PUBLICIDADE

[Resenha] Piedade – Jodi Picoult

Edição: 1
Editora: Planeta do Brasil 
ISBN: 9788576655527
Ano: 2011
Páginas: 368

Jodi Picoult é uma das principais autoras da atualidade. Seus livros têm encantado o público e formado fãs em qualquer país onde sua obra é publicada. Em Piedade,Picoult explora um tema polêmico e ao mesmo tempo, delicado: Quando amamos alguém, Podemos ultrapassar os limites da ética? Há um senso comum para definir o que é verdadeiramente essencial em um relacionamento?
Questões colocadas em um enredo apaixonante, com ritmo envolvente. Muito tempo depois de ter virado a última página, você ainda estará pensando nesta estória e questionando suas próprias crenças sobre amor e lealdade.

“Ainda que você consiga juntar todas as peças do seu coração quebrado, e mesmo que você acredite que pareça intacto, não há como voltar a ser a mesma pessoa que era antes de se machucar.”

 

Até onde você iria por amor? Que regras quebraria e que limites teria coragem de atravessar pela pessoa amada? É exatamente esse o tema de Piedade, o qual a autora conduz com maestria e extrema complexidade. Apresento a vocês Piedade.Ética, honestidade, honra, lealdade, amor. Esses são apenas alguns valores dos quais Cameron “Cam” MacDonald fora criado. Chefe de policia de uma pequena cidade em Massachusetts, Wheelock, que tem sido o lar de seus familiares por gerações, Cam sempre imaginou que sua vida era servir os cidadãos de Wheelock e defender a honra de seus ancestrais. Até que um dia Jamie, seu primo, aparece na cidade, dizendo ter matado a esposa. O que fazer diante disso? Cam prende Jamie sem delongas, mas sua esposa, Allie, estranha a prontidão de Jamie em se entregar. Mesmo amando incondicionalmente seu marido, Allie se vê aos poucos tomando partido contra Cam. Isso por que ela não conseguia entender como um marido amoroso e dedicado como Jamie pudesse cometer homicídio contra a própria esposa.

 

“Talvez devêssemos falar sobre isso: Sobre a sua partida. Você deve ter pensado que, partindo, ficaria livre; certamente você sabe que as coisas não são assim. mesmo que você se afaste da pessoa que a mantém por perto, se essa pessoa acreditar que você ainda é dela, você sempre será.”

O que ninguém sabia era que Maggie, esposa de Jamie, sofria de um câncer terrível, cujo começo foi na mama e infelizmente estava se alastrando. Um novo tumor nascia em seu cérebro e a qualquer momento um novo nódulo poderia vir a aparecer, em qualquer parte de seu corpo. Suas dores eram terríveis e maggie estava pensando em desistir, e só havia uma forma de terminar com a dor… E Jamie amava tanto sua esposa a ponto de matar ou morrer por ela. Literalmente. Nesse ínterim, Cam se vê em mais dúvidas, quando Allie contrata uma nova ajudante, Mia, para trabalhar em sua floricultura. A atração entre Cam e a misteriosa Mia é imediata e avassaladora. Um simples toque de Mia o fazia sentir coisas que nunca tinha sentido com Allie, e isso o faz entrar em um conflito de valores: Qual seria o verdadeiro amor? Aquele em que se questiona se deve ou não atender a um difícil e doloroso pedido de quem se ama? Ou aquele em que se cogita a traição?Um livro que examina todos esses sentimentos conflitantes beirando a insanidade. Uma coisa que sempre me surpreende nos livros de Judi Picoult é que ela consegue fazer você se sentir na pele do personagem. Você pensa o que você faria em seu lugar. Ela alterna os pontos de vista entre os personagens, o que leva você a defendê-los com unhas e dentes em um capítulo e em outro olhar de um ângulo completamente diferente. Em uma escala de 0 a 10 a nota é 8. Com certeza recomendo.

Lucas Rodrigues

22 anos, Leonino, Potterhead e escravo da literatura. Perdido no mundo das séries e filmes desde 93. Flertando com Stephen King, Namorando J.K. Rowling e uma crush lascada pela Jodi Picoult. Se me virem de cara feia por aí é fome.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: