segunda-feira, junho 18, 2018

Leo Vieira: O que Realmente Importa


Observo muita gente destrambelhando por altas conquistas. Mal percebem que essa vida agitada em prol de status profissional acaba colocando em custo a sua vida pessoal. Vão perdendo amigos, casamento, emprego, oportunidades, saúde, o tempo e até mesmo a vida.
           Acham que perdem tempo em não correr atrás, mas depois querem correr para recuperar o tempo perdido.
Compram coisas que logo ficam obsoletas, que não precisam. Aquela questão da obsolência programada.
Eu uso isso como tema de hoje porque também se aplica no meio literário. Querem viver um estilo ilusório. Pagam para ser o que não são. Gastam fortuna para viver um ofício literário exagerado e desnecessário. Exemplo: Encomenda um lote imenso de livros o qual não consegue vender. A frustração acaba sendo maior que a dívida.
Recentemente um colega escritor muito focado em suas atividades literárias teve o seu casamento por água abaixo. E o pior: ele acha que mantendo o foco nas atividades literárias o fará esquecer desses problemas.
Mantenham as amizades, o casamento, aprimore o seu ambiente de trabalho, cuide de sua saúde, valorize tempo e momentos.
Na verdade, a vida é feita de momentos. O que a gente compra fica velho e ultrapassado. O que a gente vive, fica pra sempre nos bons momentos.

Leo Vieira



® Leo Vieira- Direitos Reservados

ESCRITOR (romances, contos, crônicas, composições musicais e roteiros [com filiações e reconhecimentos acadêmicos]), ATOR (teatro e dublagem [com DRT]), ILUSTRADOR (personagens próprios, quadrinhos independentes e desenho animado), e PRODUTOR CULTURAL (feiras literárias). Sua formação é teológica; atualmente está estudando Pedagogia (faculdade), Jornalismo, Cinema e Marketing (por conta própria).

15 comentários :

  1. Olá, muito interessante o seu post, muita gente foca mesmo só num lado da vida, como o profissional, e esquece que ela é muito mais que isso, que temos também que dar atenção à outras áreas.

    ResponderExcluir
  2. Desta vida não levamos nada de bens materiais, viramos pó, então a melhor coisa é valorizarmos as pessoas que estão a nossa volta, e os momentos que passamos com elas.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí, Rose. Visite pessoas, escreva cartas e faça boas surpresas.
      Beijos,
      Leo Vieira

      Excluir
  3. Oii!
    Realmente as vezes damos tanta importância ao que não importa e deixamos de lado o que é de fato importante! Bela reflexão!

    bjs
    https://blogperdidanasnuvens.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol. O importante é dar espaço e atenção a tudo, sem prejudicar o mais essencial.
      Beijos,
      Leo Vieira

      Excluir
  4. Oi, tudo bem?
    Ótimo post! Concordo muito com você. Vejo as pessoas muito preocupadas com a vida profissional ou, pior ainda, com o status, deixando de lado a vida pessoas e as coisas que realmente importa. Dinheiro e bens materiais não suprem a importância família, dos amigos, das pessoas que amamos, e não tem nada mais valioso do que os momentos compartilhados com essas pessoas.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maria Luíza! Obrigado pelo comentário.
      Recentemente eu vi uma matéria sobre influenciadoras digitais do Instagram e mostrou sobre algumas que até alugavam roupas e bolsas caras de grife e faziam
      viagens somente para fazer poses e bicos nessas paisagens para movimentar curtidas nas postagens.
      Quer dizer, as fotos não eram fakes nem montagens, mas elas se esforçavam e gastavam uma grana para ser aquilo que elas não eram. Fico perplexo sobre qual o benefício em construir e sustentar essa ilusão toda, vivendo da própria loucura e acreditando na própria mentira.
      Beijos,
      Leo Vieira

      Excluir
  5. "Na verdade, a vida é feita de momentos." Ta ai a frase que uso na minha vida constantemente! E Resume a forma como tento levar os problemas da vida! Seu texto está incrível, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marina. Obrigado pelo comentário.
      Beijos,
      Leo Vieira

      Excluir
  6. Olá! Achei maravilhoso o seu post, se vê muito por ai pessoas que ficam ficcionadas em trabalho e esquece de viver as pequenas coisas da vida! Muito reflexivo!

    Beijos,

    ResponderExcluir
  7. Oi, interessante o foco central do post e mais do que válido, mas poderia ter desenvolvido mais ele. Senti falta de algo mais. A impressão que tive foi que tem um buraco na leitura. Mas no geral, gostei.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nelma! Obrigado pelo comentário.
      Eu procuro fazer postagens mais sucintas exatamente para dar margens para mais comentários (como o seu) e até mesmo para que ramifique em
      postagens futuras. Algumas das postagens anteriores vieram a partir de comentários que vocês colocaram e inspiraram novas postagens.
      O primeiro parágrafo eu presenciei muita coisa e inclusive um colega de trabalho que também era uma pessoa muito querida acabou morrendo aos
      26 anos. Ele era entusiasmado, tinha muito apetite pela vida, mas infelizmente o coração acabou não aguentando ao ritmo de vida que ele
      levava.
      O terceiro parágrafo, aconteceu comigo. Ao fazer reforma em casa e retirar coisas das estantes, encontrei uma pilha de CDs virgens. Coisas que não preciso mais, porque agora só uso HDs externos.
      Enfim, são coisas que procuro nem entrar muito em detalhes. Talvez renda em novas postagens também. Vamos aguardar.
      Beijos,
      Leo Vieira

      Excluir
  8. Oi Leo, tudo bem?
    Acho que as pessoas vivem como se o amanhã fosse algo certo, achando que sempre vai dar tempo. Mas só existe o hoje e só vamos levar dessa vida, a vida que vivemos. Então, é o que você mesmo disse, valorize as pessoas e o que você tem e cuide delas, antes que seja tarde.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!. ♥♥
Tem um blog? Deixe seu link que visitarei sempre que possível.
Comentários ofensivos serão apagados!