PUBLICIDADE

[Resenha ] A Menina de Vidro – Jodi Picoult

Comprar

Editora Verus
SBN: 9788576861379
FORM: 16 x 23 cm
PÁGS: 529
PREÇO: R$ 34,90

Sinopse:Até onde você iria para garantir o futuro de um filho? Quando Willow nasce com osteogênese imperfeita, uma doença grave que a faz ter ossos extremamente frágeis, seus pais, Charlotte e Sean, ficam arrasados – a menina vai sofrer centenas de fraturas ao longo de sua existência e ter uma vida de dor. Se ela casualmente tropeçar e cair, pode ter uma fratura exposta e passar os seis meses seguintes numa tala ortopédica que envolve metade de seu corpo e a impede de andar. Depois de anos de cuidados constantes com Willow, sua família está à beira da falência. Até que uma dupla de advogados oferece a Charlotte uma oportunidade de salvação: processar sua obstetra por nascimento indevido – ou seja, por não ter diagnosticado a doença de Willow cedo o bastante para que sua mãe pudesse optar por um aborto. A indenização pode assegurar a Willow um futuro tranquilo, mas para consegui-la Charlotte tem que processar a dra. Piper Reece, sua obstetra e melhor amiga – e afirmar perante o júri que gostaria que sua filha nunca tivesse nascido… Profundamente tocante, ‘A Menina de Vidro’ nos leva ao coração de uma família ligada pela tragédia, pela vontade desesperada de impedir que seus laços se rompam e, acima de tudo, pela imensa capacidade de amar. Com a graça e a sabedoria que a tornaram famosa, Jodi Picoult nos oferece neste livro uma história inesquecível sobre a fragilidade da vida e até onde estamos dispostos a ir para protegê-la.

Willow nasceu com OI (Osteogênese Imperfeita) a qualquer batida ou esfôrço físico seus ossos se quebram , no útero teve sete fraturas e ao nascer mais quatro que lhe perfurou o pulmão , quando massageada para que seu coração voltasse a bater. No entanto Willow é uma menina calma , meiga , sabe aquele ser humano perfeito em espírito? Assim é ela, o que não pôde se exercitar em músculos o fez com seu cérebro , aprendeu a ler com dois anos de idade e vive fazendo citações sobre tudo que lê na internet e nos livros.
Durante o crescimento de Willow seus pais entre altos e baixos financeiramente conseguiram suprir as necessidades da menina,mas sua mãe pensa mais a frente, sabe que ela sempre dependerá de alguém e precisa garantir-lhe o futuro, nem que para isso se torne a pior pessoa da espécie humana aos olhos de todos (e o pior ) aos olhos de sua melhor amiga, suas filhas e seu marido, quando decide dizer a todos no tribunal que sua filha não deveria ter nascido.
Charlotte uma mulher reservada, simpática e antes de saber do diagnóstico da doença durante a gravidez, trabalhava como confeiteira, extremamente talentosa e com futuro promissor na culinária , parou de trabalhar e sua vida é totalmente voltada para a filha e por vezes esquecendo da mais velha que teve quando solteira e que Sean seu marido adotou quando eles se casaram e a considera tanto quanto considera Willow. E não faz a menor ideia que ela também está precisando de ajuda, vivendo a sombra da irmã rouba objetos em lojas , se corta, come e vomita e graças a sua mãe não tem nenhum amigo.
Sean é policial respeitado e até o processo movido pela sua esposa se considerava um bom marido e bom pai, será que estava errado ? Como Charlotte tem coragem de dizer que abortaria se tivesse sido diagnosticado antes! Mesmo a amando não consegue a entender e as coisas só vão se complicando cada vez mais e as emoções sufocando todos os envolvidos. 
E nesse enredo de conflitos que é narrado com os personagens descrevendo os fatos desde o nascimento até o julgamento diretamente para Willow e só vamos saber o que ela pensa no último capítulo o que dá um clima de leve suspense. A cada capítulo uma receita culinária expressando a emoção do momento.
O livro é de tirar o fôlego ,ao mesmo tempo comove e inquieta, de leitura fácil, boa diagramação e final surpreendente.
Todas as vezes que leio uma obra de Jodi Picout fico sem saber o que pensar, ela consegue expor aquele sentimentos que “escondemos” até mesmo de Deus. Em todos seus livros tem um assunto polêmico , quem já leu sabe do que estou falando.De seus livros já li O Pacto, Piedade e A Guardiã da Minha Irmã que deu origem ao filme Uma Prova de Amor , Picoult sempre põe o amor em prova até seu máximo limite e ao contrário dos poetas que “morrem” por amor , ela os “mata” por amor. Vale a pena ler!

Marcia Lopes

Paulistana, bookaholic. Louca por livros de terror,Thriller psicológico, policial, jurídico... Mas não dispensa um bom romance. Também apaixonada por filmes e séries.

4 Comentários em “[Resenha ] A Menina de Vidro – Jodi Picoult

  • Assim que comecei a ler a resenha, pensei logo que não leria esse livro. Pensei ser somente uma daquelas histórias com sofrimento em foco mas, aos poucos, percebi que há mais que isso nesse livro. Parece ser extremamente comovente e de uma força dessa mãe, tendo que passar por cima de princípios para dar uma qualidade de vida à filha. Deve ser uma leitura incrível!

    http://www.atraentemente.com.br/

  • Olá, Márcia.
    Esse parece ser um livro bastante forte e reflexivo, que certamente mexe com os sentimentos do leitor.
    É complicada a situação da mãe, mas de certa forma, ela tem razão.
    Abraços.

    Minhas Impressões

  • Eu tô bem chocado. Não tinha lido nada da autora mas essa história parece ser MUITO interessante, amei isso das receitas nos capítulos e o melhor de tudo é que a trama parece ser tão delicada. Uma mãe perdendo sua amiga pelo bem da sua filha, é uma atitude deplorável, todavia, será que não faríamos o mesmo no lugar dela? Uau! É apenas uao. Parece ser incrível.

    http://www.lendocomchuva.com.br

  • Nossa, o livro parece ser muito bom!

    Parabéns pela resenha…

    http://madminds.weebly.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: