PUBLICIDADE

[Resenha] O Vulcão da Vaca Maldita – Leo Vieira

Maciço de Itaúna

O Vulcão da Vaca Maldita encerra a trilogia  Alecognição, mas não as aventuras de Galileo, o autor garante que haverá muitos livros ainda que poderão ser lidos aleatoriamente.

Em Alecognição – Livro 1: Galileo vive a aventura no mundo da imaginação, se vê parte de um jogo que envolve toda a humanidade… Seus brinquedos foram possuídos por espíritos demoníacos e tentam manipulá-lo através das brincadeiras, livros, contos de estórias infantis e etc… Mas muito esperto e com ajuda de Aristarco percebe logo as mensagens subliminares e desmantela sua primeira horogamia (Jogo dos Espíritos).Ver Resenha


Em Dimensão Boreal – Livro 2: Adolescente (15 anos) Galileo vive suas aventuras em um mundo psíquico, dessa vez sua mente está possuída e ele vive inúmeras batalhas para não deixar os demônios contaminar seu espírito com ideias atraentes para um jovem com os hormônios a flor da pele. (Risos) Esse livro é repleto de aventuras intensas e muito divertidas, é em Dimensão Boreal que ele se torna o  Príncipe Guerreiro  e desmantela a segunda horogamia. Ver Resenha
Agora Galileo é adulto, sabe de suas responsabilidade, essa horogamia é no plano físico e a mais difícil, há demônios e seitas de diversas formas espalhados por São Gonçalo e Galileo tem que estudar muito para poder identificá-los. Difícil  conciliar sua vida pessoal e profissional.
Galileo conhece Alene, uma moreninha adorável e logo firmam namoro e marcam para que ele conheça os pais da moça.
No dia do encontro quem o recebe é Tarcísio, o pai, que parecia mais preocupado com a TV que realmente conhecer o namorado da filha, um sujeito bacana pensou Galileo. Ah… mas a mãe Dona Graça que de graça não tinha nada! Antipática e ciumenta, Galileo percebeu logo que a sogra não o aprovava, até mesmo por sua religião – no decorrer do namoro ele descobrirá que sua sogra faz parte de uma seita e que também faz parte da horogamia. Alene corre perigo!
Fenômenos começam a acontecer bem abaixo do Maciço de Itaúna e Galileo começa sua estratégia de luta e aí que surge Colombo e Galileo se transforma em O Homem Pombo  para defender a cidade da união de três seitas que pretende dominar por completo São Gonçalo e derrotar Buphamat .
Buphamat é um demônio que faz parte da Martelaria uma da seitas envolvidas, ele precisa de ódio e sacrifício humano pra se manter fortalecido.
E para concluir sua missão, Galileo conta com a ajuda de Avaré e Gonçalo ambos demônios do primeiro jogo e por terem  perdido pra ele lhe devem obediência e conta também com seu velho amigo Aristarco De La Rue. É claro que com muito suspense e cenas fortes o nosso herói consegue vencer mais uma batalha, porém a horogamia está apenas começando.
Eu adorei essa história, me diverti com as peripécias de Galileo e aprendi muito a respeito de seitas… O fato de não fazer parte de uma não significa que não possa ser manipulado por elas. Dá medo! (Risos).
Lendo o trecho abaixo, alguém consegue identificar qual é a seita na realidade?

Sob a promessa de manter uma igualdade, lealdade e fraternidade entre os membros convidados, os martéis são selecionados e inicializados na seita, participando de seus rituais e comungando com seus segredos ocultos. Quando são selecionados, ganham alguns benefícios financeiros através dos três requisitos mais desejados pela humanidade: fama, fortuna e poder. Tudo é manipulado e quando o membro se torna totalmente integrado à “família”, o “irmão” acaba sendo morto, com a cabeça esmagada e seu sangue e cérebro são oferecidos à Buphamat, como sinal de vida e inteligência indo de encontro ao seu “pai”. Por muitas gerações, a Martelaria foi ganhando espaço e abrindo ramificações para outros membros distintos. Pág 6

Book Trailer
Apresentação
O Vulcão da Vaca Maldita é a continuação de Dimensão Boreal, que é a
continuação de Alecognição. Mais dez anos se passaram e Galileo, agora com
vinte e cinco anos, enfrenta a manifestação da horogamia física. Os demônios
restantes agora teriam essa oportunidade para atacar a cidade de São Gonçalo
usando métodos mais violentos e sacrificando vítimas humanas. Caberá agora
ao Galileo utilizar suas habilidades criativas, metódicas e calculistas para
desvendar todo o mistério que ronda
no seu município, a começar pela própria família da namorada. Muitos dos
personagens presentes também são os demônios que fazem parte da
horogamia apresentada em Alecognição.
Galileo completa vinte e cinco anos, estava recém-formado em teologia, tem
um bom emprego em uma ONG em São Gonçalo e estava apaixonado. Mas
não esperava que a partir do momento em que conhecesse a sogra, seria o
ponto de partida para uma nova trama, cheia de ação, aventura, suspense e
mistério.
Assim como em Alecognição e Dimensão Boreal, qualquer semelhança
apresentada não é mera coincidência. Os demônios existem e são anjos
decaídos e sua função realmente é desviar a humanidade do caminho da
salvação de Jesus Cristo. Eles são astutos e sorrateiros e utilizam os meios
mais didáticos, criativos, persuasivos, sensuais e até singelos para atrair e
desviar o maior número de almas. Nesta obra, através de possessões
demoníacas.
No livro, a troca dos nomes dos demônios e das seitas se deve ao fato de
ser baseado em atividades reais e para que o autor tenha liberdade para relatar
os fatos. A intenção é de relatar os acontecimentos por trás das “cortinas
espirituais”, que, infelizmente, continuam acontecendo sem que a maioria das
pessoas saiba a verdade, ou ignora. A partir daí, fica um desafio paralelo ao
leitor identificar os demônios e as suas respectivas seitas de atuação no mundo
e nas religiões e qual será a sua forma de ataque no livro.
O Autor
Niterói, 2011
Site para comprar o livro Editora Lexia
Visitem a página do livro no Facebook – Alecognição e Antro Literário
Visitem a página no Skoob
Na chaleira do Chá & Poesia

Marcia Lopes

Paulistana, bookaholic. Louca por livros de terror,Thriller psicológico, policial, jurídico... Mas não dispensa um bom romance. Também apaixonada por filmes e séries.

4 Comentários em “[Resenha] O Vulcão da Vaca Maldita – Leo Vieira

  • Oi Marciota!!!! Hei, interessante essa trilogia do Leo Vieira. ainda não tive a oportunidade de ler nada dele, mas suas resenhas são tão passionais, a gente percebe o quanto você gostou dos livros dele. A literatura nacional está com tudo. Sabe que nem ando lendo livros estrangeiros… Estou com uns livros nacionais tão fascinante na lista, que só esta sobrando tempo para os pratas da casa. dica anotada. bjoks
    Eykler

    http://www.aghridoce.blogspot.com.br

    • Oi Incra! rs
      Vale a pena é uma mistureba de estilos literários super bacana, e a criatividade do autor em relação as aventuras de Galileo ( personagem principal) quebra o terror… mas não a ideia.
      Obrigada pela visita. Bjs

  • Acredita que ianda não li nenhum livro do Léo Vieira? Pois é, não li mesmo. Pelo menos posso ler todos de uma vez rsrrs

    Bjs
    Jéssica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: