PUBLICIDADE

[Resenha] Nem Tudo Será Esquecido – Wendy Walker


Olá Pessoal!
Mais uma resenha cujo tema não agrada ninguém, muito menos as mulheres (o estupro)
Achei a narrativa bem interessante, pois, parte do psicanalista, psiquiatra algo assim que antes nem cuidava do caso.
O fato é que ele (nosso narrador Alan) não entendia que Jenny não se comportava como uma garota que fora brutalmente estuprada por horas. Ela não se comportava como a “tal”  brutalizada.
Outra Coisa que o intrigava é que ela fora marcada como se fazem com gado.

O Psicopata que fez isso com ela tinha um motivo e precisava ser minuciosamente correto e a marcou com requinte. Fiquem atento a esse fato, não é por acaso e também não é spoiller.

Dr Alan parece ter um interesse anormal por esse caso e ainda mais quando descobre que para que ela não se lembre de nada a induzem a medicações usadas em soldados que sofrem TPT, são drogas que produz uma espécie de amnésia assim eles não se lembram do que aconteceu. Embora saibam o que lhes aconteceu.  Não concorda com esse método.

Ele acha esse tratamento muito errado e gostaria muito de trabalhar com Jenny fazendo com que ela se lembre de quem fez aquilo com ela, ou seja, reverter ação para que ela possa se lembrar de tudo. Afinal à cidade era basicamente uma comunidade e precisava ser protegida e ele me pareceu nada modesto em sua opinião como ótimo médico. (ironia)
Por fim ele consegue convencer a família a reverter a ação dos medicamentos o que a leva a momentos tensos, inesperados e perigosos e talvez o médico também precise ser tratado. Rá

Então começa a tratar em separado a família: Jenny, Tom e Charlotte e ainda faz seu trabalho voluntário em um presídio do qual tem muito orgulho e se sente satisfeito por ajudar quem nunca terá esse acesso médico “o psicanalista” . Ele costuma tratar de pessoas que fizeram o que aconteceu com Jenny (são doentes mentais e precisam de ajuda) Com isso adquire experiência, assim pensa ele.

Charlotte (a mãe) é considerada fútil, volúvel, tem vergonha do que pode acontecer com sua vida social depois de tudo que acontecera em sua família.

Aos poucos Alan descobre como fora sua infância que não fora nada fácil e também outros segredos relevantes ao nosso caso.
Tom (o Pai) Controlado pela mulher e embora não concorde com as decisões dela não faz nada para mudá-las. Um fraco e também descobriremos (seus) traumas durante as sessões.

Não Vou me estender as conversas de Alan com Jenny e nem com seus pacientes “por obra de caridade”, porém, lhes digo que o doutor Alan jamais dirá como é fácil controlar uma mente traumatizada por ações ou por atos e muito menos por somente pensar que esses atos possam ser verdades.
Julgar pessoas é fácil, mas ele soube o que é estar nessa posição mesmo que só criado pela mente dele. Ele pensava que conhecia bem as pessoas, afinal esse era o trabalho dele, mas sofrerá uma enorme surpresa.
Nunca saberemos do que somos capazes, até que sejamos. Achei essa forma de narrativa muito interessante. Não é o melhor suspense que já li, mas diferente. Eu gostei.

Todo o enredo é contado sob a perspectiva do Dr Alan e o final não poderia ser mais inesperado e de certa forma acolhedor.
Acolhedor no sentido que graças a Deus somos passíveis de erros.
Somos humanos e temos todo o direito de errar, que fazer com isso? Não sei! Me diz Vocês?

Bjs

 

 

Capa comum: 288 páginas
Editora: Planeta; Edição: 1ª (15 de setembro de 2016)
Idioma: Português
ISBN-10: 8542208331
ISBN-13: 978-8542208337
Dimensões do produto: 23 x 15,2 x 2 cm
Peso do produto: 399 g

 

Marcia Lopes

Paulistana, bookaholic. Louca por livros de terror,Thriller psicológico, policial, jurídico... Mas não dispensa um bom romance. Também apaixonada por filmes e séries.

10 Comentários em “[Resenha] Nem Tudo Será Esquecido – Wendy Walker

  • Porre de Leitura e Livros
    2 semanas ago

    Olá! Tudo bom?
    Eu não conhecia o livro, foi a primeira vez que ouvi falar nele, não é um assunto muito agradável para se ler, contudo fiquei sim curiosa e com vontade de saber mais sobre essa narrativa.
    Beijos, Joyce de Freitas.

  • Rayanni Araujo
    2 semanas ago

    Olá, tudo bem?
    Eu adorei a sua resenha, fiquei bem curiosa sobre esse livro quando o vi, mas não tinha lido nenhuma resenha até então, e realmente fiquei curiosa para realizar a leitura o quanto antes.
    Obrigada pela dica, um beijo.

  • Amanda Caldas
    2 semanas ago

    Hey!
    Realmente não é um assunto que nos agrade, particularmente não gostei da forma como a trama foi criada, acredito que não será uma leitura da qual eu vá aproveitar então irei passar a dica.
    Beijos.

  • Esse é um tipo de leitura que acredito o leitor deve estar preparado emocionalmente para fazer. O tema é delicado e deve ser discutido com cuidado.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

  • Oi Márcia! Tão complicado esse tema, né? Não lido bem com histórias sobre estupro, é algo que fica na minha cabeça… eu acho importante discutirmos e entendo que a intenção seja mesmo incomodar, chocar, afinal é algo realmente brutal e cruel. Mas acho que por pior que seja a experiência, nada deveria ser esquecido. Nossas memórias são um enigma bem embaralhado e acho que esquecer qualquer experiência pode ter várias consequências. Gosto muito dessa coisa mais a nível subjetivo, que nos faz refletir. Boa indicação. Beijos.

  • Tô com esse livro na estante, minha amiga leu e me incentivou a fazer a leitura o quanto antes.
    Estou bem curiosa pra conferir essa experiência que induz a amnésia.
    Beijos

  • Morgana Brunner
    3 semanas ago

    Oiii Marcia tudo bem?
    Fiquei bem interessada em ler esse livro, é um tema realmente forte e triste para nós mulheres que deve ser valorizado e debatido pela sociedade, ótima resenha e quero ler.
    Beijinhos

  • Um livro desses que incomoda o leitor e te confesso: gosto de livros assim.. Mostram a história nua e crua e como ás vezes a realidade choca.
    Lembro um pouco o livro Se eu Morrer antes de você que trata de violência contra mulher.
    Um ponto legal do livro é que ele mostra a mãe da protagonista e o pai que é controlado por ela.
    Preciso ler esse livro.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: