PUBLICIDADE

{Resenha} Cinquenta Tons de Cinza – E L James

Autora: E. L. James
Tradutora: Adalgisa Campos da Silva
Editora: Intrínseca
Páginas: 480 páginas
Sinopse: Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja — mas em seus próprios termos.
Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso — os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família —, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos…

Christian Grey é o homem que toda mulher queria que a olhasse, atraente de todas as formas. Jovem, rico, lindo, simpático, realmente encantador. Anastasia Steele não podia imaginar que ele se interessaria por ela, não que se achasse feia, mas nunca se achou uma beldade, ela sempre se comparava à sua melhor amiga Kate com qual dividia um apartamento. Mas sim aquele homem cobiçado por muitas mulheres , estava interessado nela! Mas diferente de contos de fada, ele não era um príncipe , era atormentado pelos fantasmas da infância e com certeza sua personalidade controladora vinha de traumas causados nessa época.

A história deles se desenrola num clima de tensão sexual irresistível , os dois não conseguiam se controlar e daí surge uma série de primeira vezes, para Ana seria a primeira transa, para Grey quebra de regras e mesmo antes que Ana assinasse aquele enorme contrato, onde ela daria total poder a ele sobre ela com total obediência o submisso aceita ser amordaçado, mordido, surrado e o que mais o dominador quisesse , Ana ainda não tinha certeza se ela conseguiria ,e ele se viu fazendo coisas que nunca tinha feito com outras mulheres, coisinhas simples como dormir com elas.Para Grey Ana era diferente e para sua incredulidade com ela ele queria mais que apenas uma submissa, porém o controlador sr Grey não conseguia dominar seu desejo de controlar.

Christian Grey fora iniciado à pratica de BSDM “Bondage,Disciplina,Dominação,Submissão, Sadismo e Masoquismo” aos 15 anos por uma mulher mais velha e a narrativa deixa entrever que há muito por trás dessa história e da história de sua família biológica, Grey nunca namorou , sempre teve submissas e depois que conheceu Ana sua vida virou uma bagunça.

Ana a principio temerosa com medo da dor,mas muito excitada com as sensações extremamente prazerosa que a relação lhe causava se entrega por um tempo, porém emocionalmente se sente um caco e por fim numa situação humilhante para ela e reconfortante pra Grey , ela percebe que está apaixonada demais pra continuar…

Bom se você é uma pessoa sensível, não vai gostar do linguajar desse livro, que é de baixo calão, de erótico , em meu ponto de vista não tem nada, é pura pornografia mesmo. a narrativa é cansativa , com muitas cenas repetitivas , eu particularmente já estava cansada de ouvir ela falar de sua deusa interior , os olhos cinzentos dele e a frase de “não morda os lábios Ana.”

Na adolescência fui leitora compulsiva de romance de banca, e digo que alguns são mil vezes melhores que Cinquenta Tons, inclusive nas cenas hot. Mas sim, concordo que você lê esse livro por querer saber , o que teria acontecido ao Grey pra ele ser assim e não nego que o livro me divertiu , tem diálogos e brincadeiras espirituosas entre os dois , adorei , os e-mails que eles trocam, bom pra ser sincera são as únicas vezes que eles conseguem manter uma conversa.

Enfim eu achei que mesmo a narrativa sendo realista do ato sexual e ser o diferencial do livro, foi feito muito barulho,o que serviu à intenção do comércio editorial , foi record de vendas. Mas se você é fã de romances clássicos não crie nenhuma expectativas sobre esse livro e tenha a mente aberta. Eu diria que esse é um livro que não faz falta, mas não ilegível.


Pra quem gosta de capas, a capa é linda, título em relevo e textura macia parecendo borracha, muito gostoso de tocar e com ótima diagramação e a cor do papel impresso amarelado, bom pra quem tem um probleminha pra enxergar, pois o papel branquinho incomoda muito.
Bom pessoal é isso, Bjs!

Marcia Lopes

Paulistana, bookaholic. Louca por livros de terror,Thriller psicológico, policial, jurídico... Mas não dispensa um bom romance. Também apaixonada por filmes e séries.

8 Comentários em “{Resenha} Cinquenta Tons de Cinza – E L James

  • Em minha humilde opinião, nenhum livro é lixo. Existem histórias boas, outras bobas, outras nem tão boas. Não devemos ser tão arrogantes assim, a ponto de esquecer a dedicação do autor, o carinho que ele sente por aquele"filho". Trata-se de respeito por alguém que dedicou seu tempo a uma coisa que ele achou importante. É minha opinião. Mas quem sou eu, né? Beijos.

  • Lixo, esse livro é lixo! Não precisei nem terminar de ler para saber disso.Não é ertico, zero (0) pra fantasia da autora, mal escrito, mas realmente quem compra livro pela capa, então tá a capa é bonitinha e a qualidade continua sendo ótima como todos os livros da Editora. Achei sua resenha super legal, mas pelo que percebi vc estava louca pra falar o que eu falei , não estava? Que o livro é um LIXO!kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Eu fiquei curiosa! rs É tantos comentários que aguçou mais rsrsrs

  • Eu não tenho curiosidade pra ler esse livro, todas as resenhas que leio de pessoas que confio, sabe colunista de blog que não tá fazendo média pra editora, a maioria deixa nas entrelinhas que o livro é um lixo, então pensei , com tantos livros que tenho pra ler , não vou perder meu tempo com esse.:)

  • Obrigada Gente! ^?^

  • MELHOR RESENHA EXISTENTE!!!
    Ri muito com a honestidade que a Márcia descreveu esse livro, que pra mim é praticamente isso.
    Parabéns pela resenha e a honestidade que teve toques de bom humor!
    Bom trabalho mundo literario.

  • Independente do que falam, eu tenho que ler esse livro nem que for pra poder dizer era um lixo mesmo! Ótima resenha!

  • Eu não resisti e li esse livro e concordo com você , não sei por que tanto barulho, se no carnaval a putaria é pior! Amei sua resenha! bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: