PUBLICIDADE

[Resenha] Identidade Roubada – Chevy Stevens

SINOPSE: Era para ser um dia como outro qualquer na vida de Annie O’Sullivan. A corretora de imóveis levanta da cama com três objetivos: vender uma casa, fazer as pazes com a mãe e não se atrasar para o jantar com o namorado. Naquele domingo, aparecem poucas pessoas interessadas em visitar o imóvel. Quando Annie está prestes a ir embora, uma van estaciona diante da casa e um homem sorridente vem em sua direção. A corretora tem certeza de que será seu dia de sorte. Mas o inferno está apenas começando. Sequestrada por um psicopata, Annie fica presa durante um ano inteiro em um chalé nas montanhas, onde vive um pesadelo que deixará marcas profundas.

Olá pessoal!

Gente que enredo mais louco! Com umas reviravoltas e um final que me surpreendeu, esperava qualquer coisa menos que o motivo do sequestro fosse tão pequeno, tão idiota, tão ridículo e que quase acabou com a vida da protagonista. Fiquei tipo assim: Anh??? Que loucura!

Mas o fato do livro ter um suspense que me prendeu, confesso que não senti nenhuma empatia pela Annie, a achei controversa, a Annie que viveu com David (o sequestrador) é muito diferente dessa que nos conta a história através de suas sessões com a terapeuta.

O fato é que Annie viveu refém de David por um ano, sofrendo estupros, humilhações, privações e terror psicológico.
Quando conseguiu se libertar sua vida virou um inferno à imprensa e produtores de cinema não a deixavam em paz. Fora o trauma, ela não conseguia dormir se não fosse dentro do armário. Não conseguia se relacionar mais com as pessoas, nem com sua melhor amiga e nem com seu noivo. (ex noivo).

Então, ela resolve fazer terapia com a condição da terapeuta não lhe fazer perguntas, só ela falava e é assim que conhecemos a história de Annie.

Mas o surpreendente desse enredo é que as coisas não terminam mesmo depois do seu sequestrador morto, ela sofre nova tentativa de sequestro. Quem estará por trás disso tudo? A única certeza que ela tem é que não deve confiar em ninguém (ou não confiar em que deveria) rá!

Bem gente, eu gostei, mas não terminei 100% satisfeita.
E vocês já leram? Gostam de enredos assim?
Bjs

Compre agora!


Marcia Lopes

Paulistana, bookaholic. Louca por livros de terror,Thriller psicológico, policial, jurídico... Mas não dispensa um bom romance. Também apaixonada por filmes e séries.

19 Comentários em “[Resenha] Identidade Roubada – Chevy Stevens

  • Literaturizar
    7 meses ago

    Olá, como vai?
    Particularmente gosto muito de Suspense e pelo que pude perceber,a obra Identidade Roubada nos relata exatamente isso.
    Sequestros no enredo prendem bastante minha atenção! Devido a isto acredito que me darei muito bem com a obra!

  • Olá, tudo bem?

    Confesso que não tinha conhecimento ainda a respeito de ‘identidade roubada’ e fiquei bastante curiosa a respeito das suas percepções.

    Geralmente gosto muito de enredos “surpreendente” o que me cativou 100% nesta obra!

    Obrigada pela dica (:

  • Olá tudo bem ? Espero que sim, Gostei bastante deste site, os artigos tem muitas informações interessantes e é bem explicado, muito bom este site.

    Parabéns !!

    Visite Meu Blog : http://www.bismaxongravacoes.com.br/

  • Olá, tudo bem? Confesso que achei a história meio confusa. Como assim o sofrimento dela não termina com a morte do sequestrador? SOCORRO. Gostei da premissa e essa questão de suspense me deixa inquieta. Dica anotada e ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

  • Esse negócio do motivo do sequestro me lembro o livro Garota perfeita, já leu?

  • Ou Márcia,faz tempo que li este livro, que aliás, ganhei de aniversário. Gostei do enredo, e não achei estranha a Anne, achei que a personagem ficou bem construída por conta do processo que ela estava sofrendo. Imagine ficar presa 1 ano a mercê de seu algoz.
    Bjs

    • Não sei, ela não me convenceu muito não, não consegui me simpatizar com ela depois que saiu do cativeiro, ficou uma personagem muito forçada! rsrsr

  • Marcia, que história mais doida.
    Confesso que sua resenha me deixou bem curiosa.
    Que pena que você não ficou 100% satisfeita.

  • Olá !!! O livro parece ser bem interessante. Ainda não conhecia mas fiquei bastante curiosa. Ficou ótima sua resenha. Vou anotar a indicação, espero ler em breve, bjo

  • Oi, tudo bem?
    Nossa! Que enredo! Eu ainda não conhecia o livro, mas já fiquei curiosa pra saber quem é responsável pela nova tentativa de sequestro!
    Bjs

  • Já ouvi falar desse livro, mas na época acho que não estava na vibe e acabei deixando passar batido.
    Que bom que o reencontrei por aqui, para poder adicioná-lo ao Skoob!
    Sempre falam muito bem da história e eu gosto da temática.

    Beijos! 🙂

  • Meus deus do céu! adoreiiii!! Vou super adquirir depois dessa sinopse maravilhosa. Adoro livros com mistério.

  • Esse tipo de trama não costuma me interessar, mas fiquei curiosa para ler. Pelo que vi na sua resenha eu acho que o ex-noivo pode ter tentado sequestrá-la novamente, mas não sei, pode ser que eu esteja errada.

  • Morgana Brunner
    7 meses ago

    Oiii Marcia, tudo bem?
    Menina eu realmente não conhecia esse livro e confesso pra ti que me senti atraída pela indicação, é sempre um gênero que gosto de ler e sei que seria uma ótima pedida para mim neste momento. Ótima resenha e indicação querida.
    Beijinhos da Morgs!

  • Camila de Moraes
    7 meses ago

    Olá!
    Nossa que louco enredo hein!
    Imagina mesmo dps de tudo ainda passar novamente pela mesma situação do ano anterior.
    Não sei se leria apesar de adorar suspense essa Annie parece mesmo ser bem enjoadinha.
    Gostei bastante das suas considerações!
    Beijos!

  • A terapeuta é Psicanalista? Bom, o enredo parece bastante interessante, me fez recordar, a parte de ela dormir no armário, um vivência de um amigo psicólogo junguiano com moradores de rua, o rapaz fazia a terapia para voltar a dormir na cama, levou seis meses. Agora, essa nova tentativa de sequestro que ela sofre foi que me deixou um pouco pé atrás.

    • Sim Lilian a terapeuta é psicanalista mas só serve de apoio para que conheçamos a história. E esse seu pé atras faz sentido, eu achei que a autora fugiu um pouco do que se propôs no começo. Mas mesmo assim é uma leitura razoável! rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga - me