei do post, parabéns!

    • Obrigado, Leticia. Isso me lembra o “Rock in Rio” de 2001, onde muitos reclamaram pela dupla “Sandy & Júnior” se apresentarem por lá. O que muitos não sabem é que a partir daí o seu público, na maioria formado por meninas adolescentes acabaram gostando de Rock também.
      Comercialmente não podemos criar diferenças. Temos que receber esses novos escritores de braços abertos, porque junto com eles, vêm os seus leitores.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Oi!!
    Muitos youtubers estão publicando livro, acredito que isso está ocorrendo porque tem muitos leitores que se identificam com alguns dos lançamentos.
    Acredito que há lugar para todos no mercado, mas eu particularmente não nenhum dos livros lançados por eles, acredito que muitos estão entrando numa onda de tentar lucrar com isso.
    Cada um tem uma opinião e o principal é respeitar todas elas.
    Beijão!

    • Oi, Liziane. O fato deles venderem mais não significa exatamente que eles escrevem melhor. É muito distinto o estilo literário deles.
      Editoras precisam vender e comercialmente a gente acaba aprendendo sobre o sistema de marketing desses novos escritores também.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • olha… realmente todos tem direito a publicar caso queiram, mas considero escrever uma Arte. Algo como cantar, esculpir, enfim…

    mas entendo o que a reflexão propõe… cabe a cada um encontrar o seu público, e que sejam bem sucedidos com eles e as editoras… ^^
    beijos…

    • Oi, Valéria. O fato de vender muito não significa que o produto é um item de qualidade e sim que há público para isso.
      Há espaço para todos que queiram publicar, assim para todos que queiram ler.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Oi, tudo bem? Eu acredito que o bom do mundo literário é justamente isso, ele tem uma vasta gama de opções para todos os gostos, se você tem o dom de escrever um livro escreva, pois mercado tem. Talvez falte motivação por parte de pessoas que só pensam nelas mesmas, mas quer saber, se esse é o seu sonho cá atrás. Escreva, publique, venda, se realize.

    • Oi, Fabiana. Que bom que você e muitos outros também pensem assim. Fico satisfeito com o resultado desta postagem.

  • Oi. Concordo com as palavras dele, todos têm o direito de escrever, de ler e publicar. Mas, não significa que eu, que não aprecio determinadas coisa,s precise ler, simples assim.

    • Isso aí, Lilian. Há espaço para todos nós no mercado literário. Respeitar as diferenças é o primeiro passo para cativar leitores distintos.

  • Oi, Léo. Como vai?
    Não leio livros de youtubers por não me despertar interesse. Sabemos que a grande parte deles “escrevem” apenas para ganhar dinheiro e não por amor ou por prazer pela leitura.
    Mas toda leitura é válida, se o livro cativar alguém e essa pessoa passar a gostar de ler, sim é muito válido.

    • Oi, Mylena. Nem queira ler! 😛
      Existem filmes cult, filmes de entretenimento e outros que nem merecem classificação. Não podemos compará-los quando são distintos. É mesmo caso desses livros de youtubers. A gente respeita e deixa o público deles virem.

  • Eu acho que esse é post que eu posso aplaudir de pé! kkkk Simmmmmm, eu também acho que nem todo (a maioria deles, tudo bem 99% dos autores kkk) não tem talento nenhum e acabam escrevendo porcaria, mas eu até que paguei a lingua com um booktuber. O livro azeitona do Bruno Miranda é o 1% rsrs Não é 5 estrelas, mas é bom.

    • Obrigado! 🙂
      Mas é aquele negócio: Eles fazem produto para crianças e adolescentes. Por isso tanta língua de fora, caretas, palavrões, umas coisas sem sentido e muita bobagem, forçando a barra pra ser engraçado…
      Coisa de dar vergonha alheia.
      Mas vamos deixar essa turma vir porque a galerinha deles de leitores vem junto.

  • Morgana Brunner
    7 meses ago

    Oiii Leo, tudo bem?
    Quem me dera um dia conseguir escrever um livro acho que surtaria, mas até então não surgiu tamanha criatividade e ideia, adorei a postagem! Todos nós temos capacidades.
    Abraços

    • Oi, Morgana. Acompanhe as outras postagens e também as demais páginas em que eu escrevo para aprender mais a desenvolver a sua capacidade pra escrita.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Hey, Leo!

    Se me perguntar se leio livros de youtubers, eu respondo que não. Já sabemos que o intuito desses livros é apenas fazer dinheiro, sem muita preocupação com conteúdo. Mas sim, concordo com você, hoje isso é o que dá mais dinheiro pra uma editora, então acho que eles devem, sim, investir nisso.
    Parece contraditório? Sim, parece.
    Mas o que vale pra mi, é que milhares de adolescentes estão lendo, independente do livro. E é assim que o gosto pela leitura começa. O adolescente percebe que ler é legal, sim, e vai se interessar por muitas outras coisas, outros livros, outros mundos.
    Um livro de youtuber hoje, um de Eduardo Spohr, J. K. Rowling amanhã. 🙂
    Então, bem-vindos os livros de youtubers. 🙂

    Beijão!

    • Oi, Sandra. Esse tipo de leitura, eu também passaria longe, assim como os vídeos deles também. Temos que ter a mesma ótica comercial dessas editoras. Se essas crianças e adolescentes estão começando a gostar desse tipo de leitura, o caminho está andado para que eles visitem outros gêneros literários também.
      Beijos,
      Leo Vieira

  • Concordo com você! Um beijo.

  • Interessante reflexão, e esse é um tema bem atual, visto o boom de youtubers que estão publicando livros. Acho que o momento de agarrar os leitores é esse, e essa galera vem conseguindo atingir esse objetivo.

    • É verdade, Gleyse. Há espaço para todos. E todo mundo pode aprender com todo mundo. Tanto na escrita quanto no marketing.

  • Concordo Leo, se o livro está sendo publicado é porque há público alvo para ele. Não vejo problemas nos youtubers publicarem seus livros se seus expectadores querem lê-los.

    • Pois é, Elivelton. Eu não entendo porque têm escritores que fazem chacota desses novos escritores. Eles são os campeões em marketing do momento. Acho que muitos escritores têm o que aprender com eles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: