PUBLICIDADE

O Ovo, o Coelho e a Cruz

Feriado bate a porta e a Páscoa, tão esperada, já se aproxima. Esperamos muito, a sociedade espera, mas com motivações erradas e individualistas. Páscoa nos dias de hoje se resume apenas a ovos de chocolate, coelhinhos, caixinhas de bombons e coisas do tipo, colocando o foco central da Páscoa, que é a ressurreição de Cristo, em um lugar secundário e, muita das vezes, esquecido.
Conta uma história de uma menina muito novinha, que não conhecia o sentido da Páscoa. Seus pais não ligavam muito e sempre a ensinaram que a Páscoa era o dia que o coelhinho vinha na casa das pessoas colocar ovinhos de chocolate para tornar a vida das pessoas mais doce.
Eles, na verdade, acreditavam que esse era mais um dia inventado pelo comércio para arrancar o dinheiro das pessoas em cima de uma crença vã, por isso inventavam essas historinhas para alegrar a infância da garota.
A menina ganhava diversos ovos de chocolate dados pelo “Coelhinho da Páscoa”, bem como também caixas de bombons. Na escola, na última aula dada antes das comemorações, as crianças de sua escola ganhavam pequenos ovinhos de chocolate seguido de uma mensagem bem bonitinha e cuidadosa escrita pela professora.
Numa dessas aulas a menina conversava com uma criança bem humilde de sua turma. Ela disse assim para seu colega:
“ – Como eu gosto da Páscoa, no resto do ano eu nem como tanto chocolate assim, mas nesse período eu ganho muitos ovos e caixas de bombons. Acho que é a época mais doce da minha vida.”
A outra criança respondeu de maneira simples:
“- Eu não ganho muito chocolate, apenas aquele que meu pai me dá e que a patroa de minha mãe dá, mas tudo bem simples. Tem ano que eu nem ganho.”
A menina ficou triste por isso e perguntou se eles não comemoravam a Páscoa e a resposta foi imediata:
“- Sim! Comemoramos! Comemoramos a Jesus indo na igreja.”
Muitos não vão à igreja, mas a verdade é que a Páscoa é muito mais do que chocolates e coelhinhos que deixam ovos nas casas para tornar a vida das pessoas mais doce. Pode até ser que, por um momento, a vida se torne mais doce com os chocolates. É gostoso sim! Mas o mais importante é que Jesus ressuscitou e Ele nos dá uma vida doce para sempre, não apenas na Páscoa.
A Páscoa também é muito mais do que ir na igreja pra comemorar por comemorar. Cumprir o protocolo, como muitos dizem. A mensagem de Cristo é totalmente prática. Prática no sentido de que Jesus entra na nossa vida independentemente da nossa religiosidade nos fazendo conhecer o sentido verdadeiro das nossas vidas. E isso, de fato, pode acontecer dentro como fora de uma igreja.
A morte e a ressurreição de Jesus não é um fator religioso, mas sim um ato gratuito de Deus para com os homens. A Páscoa representa que Deus é acessível a todos nós de maneira plena e que Deus não é um carrasco, mas sim o ser criador de todas as coisas que nos ama tanto a ponto de nos dar o Seu filho tão amado.
A Páscoa é o momento de lembrarmos que Deus se revela a nós através do amor e que Ele não precisa ser provado ou comprovado. Enquanto muitos vivem preocupados se Deus existe ou não, eu me recordo de uma frase dita por um irmão presbiteriano bem velhinho que diz assim:
“- Deus não existe. Deus é e sempre será!”
É isso que importa. É simples! É isso que a Páscoa é!
Feliz Páscoa!!Wendel Philippe Braga – via Tumblr

Marcia Lopes

Paulistana, bookaholic. Louca por livros de terror,Thriller psicológico, policial, jurídico... Mas não dispensa um bom romance. Também apaixonada por filmes e séries.

2 Comentários em “O Ovo, o Coelho e a Cruz

  • Nossa menina que mensagem bonita, as pessoas comemoram o feriado e não o significado. Parabéns pela consciência! Feliz Pascoa!

  • gostei muito do resumo feito da Páscoa, onde as pessoas acham q a Páscoa é o de ovinhos de chocolate, o msm ocorre com o Natal onde as pessoas acham q é um velhinho de vermelho q nos da presente e bem na vdd é o nascimento de Jesus Cristo.
    Parabéns Marcia vc esta se saindo muito bem, bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: