PUBLICIDADE

Entrevista com a escritora Lilian Reis

Olá pessoal infelizmente no momento estou impossibilitada de atualizar o blog com a frequência que gostaria, mas é por pouco tempo se Deus quiser!
Esse mês a escritora entrevistada é Lilian Reis autora de Eu, Meu Pai e Meus Outros Amores, tem resenha dele aqui no blog (Ver resenha).

Lilian Reis é mineira de Belo Horizonte. Graduada em Letras. A autora afirma que seu objetivo é seguir seus grandes mestres literários e embrenhar-se pela literatura moderna e criativa. Jura que escreve com o coração na ponta dos dedos, que seu maior desejo é divertir o leitor e incentivá-lo a amar a leitura. E além de “Eu, meu pai e outros amores” Lilian também é autora de vários contos e para alegria de seus leitores não pretende parar de escrever.  

 Conte pra gente um pouquinho da Lilian não escritora.

Olá, sou Lilian, casada, mãe de dois lindos filhos, já adultos. Mineira de Belo Horizonte. Atualmente resido na região Metropolitana, na linda Contagem. Sou capricorniana, tenho quarenta e cinco anos, mas obriguei meu cérebro a assimilar que tenho uns trinta. Rrsrsrsrs. Sinto me mesmo jovem. Cinéfila, assumida leitora compulsiva e apaixonada por rock. Defino-me como uma mulher feliz e realizada. Não obstante, minha vida como escritora tenha começado há pouco menos de um ano, sempre me arrisquei a escrever umas coisinhas… nada sério. Nunca havia pensado na escrita como profissão. Comecei por incentivo.

 Como foi escrever e publicar Eu, meu pai e meus outros amores?

Gosto de histórias que abordem fatos possíveis de acontecer e sempre
quis falar de amor em todas as suas formas. Não somente amor entre homem e mulher, mas todos os outros tipos, tais como paterno, fraterno,
materno, dentro outros… A história em si eu não demorei a desenvolver.
Eu já a tinha escrito. Depois, só inseri coisas. Mas, a escrevi sem compromisso. Nunca pensei que fosse ser publicada. Então, depois de ler alguns livros, pensei: por que não? O incentivo que recebi de amigos e de meu professor foi fundamental. Enviei sinopse e resumo para a editora sem acreditar muito. A gente tem esse defeito, bem pelo menos eu… sou insegura.  Não confiei que pudessem gostar. A resposta da editora foi para mim, uma surpresa tremenda.

Eu particularmente amei a forma que você abordou os conflitos 
familiares; separação dos pais, morte, primeiro amor, sexo. Como surgiu 
a ideia para história?

A ideia e a inspiração veio da vida. Queria falar da relação entre pai e filha e os vários conflitos internos que essa relação conturbada acarreta… Queria abordar o assunto primeira transa e o amor em várias formas.

Se inspirou em alguém para criar Jade? Às vezes ela é insuportável! Rs

Não me inspirei em ninguém em particular. Mas, quis criar uma
personagem bem enjoada. Que fosse quase… intragável, e, que
passasse por transformações, aprendizados… Meu intuito era exatamente esse. Que a personagem evoluísse. Mas, no “livro dois”, acredito que ela vai agradar a todos.

Um fato que achei super bacana é que de acordo que seguimos na leitura o personagem amadurece junto, não de repente. Você não a poupou do sofrimento… O que podemos esperar dela no segundo volume?

Ela amadureceu mesmo. No livro dois todas as personagens enfrentarão
conflitos. A felicidade não dura para sempre… 

Uma curiosidade a Jade é meio “sensitiva” como você pretende explicar esse dom? 

De acordo com os especialistas, todo mundo, a princípio, é sensitivo,
em maior ou menor grau. Acredita-se que pessoas “muito” sensitivas
tenham a habilidade de entrar em contato com o chamado plano astral…
Não, mas esse não é o caso de Jade. Não é nada assim tão sério… Eu
apenas quis lhe dar essa característica para ter um ar de “mistério”… Viajei um pouquinho na maionese… rsrsrsr. No anjo da guarda eu acredito. Sempre acreditei. E… a questão da sensibilidade, eu tirei de algumas coisas as quais ouço tipo: “Nossa, tenho a sensação de que não devo entrar naquele avião”… “tenho mal pressentimento”… Essas coisas. Já ouvi muito também… “Meu anjo de guarda não foi com fulano”… 

Lilian seus filhos já são adultos. Eles leem o que você escreve e o que acham? he he he

A moça de 20 anos lê, e, na verdade, ela é minha maior incentivadora. Dá palpites e ama o que escrevo. Já, o menino de 15, não curte romances. Ele é vidrado em Assassin’s Creed, Pearce Jackson etc… Ele não lê. Rsrsrs. Ele já cansou de me pedir para escrever aventura… Até já escrevi um romance bem regado a aventura e ação. Vamos ver quando é que terei a chance de publicá-lo.

Além da continuação de Eu, meu pai e meus outros amores Tem outros projetos literários em andamento?

Sim. Rsrsrs nossa, a minha cabeça trabalha 24 horas por dia. Tenho
outras histórias prontas e que precisam apenas de inserções. Histórias
boas. Um delas – a que mais gosto. Aborda a relação difícil de um
casal. Já passei de 400 páginas e tá longe de acabar.  Além de outras
abordagens interessantes… 

Lilian fique a vontade para deixar uma mensagem aos leitores e 
muito obrigada pela atenção e gentileza. Desejo sucesso com os livros e 
tudo de melhor para ti. Bjs

Obrigada. Eu, meu pai e meus outros amores é meu primeiro livro
publicado, embora saiba que existam muitas histórias e, maravilhosas,
gostaria de sugerir que leiam esta história. Ela é simples, nada que não possa acontecer na vida real. Do início ao fim é apaixonante. Você sentirá raiva, amor, compaixão, você rirá com as situações e diálogos, torcerá por um ou outro personagem, chorará e no fim, vai querer mais… Todos que leram acabaram pedindo a continuação…Beijos Lilian.

Gente eu adorei as respostas e o livro é exatamente o que a autora fala, fica fácil se envolver porque os conflitos vividos pelos personagens são reais e também adorei a pitada de mistério, minha imaginação e paixão pelo sobrenatural já tinha começado a trabalhar. Quem viajou na maionese foi eu! rsrsrs
Agradeço novamente a paciência e gentileza da escritora  ao blog e desejo muito sucesso pois é merecedor!
Bjs

Marcia Lopes

Paulistana, bookaholic. Louca por livros de terror,Thriller psicológico, policial, jurídico... Mas não dispensa um bom romance. Também apaixonada por filmes e séries.

6 Comentários em “Entrevista com a escritora Lilian Reis

Trackbacks & Pings

  • [Resenha] A Garota de Treze – Lilian Reis – Mundo Literário :

    […] Lilian Reis é mineira de Belo Horizonte. Graduada em Letras. A autora afirma que seu objetivo é seguir seus grandes mestres literários e embrenhar-se pela literatura moderna e criativa. Jura que escreve com o coração na ponta dos dedos, que seu maior desejo é divertir o leitor e incentivá-lo a amar a leitura. E além de “Eu, meu pai e outros amores” Lilian também é autora de vários contos e para alegria de seus leitores não pretende parar de escrever.  Entrevista no blog  AQUI […]

    1 ano ago

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: