PUBLICIDADE

[Resenha] O Inquilino – Roland Topor


Olá Pessoal!

O Inquilino de Roland Topor é um livro curto de leitura rápida, porém, que deixa o leitor por tempo impressionado.
O que causa terror são as sensações que temos durante a leitura, apreensão e claustrofobia, enquanto sente o medo que permeia o protagonista sente também medo por ele e se pergunta o tempo todo o que daqueles acontecimentos são reais?
É um emaranhado psicológico tão perfeito que chega se acreditar que o personagem principal é o próprio leitor. Rá (a louca)

SINOPSE: Era um apartamento pequeno e antigo, mas Trelkovsky o alugou… embora a antiga moradora se tivesse jogado da janela numa dramática tentativa de suicídio… embora ele sentisse a sua presença – e a sua loucura – impregnadas naquelas paredes velhas e úmidas… embora a mulher morta ainda vivesse naquele apartamento. Uma pessoa medrosa ou supersticiosa não o teria alugado, mas Trelkovsky arriscou tudo e agora era o inquilino.

Trelkovsky é um rapaz tímido, educado que após ser despejado de sua antiga casa, aceita a indicação de um amigo sobre um apartamento vago. Mesmo sabendo que a antiga inquilina Simone Choule, havia tentado o suicídio se jogando da janela ele optou por alugar e até entrou numa negociação minuciosa com o senhorio.

Logo percebe que seus vizinhos são bizarros, tem verdadeira obsessão pelo silêncio, a qualquer barulho eles batem na parede e a coisa ficou torturante após uma festinha que ele deu no apartamento.
A partir desse dia as coisas começaram a ficar macabras, Trelkovsky achou atrás do guarda-roupa um dente incisivo, em outra ocasião entrara em sua casa e reviraram tudo, lixos que desaparecem misteriosamente das escadas, uma loucura

De repente Trelkovsky começa realmente a enlouquecer, desenvolve uma obsessão por Simone Choule e começa a pensar que os moradores possam ter levado a antiga moradora a se matar e quer fazer o mesmo com ele. Daí por diante queridos leitores nada parece ser real e o final é surpreendentemente confuso, sombrio e aterrorizante.

Para quem curte um bom terror este é leitura obrigatória.

Vale aqui lembrar o grande Roman Polanski e sua trilogia Apartamentos com os filmes  ” O Inquilino” ( Roland Topor) “O Bebê de Rosemary” ( Ira Levin)  e  “Repulsa ao Sexo” os três engloba o tema  apartamento e a claustrofobia.

 

Marcia Lopes

Paulistana, bookaholic. Louca por livros de terror,Thriller psicológico, policial, jurídico... Mas não dispensa um bom romance. Também apaixonada por filmes e séries.

16 Comentários em “[Resenha] O Inquilino – Roland Topor

  • Oi Márcia, sua linda, tudo bem?
    Embora o suspense em saber se foi tudo real ou se não estava apenas na cabeça do personagem me deixe curiosa, eu sou medrosa, não tenho o costume de ler livros de terror, prefiro aqueles mais voltados para investigação. Por isso vou passar a dica. Ms gostei da sua resenha.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

  • Carolina Ramires
    4 meses ago

    Olá!
    Eu gosto muito de livros de terror, mas nunca acabo lendo porque morro de medo, mesmo a obra parecendo super boa. Eu deixei essa dica anotada, e para quando eu estiver me sentindo mais corajosa, com certeza é uma ótima pedida.
    Beijos.

  • Olá Márcia, tudo bem?

    Eu gosto de livros de suspense e terror. Sobre o Inquilino, eu não conhecia, parece ser interessante. Gostei da sua resenha, dica anotada, quando tiver um tempinho vou ler esse livrinho!
    Bjs

  • Olá, não leio livros do genero, e apesar de saber que é uma ótima dica, meus medos não me deixam ler rsrs mas foi bom ver sua opinião sobre a obra!

    Bjs

  • Oie amore,

    Tenho uma certa dificuldade de ler em e-book, são pouquíssimos os que ainda consigo e me esforço pra ler.
    Esse pra ser sincera não me atraiu, então vou passar a dica dessa vez!

    Beijoka!!

  • Não curto terror não e socorro, só de pensar na ex-moradora que se matou morando lá com ele já senti arrepios… Rs… E final confuso e aterrorizante definitivamente não é pra mim…

  • Pelo visto é daqueles livros onde o leitor vira personagem, entrando dentro do enredo. Gostei e vou anotar a dica.
    Bjs Rose

  • Oiii
    Apesar de uma história muito interessante, eu não gosto de gênero (sou medrosa, oi) e tudo se resolveria facilmente se ele se mudasse. kkkkk

    Vícios e Literatura

    • kkkkkkk era o que eu pensava o tempo todo! Não só isso mas tbm quando ele se deu conta do complô contra ele, mas o interessante é que ao mesmo tempo tu se pega pensando ser coisa da cabeça dele rs
      Obrigada pela visita. Bjs

  • Não é com a temática de claustrofobia, mas me lembrou bastante de Aura, do Carlos Fuentes – te recomendo dar uma conferida, pode ser que tu te interesse! Achei bacana, gosto de terror e de histórias que deixam a pessoa intrigada.

    ;*

  • Que legal,Embora eu tenha bastante medo não conseguiria eu acho ler o livro srsrsrsrsr ;-; , Mas para o gênero que curtem é SUPER indicado mesmo boa resenha.

  • Nossa, eu não conhecia o livro mas acho que eu não o leria. Eu sou bem medrosa e não sei se conseguiria ler algo assim, tenho lido mais livros desse gênero e estou conseguindo,mas achei esse bem pesado.

  • Não gosto muito de ler livros desse gênero. Porém, quem sabe um dia? Afinal de contas, a história parece ser muito boa.
    Beijos
    Mari
    http://www.pequenosretalhos.com

  • Morgana Brunner
    4 meses ago

    Oiii Marcia tudo bem?
    Com toda certeza eu adoraria realizar a leitura desse livrinho, ainda mais diante do suspense que a obra traz em si e sobre o apartamento e suicidio, um dos assuntos que mais gosto e sempre procuro para ler.
    Beijinhos

  • Oi tudo bem?
    Não consigo ler livros desse gênero por motivos de: morro de medo, mas parece ser um livro muito bom para quem curte 🙂

    Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga - me