PUBLICIDADE

[Resenha] A Filha – Jane Shemilt


Olá pessoal!
Esse é o primeiro romance de Jane Shemilt que assim como sua personagem é médica clínica geral e agora escritora. A autora já me conquistou com esse enredo instigante, viciante, tenso, mas também um “suspense” de angustiar e emocionar.

Sinopse
“A NOITE DO DESAPARECIMENTO
Ela me contava tudo.
A polícia, a foto dela. Isso vai ajudar.
Mas a foto não mostra como seu cabelo brilha como ouro sob o sol.
Ela tem uma pintinha bem embaixo da sobrancelha esquerda.
Ela tem um leve perfume de limão.
Ela rói as unhas.
Ela nunca chora.
Ela ama o outono, quis dizer aos policiais. Ela coleciona as folhas que caem, como uma criança. Ela é só uma criança.
POR FAVOR, ENCONTREM MINHA FILHA.”

UM ANO DEPOIS
Naomi permanece desaparecida. Jenny, sua mãe, está obcecada. A família se despedaçou.
Será que descobrir a verdade sobre Naomi é a única forma de salvar a família Malcolm?
Ou a verdade vai destruí-los de vez?

A narrativa nos é apresentada em capítulos intercalados em meses, (dias) horas antes e da mesma forma depois do desaparecimento de Naomi. Narrado por Jane, a mãe, que começa a questionar sobre a sua família e sobre que tipo de relacionamento tinha com os filhos ela como mãe e os “se” começaram a aparecer “seu eu ao menos tivesse dito” Se… “Quando foi que as mudanças aconteceram”? “Como deixei acontecer”?

Em seu desespero em encontrar a filha e manter a família unida, acaba descobrindo que há muitos que a família está desmantelada. Seus filhos Theo e Ed, os gêmeos, são como desconhecidos, ela sente que Ed a odeia, a culpa, mas culpa de que? Dar-se conta dos erros só agora é torturante. Thed é mais maleável, mais brincalhão, mas esconde algo. Ela só percebe isso agora depois que sua filhinha desapareceu.
Tudo que ela e o marido queria era criar filhos independentes.

Assim como ela Thed Malcolm também era médico, ambos sabiam que conciliar o trabalho e criar três filhos seria difícil, mas ela achava que tinham conseguido, até agora. Ahh, mas ela não podia estar mais enganada! Houve tantos incidentes que só agora ela via com clareza. Por isso não ia sossegar enquanto não descobrir o que aconteceu com Naomi.

As pistas apareciam, ora ela fora sequestrada, estuprada, fugiu.
14 meses depois Jenny soube, coração de mãe nunca se engana.

Eu  já imaginei inúmeros finais para esta história, queria muito que fosse diferente, mas ao mesmo tempo amei o final, diante dos fatos, sofrimentos, ausências o final desta história não podia ser diferente. Ter descoberto a verdade por trás do desaparecimento de Naomi para ela pode ser triste e cruelmente libertador, mas e para a família?

Bem, um amigo meu não gostou do final porque de certa forma continua um mistério, eu já achei que depois de termos estado dentro da alma de Jenny, dá pra entender sua decisão, mesmo que ela não nos diga com todas as letras. (risos)

Gente o livro traz uma reflexão bacana pois é através dos questionamentos da mãe desesperada para encontrar sua filha vasculhando dentro de si mesmo, acaba descobrindo o quão pouco se conhece, quanto mais a família que a cerca. Eu gostei muito, recomendo com certeza!

Aí, “Você Realmente Conhece a Sua Família?”

Compre agora!

Marcia Lopes

Paulistana, bookaholic. Louca por livros de terror,Thriller psicológico, policial, jurídico... Mas não dispensa um bom romance. Também apaixonada por filmes e séries.

12 Comentários em “[Resenha] A Filha – Jane Shemilt

  • Olá,
    Deve ser realmente angustiante perder uma filha e, ao mesmo tempo, ver-se perdida diante do afastamento e não conhecimento dos membros de sua própria família.
    Fiquei curiosa para saber esse final que você diz não poder ser diferente.
    Desconhecia a obra, mas quero fazer a leitura e ver Jane tentando solucionar a ambos os problemas.

    LEITURA DESCONTROLADA

  • Olá,
    Também não sei se gostaria de um final aberto. Foram poucos livros do tipo que gostei.
    http://euinsisto.com.br/

  • Oie
    nossa, adorei sua resenha e já quero ler, parece ser uma leitura agoniante diante os pontos que vc ressaltou, espero muito gostar e me emocionar

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

  • Fiquei intrigada, gente que enredo louco que família interessante *o* quero ler esse livro. Nunca conhecemos perfeitamente bem as pessoas kkk.

  • Olá Márcia!
    Gostei muito da sua resenha e achei o livro bem interessante. Acho que não leria no momento, mas vou anotar a dica. Não gostei do fato do livro todo já ser um mistério sobre um desaparecimento e no final ainda sim ficam mistérios.
    PS: Conheço bem minha família, até demais. hahaha
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

  • Olá!
    Não conhecia a autora, gostei da capa e do título. O modo narrativo também me pareceu interessante, com os capítulos intercalados, quero ter a oportunidade de ler.

  • Olá marcia, tudo bem?
    Confesso que não conhecia o livro, no momento eu não pegaria A Filha, livro de Jane Shemilt, apesar de parecer ser legal e nos levar para o campo da reflexão, estou com diversos livros para colocar em dia, frutos de parceria. Então vou anotar sua dica e quando aparecer um momento oportuno eu tento ler!
    Beijos

  • Olá tudo certinho?
    Não conhecia o livro e adorei a premissa do livro, me deixou um tanto curiosa, parabéns pelo livro hein!
    beijos

  • Cássia Pires
    1 mês ago

    Olá!
    Eu quero muito este livro e depois dessa resenha maravilhosa, só veio aumentar essa vontade. Sou apaixonada por esta capa, ela me conquistou desde a primeira vez que a vi.

  • Morgana Brunner
    1 mês ago

    Oiii Marcia tudo bem?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou meu interesse o quanto eu gostaria, mas fico feliz que tenha gostado dessa obra e trazido então para nós, ótima resenha.
    Abraços

  • Oii Marcia!
    A última frase que você colocou na resenha me tocou bastante, porém infelizmente não seria um livro que leria, mesmo adorando sua premissa, não vou anotar essa dica, vou passar dessa vez.
    Que sabe na próxima
    Obrigada pela indicação e o post ta bem legal!
    Abraços;**
    http://FebredeLivro

  • Olá Marcia, tudo bem?
    Tenho que concordar com você, esse livro me conquistou desde a sinopse.
    Menina do céu chega arrepiou. Quero muito saber o que aconteceu com a filha da Jenny e como isso vai influenciar na familia dela.
    Amei a dica
    Parabéns pela resenha.
    Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: