domingo, novembro 13, 2016

Leo Vieira - "Cante como os Pássaros"

"Cante como os Pássaros"
Esse conselho eu li e ouvi para um monte de alternativas. Significa que devemos viver sem esperar muita coisa de retorno.

Um pássaro não canta esperando receber aplausos, ou então ganhar visibilidade e respeito entre outras aves. Ou mesmo ganhar uma honraria acadêmica no mundo animal. Um pássaro canta porque é da natureza dele e assim ele se sente feliz, independente se irão apreciar ou não.

Em nosso meio literário, somos como vistosos e eloquentes pássaros em busca de espaço e público para ouvir o nosso canto. Porém nem sempre estamos dispostos a ouvir o canto do pássaro que está ao nosso lado. Isso porque queremos apenas cantar e ser ouvidos. Não queremos ouvir.

De qualquer forma, o que deixamos de por em prática é que quando nos importamos demais com coisas desnecessárias, abrimos mão de grandes momentos como esses: de ser público e de apresentar o nosso canto.

Escreva seus textos, apresente-os nos blogs, publique seus livros, disponibilize-os na rede, seja presente no meio acadêmico virtual, elogie um texto ou um livro que gostar de ler e o mais importante de tudo. Não deixe de "cantar como os pássaros".

Clique na tirinha para vê-la em tamanho completo.

[gallery type="columns" link="file" size="full" ids="4465,4599"]

48 anos até novembro, paulistana, louca por livros de terror, Thriller psicológico, policial, jurídico... Mas não dispensa outros gêneros. Também apaixonada por filmes e séries.

34 comentários :

  1. Perfeito para todo o drama que aconteceu essa semana, acho que as pessoas esquecem que às vezes, o boca a boca na internet ajuda bastante também. Adorei a analogia com os passaros

    bjos
    Pah
    Lendo e Escrevendo

    ResponderExcluir
  2. Olá =)
    Eu não conhecia esse ditado. Mas como sempre, gostei da sua dica e reflexão. Não podemos fazer as coisas esperando pelo reconhecimento de outros, devemos faze-lá e sentir orgulho de nós mesmo. Suas dicas São ótimas! Beijos'

    ResponderExcluir
  3. Obrigado, Pah. Nem estou muito por dentro do que ocorreu. Ultimamente, eu fiz uma limpa e removi muitas amizades literárias de conveniência. Mas um motivo para eu não me arrepender de tal atitude.
    Beijos,
    Leo Vieira

    ResponderExcluir
  4. Isso mesmo, Dayane. Viva, cante e faça o dia valer a pena.
    Beijos,
    Leo Vieira

    ResponderExcluir
  5. OOi Léo :)
    Bela reflexão!
    Gostei bastante do que disse. Concordo que não devemos fazer as coisas esperando aplausos. Amei a comparação com os pássaros!

    ResponderExcluir
  6. Obrigado, Catrine. O reconhecimento é consequência. E o tempo que levar, valerá a pena.
    Beijos,
    Leo Vieira

    ResponderExcluir
  7. Concordo, Márcia. Ótima mensagem!!

    "Não deixe de cantar como os pássaros". Pronto, ficou na minha cabeça haha

    Fala CR!

    ResponderExcluir
  8. Olá Leo,
    Adorei a postagem. É bastante comum vermos alguém pensando em fazer determinada coisa para receber seus méritos, sabe? É quase o mesmo do que criar um blog para "ganhar" livros ou qualquer outra coisa.
    Acho que precisamos fazer algo bom porque é intrínseco de nós não por esperar coisas dos outros.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Pois é, Bruna. E como tenho visto isso por aí...
    Garanto que se você passear por outras postagens minhas neste e em outros blogs, vai obter muitas informações legais. E além dos textos, ainda tem livro e tiras em quadrinhos. Assim que um material literário deve ser.
    Beijos,
    Leo Vieira

    ResponderExcluir
  10. Olá Leo!
    Muito bom o texto! Hoje as pessoas querem atenção e querem reconhecidas, mas nunca estão dispostas a reconhecerem o trabalho do próximo, só queremos mostrar o nosso canto. Gostei muito das suas palavras. Parabéns!

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Geeeeeeente a maior verdade do mundo que você respeita. Eu amei seu texto e vou defendê-lo. Ser escritor no Br é tenso mesmo, mas, mais tenso ainda é achar que só você merece ouvido.

    ResponderExcluir
  12. Obrigado, Tahis. O seu blog é muito bonito.
    Beijos,
    Leo Vieira

    ResponderExcluir
  13. Obrigado, Tayana.
    Beijos,
    Leo Vieira

    ResponderExcluir
  14. Achei seu texto muito reflexivo e verdadeiro. É muito difícil ser autor nacional, é pouca valorização, e como você disse, cada um só se importa consigo mesmo. :(
    Adorei mesmo seu texto, parabéns!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Leo, adorei o texto e apesar de discordar em parte do que você escreveu, acho que sim, devemos viver nossa vida independente de qualquer coisa. Bj

    ResponderExcluir
  16. Oi, Andressa. Em nenhum país o autor iniciante é valorizado. J.K. Rowling teve muitas recusas do Harry Potter. Walt Disney também teve portas na cara. A motivação de cada um deve estar acima de qualquer coisa negativa e empecilho.
    Infelizmente eu também não posso acompanhar o que cada colega publica. Esse é um os motivos pra eu me importar mais com pequenos textos em colunas e em tiras em quadrinhos. Assim todo muno pode acompanhar de relance, e nada passa despercebido.
    Beijos,
    Leo Vieira

    ResponderExcluir
  17. Oi, Gleyse. Obigado pelo comentário. Fique à vontade para discordar do que quiser. E não deixe de apresentar e compartilhar a sua arte e o seu sonho.
    Beijos,
    Leo Vieira

    ResponderExcluir
  18. Amei! A gente faz as coisas esperando um retorno de reconhecimento, ou seja lá o que for, de outras pessoas. Acontece muito no meio dos blogueiros, mas eu aprendi que se fizermos as coisas para agradar primeiro a nós mesmos, o retorno é muito maior.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  19. Obrigado, Nayara. O caminho é esse mesmo. Continue na semeadura.
    Beijos,
    Leo Vieira

    ResponderExcluir
  20. Olá, Leo, tudo bem? Parabéns pelo belo texto. Trouxe uma mensagem maravilhosa e muito coerente com o que vivemos na blogosfera atualmente. Adorei!
    beijos

    ResponderExcluir
  21. Obrigado, Gaby. Fico muito feliz em saber quando um texto agradou.
    Beijos,
    Leo Vieira

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Adorei essa reflexão que o texto trouxe para a gente. Adoro essa frase Cante como os pássaros, tem uma intensidade tão grande e ao mesmo tempo é tão bonita...
    Belo texto!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  23. Obrigado, Carol. Fico muito feliz por isso.
    Beijos,
    Leo Vieira

    ResponderExcluir
  24. Olá ♥
    Um texto digno de ser aplaudido de pé. Um texto um tanto reflexivo e eu adorei, as vezes o que falta é o companheirismo e o bom entendimento das pessoas. Amei o texto sério, isso deveria está exposto em todos ps grupos, não só literários,mas em todos que envolve esse mundo de blog, autores e afins. Mais uma vez parabéns♥

    ResponderExcluir
  25. nossa, parabéns amei o texto <3

    ResponderExcluir
  26. Obrigado, Bianca. Fico feliz por isso.
    Beijos,
    Leo Vieira

    ResponderExcluir
  27. É uma boa reflexão. Às vezes a gente realmente precisa se libertar um pouco.

    ResponderExcluir
  28. Isso mesmo, Débora. Colocar em prática.
    Beijos,
    Leo Vieira

    ResponderExcluir
  29. Olá Leo, adorei seu texto, com uma analogia simples trouxe uma reflexão bem bacana *-*

    http://meumundo-meuestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Esperar pelos outros em si é algo ruim, e que de fato não está na minha lista. Gosto de surpreender as pessoas sem que elas esperem e vice versa. É mais gostoso e menos decepcionante.

    ResponderExcluir
  31. Obrigado, Jéssica. Fico feliz por saber que a agradou. :)

    ResponderExcluir
  32. Isso mesmo, Amanda. Tudo depende de nós. Vamos nos superar e surpreender mesmo.
    Beijos,
    Leo Vieira

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!. ♥♥
Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
Comentários ofensivos serão apagados!

Títulos que talvez seja do seu interesse!