PUBLICIDADE

[Resenha] Em Águas Sombrias – Paula Hawkins


Olá Pessoal!
Paula Hawkins mais uma vez nos presenteia com uma estória que permeia fenômenos emocionais causados pela nossa mente trazendo com isso vários fantasmas do passado entrelaçado com personagens secundários tão intensos quanto da protagonista.

A estória não passa de um caso policial para ser resolvido. Suicídio ou assassinato? Apenas isso, mas nem tudo é o que parece. Bem, descubram lendo.

O que pega o leitor de jeito são as estórias do passado, do lugar, de seus habitantes. TODOS tem segredos que não desejam relembrar e muitos menos que sejam revelados e no final é vida que segue.

SINOPSE
Cuidado com superfícies muito calmas, nunca se sabe o que pode haver embaixo delas. Da mesma autora do best-seller internacional A garota no trem Nos dias que antecederam sua morte, Nel ligou para a irmã. Jules não atendeu o telefone e simplesmente ignorou seu apelo por ajuda. Agora Nel está morta. Dizem que ela se suicidou. E Jules foi obrigada a voltar ao único lugar do qual achou que havia escapado para sempre para cuidar da filha adolescente que a irmã deixou para trás. Mas Jules está com medo. Com um medo visceral. De seu passado há muito enterrado, da velha Casa do Moinho, de saber que Nel jamais teria se jogado para a morte. E, acima de tudo, ela está com medo do rio, e do trecho que todos chamam de Poço dos Afogamentos… Com a mesma escrita frenética e a mesma noção precisa dos instintos humanos que cativaram milhões de leitores ao redor do mundo em seu explosivo livro de estreia, A garota no trem, Paula Hawkins nos presenteia com uma leitura vigorosa e que supera quaisquer expectativas, partindo das histórias que contamos sobre nosso passado e do poder que elas têm de destruir a vida que levamos no presente.

Eu não vou ficar aqui falando da Kate a garota que cometeu suicídio e do suposto “suicídio” da Nell (nossa protagonista morta)que esmiuçou a vida das pessoas quando resolveu escrever um livro contando sobre as mortes das mulheres no rio.
É muito gostoso de acompanhar os motivos, emoções das lembranças que cada um daquela cidade quer manter preservados e a Nell não tinha nada que remexer o passado fazendo com que cada um se perguntasse,porém, ninguém ousaria responder. (nem para si mesmo).

Jules a irmã mais nova de Nell quando chega na cidade também começa a relembrar o passado, sua mente ainda está presa de quando era uma garotinha julgando que sua irmã era uma pessoa cruel, porém, duvida que ela tenha se matado.
Os personagens secundários são tão cheio de mistérios e reféns de sua própria mente quanto Jules e nos deixa super grudados no livro e o final me surpreendeu.

Eu amei e recomendo com certeza.

Compre agora!

Marcia Lopes

Paulistana, bookaholic. Louca por livros de terror,Thriller psicológico, policial, jurídico... Mas não dispensa um bom romance. Também apaixonada por filmes e séries.

12 Comentários em “[Resenha] Em Águas Sombrias – Paula Hawkins

  • Eu amei a escrita da autora em A Garota no trem, mas eu fui lendo resenhas negativas desse livro e fui perdendo o interesse na leitura. Quem sabe mais pra frente.
    http://www.belapsicose.com

  • Esse livro está meio que dividindo opiniões, né? Já vi gente que amou, já vi quem odiou… Não sei se é meu estilo de leitura, mas pode ser que um dia dê uma chance.
    Beijos
    Mari
    http://www.pequenosretalhos.com

  • Oi Marcia. Tudo bom? Eu amei A Garota no Trem. Tanto o livro quanto o filme. Está na minha lista de leitura esse livro. Namoro ele desde o lançamento. Parabéns pela resenha. Beijão. 😊

  • Eu estou com os dois livros da autora aqui para ler, e estou adorando acompanhar os comentários positivos e negativos, cada vez fico com mais vontade de ler.E vou começar por Em Águas Sombrias. o/

  • Oi, Márcia!
    Eu não li A Garota do trem, por isso não tinha ligado o nome da autora antes. rsrs
    Mesmo assim, cheguei a adquirir esses dois livros. Acredito que vou acabar lendo os dois antes do fim do ano. Sua resenha ainda me motivou a começar com esse novo livro do que com o primeiro. Veremos!
    Bjos!
    Por essas páginas

  • Morgana Brunner
    1 mês ago

    Esse livro me deixa confusa, tem muito mistério que me deixa afoita para saber querer descobrir o quanto antes, quero ler e principalmente por ter água no meio, uma das minhas cenas favoritas.
    Beijinhos

  • Oi Marcia,não li nada da autora ainda, mas leio boas opiniões sobre o trabalho dela. Gosto de enredos que mexem com a mente do leitor.
    Bjs, rose

  • Oi Marcia! Acredita que eu ainda não li A Garota do Trem? E você conseguiu aumentar a minha lista de livros para ler com mais um livro da Paula! Que resenha maravilhosa e ainda de uma gênero que eu amo. Fiquei super curiosa pra descobrir todos esses mistérios.
    Beijos

  • Marcia, parece ser uma história muito instigante de acompanhar.
    Mas infelizmente eu não gosto de policiais, então passo essa dica. ^^

  • Lara Torch
    1 mês ago

    amei a sua resenha, já tem um tempo que eu queria ler, mas estava em duvida obrigada pela publicaçãon isso ajudou bastante na minha escolha sobre ler ou não ler o livro.

  • Andrea Morais
    1 mês ago

    Achei muito legal a premissa dessa história! Essa questão de assassinato, suicídio, cidades cheias de segredos entre os moradores, tudo isso é muito atraente e me fez lembrar do enredo de Branca de Neve tem que morrer, porém, esse romance policial começou muito bem e terminou bem péssimo, espero que, para mim, não seja esse o caso com Em Águas Sombrias porque ele parece maravilhoso! =D

  • Camila de Moraes
    1 mês ago

    Olá!
    A Paula tem um jeito bem peculiar de dar um nó na mente dos leitores né com todo esse mistérios e suspense até descobrirmos exatamente como se deram as coisas. Fiquei assim em A garota do trem. Estou bem curiosa pra essa leitura que será uma das próximas.
    Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: