PUBLICIDADE

[Resenha] A garota do Calendário (Fevereiro) – Audrey Carlan

SINOPSE: Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal
Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil.
Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser…
Em fevereiro, Mia vai passar o mês em Seattle com Alec Dubois, um excêntrico artista francês. No papel de musa, ela vai embarcar em uma jornada de descobertas sexuais e lições sobre o amor e a vida que permanecerão com ela para sempre.

Olá pessoal, tudo bem? Eu sou a Erica a “garota do calendário” do MUNDO LITERÁRIO. (risos)
A resenha de hoje é A Garota do Calendário mês de fevereiro. Quem quiser ler a do mês de Janeiro clique AQUI

Chegou fevereiro, experiência nova, acompanhante novo. Excêntrico, “entendido do amor”, artista francês, mora em Seattle, Alec Dubois.

Ao conhecê-lo Mia se encantou com seu sotaque sensual e com seu corpo magnífico. Ele a contratou para ser sua musa, porém só pensava e falava em trabalho, pois tinha uma obra atrás da outra para entregar, mal dormia.
Mia por sua vez sentiu-se incomodada, mas aos poucos foi se entregando ao trabalho.

No contrato, havia uma cláusula mencionando que todo acompanhante, deveria proporcionar, roupas, sapatos, peças íntimas, etc. Mia notou que nesse caso, não havia, não gostou da ideia de ter que andar nua o tempo todo, mas o cara era apreciador nu artístico, para que roupas?

Os dias foram passando, os dois foram se conhecendo melhor. Alec começou a ensinar a Mia sobre o amor, ela por sua vez passou a avaliar sobre seus relacionamentos antigos.

O sexo entre os dois, era picante, envolvente, de uma forma que jamais aconteceu com qualquer outro parceiro, nem mesmo com Wes. A química que havia entre os dois era impressionante.

Mia não estava acostumada de ter aquele tipo de “transa”, geralmente quando transava, era selvagem, louco, ou algo sem graça, emoção como ela mesma avalia.

Através das duas experiências com seus “deuses”, percebeu que nenhum parceiro anterior sabia sobre sexo.

Alec, não transava, “degustava”, era paciente. Tudo sempre acontecia no momento certo, sem desespero. Sexo para Alec, era como tomar um bom vinho e apreciar um bom prato.

Gostei do jeito misterioso dele, mas não o achei interessante como homem. Não gosto de homens que mandam, determinam, ou algo do gênero. Fevereiro não me agradou tanto como janeiro, mas foi um mês bom.

Bjs e até Março! ♥

Erica Lopes

Me chamo Erica, tenho um filho de 8 anos que esta descobrindo a leitura e estou amando, não sou fanática, mas gosto de boas leituras. Sou formada, 35 anos, casada. E agora, por conta da minha prima-cunhada e também blogueira, comecei a resenhar, espero que dê certo.

12 Comentários em “[Resenha] A garota do Calendário (Fevereiro) – Audrey Carlan

  • Grazi Souza
    3 meses ago

    De tanto ler resenhas sobre essa série acabei me convencendo que quero ler xD

  • Olá…eu não curto muito esse gênero, mas já faz tempo que estou curiosa com essa série. Quero ler!

    Abraços

  • Oii, já vi esse livro um dia, mas o gênero não me chama muito atenção. Sou fã daqueles livros mais darks e mais tensos sabe?

    Beijos

  • Oii, já vi esse livro um dia, mas o gênero não me chama muito atenção. Depois da resenha acho que ele deixou bastante a desejar. Prefiro terror haha.

    Beijos

  • Eu sou fã dessa série mas o mês de fevereiro foi um dos que não me agradou tanto quanto eu esperava, justamente por esse jeito do Alec.

  • Olá, tudo bem? Nossa, super não curto Alec e o mês de Fevereiro, justamente pelo que você falou: a personalidade dele é condenável. E para piorar, para mim achei que a Mia piorou muito e não curti essa nova faceta dela. Não sei quando irei ler novamente a série, mas sei que não será tão cedo. Ótima resenha!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

  • Olá !!! É uma série que tenho curiosidade de ler. Gostei da sua resenha, bem direta. Espero ter a oportunidade em breve !!!
    super bjoooooo

  • Oi.
    Conheço a série, mas não é meu perfil de leitura, no geral, no gosto de livros com continuação e o estilo da narrativa também não me apetece.

  • A resenha que está maravilhosamente bem escrita! Parabéns! Mas a sugestão do livro eu passo. rs

  • Oi, eu não curto muito livros com essa temática, mas fico bem curiosa com os livros dessa série, mesmo eles parecendo um pouco repetitivos, sabe? Enfim, obrigada pela dica. Se algum dia eu ler, venho dizer o que achei. Beijos.

  • Interessante sua resenha, apesar de eu não ter lida nada dessa série. Meu estilo literário tende mais pro suspense, terror, psicológicos…
    Mas o bom mesmo é ler!!! Grande abraço.

    • Olá! Eu também amo terror, suspense, trilhars mas tô amando acompanhar a Erica com A Garota do Calendário, eu cheguei a ler até Fevereiro. rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: